Stock Car

Colado nos líderes, Wilson vê Campo Grande como “corrida decisiva em relação ao título”

Max Wilson é o, como diz o clichê, fiel da balança da temporada 2019 da Stock Car em relação a quem vai brigar pelo título na segunda metade do ano. Com o encerramento da primeira em Campo Grande, neste domingo, ele quer começar a pegar pódios para se consolidar no G6 da tabela

Grande Prêmio, de Campo Grande / FELIPE NORONHA, de Campo Grande
Um dia antes do início dos trabalhos em Campo Grande, o GRANDE PRÊMIO publicou análise na qual afirma que Max Wilson tem papel fundamental na definição de quem briga pelo título na segunda metade da temporada 2019 da Stock Car. Atualmente sexto colocado, ele e Felipe Fraga mostram no Mato Grosso do Sul se os cinco primeiros da tabela lutarão entre eles ou se ainda cabem mais dois nomes. 

E Wilson concordou com o texto. Questionado pelo GP se via, de fato, tal situação como real, afirmou que sim, e comentou sobre o que precisa fazer para que esteja na briga. Ir ao Q3 do treino de classificação do último sábado (10) e garantir a sexta colocação foi, aliás, um primeiro passo. 

"Concordo. Eu acho que é muito baseado nessa etapa, ela é muito importante de fato. Claro, tem muita corrida ainda por acontecer, mas chegando na metade do campeonato relamente é bom marcar bons pontos aqui para ter uma chance real de lutar pelo título no final do ano", disse o piloto da RCM.
Max Wilson (Foto: Duda Bairros/Vicar)
Wilson tem 97 pontos e é o primeiro fora da casa centenária, ocupada por Daniel Serra, Ricardo Maurício, Rubens Barrichello, Júlio Campos e Thiago Camilo.

"Não fomos tão bem nos treinos aqui, mas na classificação melhoramos bastante. No Q3 errei na curva q e perdi tempo, mas tive um problema de pressão de combustível. Mas enfim, estou largando em sexto."

"Concordo que essa corrida decide e para mim e para quem está próximo a mim, bem colocados no campeonato porém distantes em termos de pontuação dos líderes, então vai ser muito importante. Vamos ver o que acontece, mas concordo que essa corrida é muito decisiva em relação ao título", seguiu.
Max Wilson (Foto: Duda Bairros/Vicar)
Paddockast #28
INTERROGANDO Flavio Gomes: O Boto do Reno


Ouça: Spotify | iTunes | Android | playerFM

Mas como ele se mantém lá em cima na tabela mesmo sem vitórias ou pódios no ano? Claro, ele não faz de propósito, como brincou ao GP, mas consegue pontuar com frequência - ele só espera que agora a frequência seja de pódios.

"A gente sofreu bastante nessa primeira parte do campeonato, não tivemos o desempenho que temos condições de ter, uma série de problemas. Mas, por outro lado, mesmo com os problemas, a gente conseguiu minimizá-los pontuando praticamente em todas as etapas."

"Mas, para de fato termos chances de lutar pelo título, precisamos ir ao pódio daqui para frente - de uma maneira mais frequente, que é o que estamos acostumados a fazer, mas esse ano não aconteceu ainda. Mas acredito que essa consistência que venho tendo ajudou, mas preciso chegar entre os seis primeiros com frequência até o final do ano para ter certa chance real de lutar pelo título", concluiu o #65.

A corrida 1 em Campo Grande está marcada para 15h (de Brasília) deste domingo. A segunda prova tem início às 16h02. O GRANDE PRÊMIO cobre a sexta etapa da temporada 2019 'in loco' com o repórter Felipe Noronha.

Apoie o GRANDE PRÊMIO: garanta o futuro do nosso jornalismo

O GRANDE PRÊMIO é a maior mídia digital de esporte a motor do Brasil, na América Latina e em Língua Portuguesa, editorialmente independente. Nossa grande equipe produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente, e não só na internet: uma das nossas atuações está na realização de eventos, como a Copa GP de Kart. Assim, seu apoio é sempre importante.

Assine o GRANDE PREMIUM: veja os planos e o que oferecem, tenha à disposição uma série de benefícios e experiências exclusivas, e faça parte de um grupo especial, a Scuderia GP, com debate em alto nível.