MotoGP

Tenso e com lágrimas nos olhos: como Zarco pediu rescisão de contrato com KTM

Diretor-esportivo da KTM, Pit Beirer relatou o instante em que Johann Zarco comunicou que queria deixar o time antes do fim do contrato. Dirigente classificou o momento como “super triste”

Grande Prêmio / Redação GP, de São Paulo
Diretor-esportivo da KTM, Pit Beirer contou que Johann Zarco “tinha lágrimas nos olhos” quando comunicou sua decisão de deixar a escuderia austríaca antes do fim do contrato. O dirigente classificou o momento como “super triste”.
 
 
Depois de se destacar com a Tech3, Zarco fechou com a KTM para formar dupla com Pol Espargaró, mas não conseguiu até agora se entender com a RC16. Além de ser rotineiramente superado pelo catalão, Johann também é pressionado pela performance de Miguel Oliveira, que já teve, inclusive, seu contrato com a fábrica de Mattighofen renovado.
Pit Beirer (Foto: Sebas Romero/KTM)
Paddockast #28
INTERROGANDO Flavio Gomes: O Boto do Reno


Ouça: Spotify | iTunes | Android | playerFM

Durante a passagem do Mundial por Brno, Zarco conseguiu o terceiro posto no grid, mas não conseguiu colher frutos da primeira fila, já que recebeu a bandeirada apenas em 14º.
 
Beirer reforçou que a decisão de partir veio de Zarco e contou que o piloto não deixou margem para um debate.
 
“Não foi exatamente nossa decisão”, contou Beirer em entrevista à Servus TV, uma emissora de propriedade da Red Bull. “Johann veio até mim e Mike Leitner na noite de sábado, queria uma reunião conosco. Nós ficamos um pouco surpresos, porque a hora era um pouco incomum para reuniões breves”, contou.
 
“Aí ele sentou diante de nós, realmente tenso e com lágrimas nos olhos, dizendo que, no momento, não pode mais lidar com isso e que queria ficar livre do contrato dele”, relatou. “Não teve muita margem para discutir nada. A decisão dele era tão firme e tão clara. E, de fato, triste”, avaliou.
 
“Para nós, o momento foi, de fato, super triste, mas também era nosso desejo ajudá-lo a sair dessa situação e não sobrecarregá-lo ainda mais”, comentou. “Como uma pessoa e um cara, a maneira como ele sentou lá, foi realmente cruel de assistir. Por outro lado, é compreensível do ponto de vista esportivo. Ele se vê junto conosco em um vale de onde não pode mais sair e agora ele só quer se realinhar”, explicou.
 
Em sua conta no Instagram, Zarco afirmou que deixar a KTM foi “uma decisão difícil”, mas frisou o desejo de competir “sorrindo, correndo por pódios”.
 
Ainda, Beirer reconheceu que o momento da partida de Zarco é ruim para a KTM, já que a maioria dos pilotos está no meio de um contrato de dois anos. 
 
“O momento para encontrar um outro piloto não é realmente o melhor”, reconheceu. “Não existe um grande plano com novos nomes, mas, pelo menos, existe uma nova versão. Nós decidimos começar hoje o novo prazo de inscrições. Vai durar até 19 de novembro, em Valência, então estamos ansiosos para que todos os pilotos de ponta do mundo se candidatem a uma vaga na MotoGP”, completou.
 
Apoie o GRANDE PRÊMIO: garanta o futuro do nosso jornalismo

O GRANDE PRÊMIO é a maior mídia digital de esporte a motor do Brasil, na América Latina e em Língua Portuguesa, editorialmente independente. Nossa grande equipe produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente, e não só na internet: uma das nossas atuações está na realização de eventos, como a Copa GP de Kart. Assim, seu apoio é sempre importante.

Assine o GRANDE PREMIUM: veja os planos e o que oferecem, tenha à disposição uma série de benefícios e experências exclusivas, e faça parte de um grupo especial, a Scuderia GP, com debate em alto nível.