Stock Car

União entre Brasil e Argentina termina com vitória de Maurício e Girolami na Corrida de Duplas da Stock Car

Ricardo Maurício, o convidado argentino Néstor Girolami e a RC fizeram um trabalho correto para dar o bote na hora certa e faturar a vitória na primeira corrida da Stock Car na temporada 2015. Pódio ainda teve australiano e português

Warm Up, de Goiânia / RENAN DO COUTO, de Goiânia
Rápido desde o início dos trabalhos da Stock Car em em Goiânia, Ricardo Maurício e Néstor Girolami foram rápidos também no momento mais importante: a corrida. Contando ainda com um trabalho corretíssimo da RC na janela de pit-stops, o dueto que uniu campeões do automobilismo brasileiro e argentino faturou a vitória da Corrida de Duplas disputada neste domingo (22), em Goiânia.

Partindo da segunda fila, Maurício pulou para a segunda colocação na primeira metade da prova, depois de superar Valdeno Brito na largada e Átila Abreu pouco mais tarde. O bote decisivo ocorreu em meio às paradas de box, após uma breve falha do principal adversário, e até passou despercebido na TV.

Quando Girolami, o 'Bebu', apareceu na pista, já estava à frente do carro #80 de Marcos Gomes e Mark Winterbottom. O australiano, quarto na Corrida de Duplas do ano passado, até esboçou uma aproximação, mas não foi páreo para o forte ritmo do argentino.

Girolami abriu, abriu e venceu com uma larga vantagem de mais de seis segundos.

Boa até o fim foi a batalha pelo degrau mais baixo do pódio, decidida somente nos metros finais. José María López, no carro de Cacá Bueno, atacou António Félix da Costa, convidado de Allam Khodair, mas Lucas Di Grassi resolveu chegar para a festa e inclusive tomou a quarta posição por alguns momentos. Mas, no final, foi mesmo o português quem passou em terceiro pela linha de chegada.

A prova ainda teve algumas batalhas divertidas entre convidados no meio do pelotão. Jacques Villeneuve, o campeão da F1 presente no evento, foi protagonista em várias delas. Chegou a rodar e, no final, bateu roda feio com o irmão de Sergio Pérez no fim da reta dos boxes. Vitantonio Liuzzi foi mais um que quase escapou de um acidente dos feios.

Destaque também para o nono lugar de Rubens Barrichello e Ingo Hoffmann.

Confira como foi a Corrida de Duplas da Stock Car em Goiânia:

A primeira etapa da temporada 2015 da Stock Car começou quando os relógios marcavam 10h45 em Brasília. No escuro: um apagão geral no Autódromo Ayrton Senna deixou a organização em apuros para conseguir dar a largada no horário certo, principalmente por causa da transmissão da TV Globo. Só o pit-wall tinha energia elétrica. Ao menos o início de prova foi limpo, com Átila Abreu segurando a ponta seguido por Marcos Gomes, Ricardo Maurício e Valdeno Brito.
 
O único que deixou a prova já no princípio foi Denis Navarro, com problemas de embreagem no carro da Vogel.
 
Mas Gomes não estava contente com a segunda colocação. Imprimindo um ritmo forte, partiu para o ataque sobre Átila e tomou-lhe a liderança na abertura da sexta volta. O #51 perdeu um pouco o piquet depois disso e foi ultrapassado também por Maurício e Camilo.

E desta forma a corrida precisou ser neutralizada após o acidente de César Ramos no sétimo giro. O gaúcho, estreando como titular na categoria, saiu da pista e foi reto em direção ao muro, onde sofreu um impacto forte. A frente do carro ficou destruída, mas o piloto saiu ileso. Safety-car na pista. Atrás do Camaro, formou-se a fila: Gomes, Maurício, Camilo, Abreu e Valdeno. A relargada foi na abertura da décima volta.

