Porsche

Abreu comemora título conquistado “comendo pelas beiradas” na Porsche

Átila Abreu e Leo Sanchez não poderiam ficar mais satisfeitos com o desfecho de sua temporada na Porsche Endurance Series. Em Interlagos, com uma terceira colocação na corrida, a dupla de estreantes conseguiu conquistar o título do campeonato

Grande Prêmio / NATHALIA DE VIVO, de Interlagos
Átila Abreu e Leo Sanchez mostraram ser uma dupla para lá de entrosada e que deu a combinação perfeita. Neste sábado (30), com um terceiro lugar em Interlagos, os dois conseguiram o título da Porsche Endurance Series.
 
A história dos companheiros não poderia ser melhor: Leo faz seu primeiro ano no esporte a motor de forma profissional e no campeonato Sprint conta com o piloto da Stock Car como coach. Enquanto isso, Átila fez sua estreia na Porsche.
 
E já na primeira entrada do #15 conseguiu colocar as mãos no caneco. Leo não poderia comemorar mais. “Superação, dedicação e muita força de vontade. Realmente, ser campeão no Endurance 2019 realmente é muita emoção. É meu primeiro ano de automobilismo, começamos esse ano, formei dupla com Átila”, falou ao GRANDE PRÊMIO.
 
“Além de sermos grandes amigos, ele é meu coach, meu mestre. Ele foi me passando as dicas e aí, em Estoril, conseguimos a vitória. Depois, em Goiânia, conseguimos de novo, em Interlagos sabíamos que seria difícil, mas conseguimos o terceiro e o campeonato. Estou muito feliz”, continuou.
Átila Abreu e Leo Sanchez (Foto: Cauê Moalli/Grande Prêmio)
Abreu também exaltou o resultado conquistado, especialmente por ter sido uma dupla de ‘estreantes’ batendo todos os experientes. “Foi um ano incrível. Para mim começou muito difícil com o acidente na Stock Car, mas foi um prazer estrear na Porsche, campeonato que sempre observei de perto e sempre tive vontade de correr. O Leo me proporcionou para estar perto dele o campeonato todo, uma parte do Sprint como coach, na Endurance como piloto”, contou.
 
“Foi um ano muito legal, não tínhamos expectativa de conquistar um pódio e saímos com o título, isso é o fruto de muito trabalho e dedicação. Acabei puxando a orelha do Leo algumas vezes, fiz o papel de chato, mas fiz porque vi que tínhamos potencial. Começou com uma corrida em Portugal que foi só eu e ele, não tinha engenheiro nem nada e saímos de lá com vitória. Pensamos que então tínhamos chance, começamos a trabalhar e se dedicar”, continuou.
 
“Em Goiânia, levamos de novo a vitória. Aqui sabíamos que seria mais difícil, uma corrida bem mais longa, Interlagos é a casa de todo mundo, sofremos com o carro o fim de semana inteiro, na corrida foi um susto, chegamos sem um farol, mas quando é para ser, tudo conspira para ser. Conseguimos chegar em terceiro, resultado suficiente para ser campeão sem depender dos outros”, emendou ao GP.
Átila Abreu e Leo Sanchez (Foto: Cauê Moalli/Grande Prêmio)
“Muito feliz, parabenizar o Leo pelo excelente trabalho e poder comemorar o título e em 2020 estamos de volta para defender esse título. Vai ser difícil porque chegar lá é difícil, se manter lá é um pouco mais complicado. O que é legal é que é uma disputa saudável, acaba se tornando uma família. Vamos comemorar enquanto estamos com a vitória”, destacou.
 
“Acho que foi justamente isso. Começamos sem pretensão nenhuma, quando corre sem pressão fica mais fácil. Sentimos um pouco quando chegamos aqui, pensamos que precisávamos ficar entre os três primeiros para defender o título. Em Portugal, a gente não esperava, fomos lá e ganhamos”, disse.
 
“Em Goiânia, sabia que ia ser difícil, mas não contava com a vitória e ganhamos. Aqui sabia que precisava fazer um trabalho mais difícil, mais cauteloso para garantir. Chegamos comendo pelas beiradas e ganhamos o título. O primeiro título do Leo no automobilismo, espero que ele curta bastante”, encerrou.



 

Paddockast # 44
RETROSPECTIVA 2019: MUITO QUE BEM, MUITO QUE MAL


Ouça: Spotify | iTunes | Android | playerFM

Apoie o GRANDE PRÊMIO: garanta o futuro do nosso jornalismo

O GRANDE PRÊMIO é a maior mídia digital de esporte a motor do Brasil, na América Latina e em Língua Portuguesa, editorialmente independente. Nossa grande equipe produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente, e não só na internet: uma das nossas atuações está na realização de eventos, como a Copa GP de Kart. Assim, seu apoio é sempre importante.

Assine o GRANDE PREMIUM: veja os planos e o que oferecem, tenha à disposição uma série de benefícios e experiências exclusivas, e faça parte de um grupo especial, a Scuderia GP, com debate em alto nível.