Stock Car

Pilotos veem entrada de montadoras como “golaço” da Stock Car: “Vai bagunçar um pouco”

A provável entrada da Toyota e a possível chegada de outra montadora para se juntarem à Chevrolet na Stock Car em 2020 são vistas como positivas pelos pilotos. Ao GRANDE PRÊMIO, Cacá Bueno e Cesar Ramos explicaram esse ponto de vista

Grande Prêmio / FELIPE NORONHA, de São Paulo

É provável que a Stock Car tenha novidades em seus carros para 2020: Como apurou o GRANDE PRÊMIO, a entrada da Toyota está praticamente certa, e outra montadora também pode se juntar à Chevrolet a partir da próxima temporada na produção dos carros da categoria. 

Segundo Carlos Col, chefe da categoria, a ideia é que o modelo seja um "monobloco dos carros das marcas que estiverem presentes, e vamos no conceito de um carro, na verdade, muito mais próximo do carro de rua, com identificação maior do produto."

Desta forma, os maiores interessados nas mudanças seriam os fãs, pela identificação - e tambem os condutores dos novos modelos: os pilotos. Desta forma, o GP perguntou a estes o que pensam sobre as prováveis mudanças. E as respostas foram positivas
Cacá Bueno (Foto: Bruno Terena/RF1)
Paddockast #27
Schumacher e Vettel: UNIDOS POR UM RECORDE


Ouça: Spotify | iTunes | Android | playerFM

Para Cacá Bueno, por exemplo, a mudança é um "golaço". Segundo o piloto da Cimed, a questão é "importantíssima" para que a categoria dê um passo à frente.

"Precisa dar esse passo de novo, como na questão de mídia, e outras, e se tornar multimarca é um passo fundamental para isso: para ter mais gente falando sobre isso, mais gente divulgando..."

Segundo ele, é também uma abertura para entrada de novos parceiros comerciais: "Quando entra uma montadora, entram os parceiros comerciais desta montadora como possíveis patrocinadores e ativação."

"Acho que se a Toyota entrar é um golaço. Como a gente vê, os autódromos estão cheios, os eventos são sempre bons, mas às vezes as pessoas estão um pouco distantes da realidade do campeonato. Nesse momento de crise no país tem sido difícil atrair patrocinadores para um grande evento como a Stock Car."

"É um ar novo, um oxigênio, e tomara que entrem no rastro outras montadoras – acho que isso só tem a fazer bem para a Stock Car", concluiu Bueno.
Cesar Ramos (Foto: Duda Bairros/Vicar)
Já Cesar Ramos, da Blau, vê a possibilidade como boa para as equipes, que terão que agir: "Eu fico feliz com isso porque acho que a Stock Car está há muito tempo igual. Acho que algo novo precisa chegar, mesmo que seja só a carenagem, ou alguma coisa assim, ainda não sei como vai funcionar, qualquer coisa que vier de novidade é bem vinda."

"As equipes conseguem se mexer. Tem equipe que está muito bem há muito tempo e tem equipe que acaba ficando limitada com esse carro atual. Com um carro novo, alguma novidade, todo mundo vai ter que bagunçar um pouco, mexer a cabeça", finalizou Ramos.

Antes dessas mudanças, a Stock Car vai até Campo Grande, no final de semana dos dias 10 e 11 de agosto, para sua próxima etapa - a sexta de 2019. O GP cobre 'in loco'. 

Apoie o GRANDE PRÊMIO: garanta o futuro do nosso jornalismo

O GRANDE PRÊMIO é a maior mídia digital de esporte a motor do Brasil, na América Latina e em Língua Portuguesa, editorialmente independente. Nossa grande equipe produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente, e não só na internet: uma das nossas atuações está na realização de eventos, como a Copa GP de Kart. Assim, seu apoio é sempre importante.

Assine o GRANDE PREMIUM: veja os planos e o que oferecem, tenha à disposição uma série de benefícios e experiências exclusivas, e faça parte de um grupo especial, a Scuderia GP, com debate em alto nível.