Valdeno logo foi superado por Cacá e Khodair, e no início da 12ª volta, Galid Osman e Antonio Pizzonia chegaram a se tocar em uma acirrada disputa de posições na curva 1. Logo a seguir, o box foi aberto para as trocas de pilotos, quatro pneus e o reabastecimento obrigatório.

Átila foi o primeiro a parar para entregar o carro a Nelsinho Piquet, o mais rápido de todos os convidados no treino classificatório. Mas a parada foi lenta, e a dupla perdeu ainda mais posições.

O grande salto durante esta janela de paradas foi o de Ricardo Maurício. Não pela quantidade de posições, mas pela qualidade: superou Gomes e deixou Néstor Girolami na ponta à frente de Mark Winterbottom. Os dois tinham uma vantagem relativamente confortável para António Félix da Costa, parceiro de Khodair, e mais de 20 minutos para brigar pela vitória.

Seguiam: José María López no #0, Vitor Meira no #65, Álvaro Parente no #88, Piquet no #51, Lucas Di Grassi no #21, Bruno Senna no #1 e Ingo Hoffmann no #111.
Marcos Gomes e Mark Winterbottom ficaram no segundo lugar (Foto: Carsten Horst/ Hyset/ RF1)
Enquanto Girolami ia abrindo para Winterbottom, a disputa esquentava pelo degrau mais baixo do pódio. 'Pechito' colou no gajo Félix da Costa e passou a atacá-lo. Atrás, Di Grassi tambéms e esforçava para recuperar posições. Outras batalhas boas no meio do pelotão envolveram Laurens Vanthoor e Ingo Hoffmann, com o 'Alemão' vendendo caro a ultrapassagem. Jacques Villeneuve também se divertiu brigando com Matheus Stumpf e Vitantonio Liuzzi.

Mas esta nem chegou perto de ser a única confusão em que o canadense se meteu. Ele ainda ralou a carenagem com Jaime Alguersuari, rodando por causa disso. Depois, no fim da reta, tomou uma pancada do mexicano António Pérez e revidou. O irmão de Sergio Pérez foi parar longe na área de escape. Curiosamente, os dois adversários representavam a equipe RZ de Ricardo Zonta, o companheiro de Jacques.

No mesmo bolo, Vitantonio Liuzzi rodou e, ao espalhar de volta para o meio da pista, por pouco não foi atingido no que seria um enorme acidente.

No final, a briga ainda esquentu bastante no pelotão da frente, valendo lugar no pódio. José María López não deu conta de ultrapassar Félix da Costa e acabou ultrapassado por Di Grassi. O brasileiro tentou levar a melhor no duelo dos falantes de português, mas não deu certo. Ele perdeu o quarto posto de volta para 'Pechito' e terminou em quinto. E o portuga foi receber um troféu junto de Khodair.

Ingo Hoffmann, maior campeão da história da categoria com 12 títulos, foi capaz de receber a bandeirada em nono lugar junto de Rubens Barrichello. O atual camepão fez um ótimo trabalho ganhando mais de 15 posições na primeira parte da prova e começou a defesa de título somando três pontos.

A próxima corrida da Stock Car acontece daqui a duas semanas no circuito de rua de Ribeirão Preto, no interior de São Paulo.

Stock Car, Goiânia, Corrida de Duplas, classificação final:

