Rali

Por infração, Alonso recebe punição de 70 horas no Rali do Marrocos. Sainz lidera

Fernando Alonso ficou preso em uma vala e não conseguiu terminar o terceiro dia no Marrocos. A consequência foi começar o quarto dia com um acréscimo de 70 horas, que faz o espanhol apenas cumprir tabela. Carlos Sainz assumiu a liderança

Grande Prêmio / Redação GP, de Berlim
O quarto dia de Rali do Marrocos, válido pela Copa do Mundo de Rali Cross-Country, trouxe novos desafios para Fernando Alonso. O espanhol sofreu um novo acidente no terceiro dia de competição, ficando preso em uma vala não sinalizada e incapacitado de cruzar a linha de chegada. A direção de prova permitiu que Alonso voltasse à disputa nesta terça-feira (8), mas somente após aplicar o acréscimo de 70 horas ao tempo total de prova.
 
A punição tem como objetivo permitir que Alonso siga competindo, mas sem chances de realmente disputar posição com aqueles que terminaram os três primeiros dias de atividade.
 
"Certamente não foi o dia que queríamos, que esperávamos”, disse Alonso. “Tivemos um contratempo com uma vala no quilômetro 75, que não estava indicada. Caímos e danificamos o carro. Paramos para reparar e percebemos que nosso companheiro estava ali parado, o Ten Brinke. Foi algo que aconteceu com vários carros, até o que vinha atrás”, seguiu.
Fernando Alonso recebeu uma punição de 70 horas (Foto: Reprodução/Twitter)
Andando na rabeira do Rali do Marrocos, Alonso ao menos tem a chance de acumular experiência em uma nova modalidade do automobilismo. Trata-se apenas da segunda competição do bicampeão da F1, que já havia capotado na estreia.
 
Na dianteira, o dia foi de reviravoltas. Nasser Al-Attiyah, que pintava como um favorito inicial, sofreu problemas mecânicos e abandonou no quilômetro 205. Quem herda a liderança é Carlos Sainz. O bicampeão do WRC, entretanto, está longe de ter vida fácil: são apenas 2min36 de vantagem sobre o segundo colocado, Jakub Przygonski. Giniel de Villiers e Nani Roma surgem em terceiro e quarto, ambos por volta de 10 minutos atrás. O top-5 ainda conta com Mathieu Serradori.
 
Os brasileiros Reinaldo Varela e Gustavo Gugelmin aparecem no top-10. A dupla ganhou terreno e segue relativamente próxima do pelotão dianteiro, devendo 30min40s em relação ao líder.
 

 
Paddockast #36
O MELHOR PILOTO SEM VITÓRIA NA F1


Ouça: Spotify | iTunes | Android | playerFM

Apoie o GRANDE PRÊMIO: garanta o futuro do nosso jornalismo

O GRANDE PRÊMIO é a maior mídia digital de esporte a motor do Brasil, na América Latina e em Língua Portuguesa, editorialmente independente. Nossa grande equipe produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente, e não só na internet: uma das nossas atuações está na realização de eventos, como a Copa GP de Kart. Assim, seu apoio é sempre importante.

Assine o GRANDE PREMIUM: veja os planos e o que oferecem, tenha à disposição uma série de benefícios e experiências exclusivas, e faça parte de um grupo especial, a Scuderia GP, com debate em alto nível.