1 90 RICARDO MAURÍCIO
NÉSTOR GIROLAMI
BRA
ARG
RC Chevrolet 52:32.719 35 voltas  
 
2 80 MARCOS GOMES
MARK WINTERBOTTOM
BRA
AUS
VOXX Peugeot +6.892    
 
3 18 ALLAM KHODAIR
ANTÓNIO FÉLIX DA COSTA
BRA
POR
FULL TIME Chevrolet +18.475    
 
4 0 CACÁ BUENO
JOSÉ MARÍA LÓPEZ
BRA
ARG
RED BULL Chevrolet +18.742    
 
5 21 THIAGO CAMILO
LUCAS DI GRASSI
BRA
BRA
RCM Chevrolet +19.102    
 
6 65 MAX WILSON
VITOR MEIRA
BRA
BRA
RC Chevrolet +19.766    
 
7 88 FELIPE FRAGA
ÁLVARO PARENTE
BRA
POR
VOXX Peugeot +19.880    
 
8 77 VALDENO BRITO
LAURENS VANTHOOR
BRA
BEL
A MATTHEIS Chevrolet +25.577    
 
9 111 RUBENS BARRICHELLO
INGO HOFFMANN
BRA
BRA
FULL TIME Chevrolet +42.395    
 
10 14 LUCIANO BURTI
JAIME ALGUERSUARI
BRA
ESP
RZ Chevrolet +45.797    
 
11 4 JÚLIO CAMPOS
NICOLAS PROST
BRA
FRA
MICO'S Peugeot +46.930    
 
12 28 GALID OSMAN
BETO MONTEIRO
BRA
BRA
RCM Chevrolet +50.193    
 
13 29 DANIEL SERRA
CHICO SERRA
BRA
BRA
RED BULL Chevrolet +52.997    
 
14 2 RAPHAEL MATOS
DAVID MUFFATO
BRA
BRA
CARLOS ALVES Peugeot +59.049    
 
15 10 RICARDO ZONTA
JACQUES VILLENEUVE
BRA
CAN
A MATTHEIS Chevrolet +59.682    
 
16 12 LUCAS FORESTI
LUIZ RAZIA
BRA
BRA
AMG Chevrolet +1:04.663    
 
17 46 VITOR GENZ
MATHEUS STUMPF
BRA
BRA
BOETTGER Peugeot +1:06.689    
 
18 110 FELIPE LAPENNA
VITANTONIO LIUZZI
BRA
ITA
CARLOS ALVES Peugeot +1:10.047    
 
19 6 ALCEU FELDMANN
EZEQUIEL BOSIO
BRA
ARG
BOETTGER Peugeot +1:11.382    
 
20 3 BIA FIGUEIREDO
MATIAS MILLA
BRA
ARG
BASSANI Peugeot +1:16.879    
 
21 83 GABRIEL CASAGRANDE
ENRIQUE BERNOLDI
BRA
BRA
C2 Chevrolet +1:18.789    
 
22 26 RAPHAEL ABBATE
NICOLAS COSTA
BRA
BRA
HOT CAR Chevrolet +1:19.706    
 
23 72 FÁBIO FOGAÇA
LEANDRO TOTTI
BRA
BRA
HOT CAR Chevrolet +1 voltas    
 
24 1 ANTONIO PIZZONIA
BRUNO SENNA
BRA
BRA
MICO'S Peugeot +1 voltas    
 
25 73 SÉRGIO JIMENEZ
FÁBIO CARBONE
BRA
BRA
C2 Chevrolet +1 voltas    
 
26 25 TUKA ROCHA
CHRIS VAN DER DRIFT
BRA
NZL
BASSANI Peugeot +2 voltas    
 
27 8 RAFAEL SUZUKI
ANTONIO PÉREZ
BRA
MEX
RZ Chevrolet   NC  
 
28 51 ÁTILA ABREU
NELSINHO PIQUET
BRA
BRA
AMG Chevrolet   NC  
 
29 74 POPÓ BUENO
GUILHERME SALAS
BRA
BRA
CAVALEIRO Peugeot   NC  
 
30 70 DIEGO NUNES
RICARDO ROSSET
BRA
BRA
VOGEL Chevrolet   NC  
 
31 11 CÉSAR RAMOS
FRÉDÉRIC VERVISCH
BRA
BEL
CAVALEIRO Peugeot   NC  
 
32 5 DENIS NAVARRO
FELIPE GIAFFONE
BRA
BRA
VOGEL Chevrolet   NC  
 
33 33 FELIPE MALUHY
XANDINHO NEGRÃO
BRA
BRA
PRO GP Chevrolet   NC