MotoGP

Zarco faz campanha por vaga de piloto de testes na MotoGP e sonha com wildcard

Johann Zarco está em plena campanha para conquistar uma vaga como piloto de testes na MotoGP. O #5 sonha, ainda, em ter a chance de disputar algumas corridas e garante que, se tiver a oportunidade, vai encarar como se fosse a última de sua vida

Grande Prêmio / Redação GP, de São Paulo
Johann Zarco está em plena campanha eleitoral. Depois de pedir pelo fim antecipado de seu contrato com a KTM, o francês agora busca uma vaga como piloto de testes da MotoGP e sonha com a chance de disputar algumas provas como wildcard.
 
Bicampeão, Johann chegou a cogitar um retono à Moto2, mas vê o posto de piloto de testes na classe rainha como uma oportunidade melhor. Atualmente, todas as seis fábricas do grid ― Honda, Ducati, Yamaha, Suzuki, KTM e Aprilia ― contam com equipes de testes baseadas na Europa.
Johann Zarco (Foto: Red Bull Content Pool)
A casa de Bolonha, porém, já deixou claro que não tem intenção de contar com Johann, já que está satisfeita com o trabalho feito por Michele Pirro. A Honda conta com Stefan Bradl, a Yamaha tem Jonas Folger, a Suzuki emprega Sylvain Guintoli e a Aprilia conta com Bradley Smith. A KTM, que, claro, não está entre as opções de Zarco, tem Dani Pedrosa e Mika Kallio.
 
Lembrado pela revista inglesa ‘Autosport’ de que ninguém passou recentemente do posto de piloto de testes para titular, Zarco avaliou que sua situação é diferente, já que ele não busca tal vaga para encerrar a carreira.
 
“Acho que para uma fábrica, a minha situação pode ser interessante, pois, se me tornar um piloto de testes, não é porque estou me aposentando”, disse Zarco. “Não estava me sentindo bem e queria voltar mais forte, me dar uma chance com uma moto competitiva”, seguiu.
 
“Isso significa que, se eu começar a testar, vou forçar como se quisesse vencer a corrida e essa às vezes pode ser a melhor maneira de desenvolver uma moto e testar muitas coisas”, ponderou. “Forçar a moto ao limite pode ser interessante para algumas fábricas”, insistiu.
 
Sonhando com a chance de conseguir alguns wildcards em 2020, o francês garante que não vai deixar passar se tiver uma oportunidade como essas. 
 
“A meta é, se eu fizer isso, fazer um bom trabalho, fazer muitas voltas, e acho que um piloto de testes tem a oportunidade de pilotar muito. Vemos este ano alguns pilotos de teste que estão fazendo muitas wildcards”, lembrou. “Se confiar em mim mesmo, sempre pegarei a oportunidade de um wildcard como se fosse a última chance. Essa situação pode forçar um humano a ser rápido”, concluiu.
 
Apoie o GRANDE PRÊMIO: garanta o futuro do nosso jornalismo

O GRANDE PRÊMIO é a maior mídia digital de esporte a motor do Brasil, na América Latina e em Língua Portuguesa, editorialmente independente. Nossa grande equipe produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente, e não só na internet: uma das nossas atuações está na realização de eventos, como a Copa GP de Kart. Assim, seu apoio é sempre importante.

Assine o GRANDE PREMIUM: veja os planos e o que oferecem, tenha à disposição uma série de benefícios e experências exclusivas, e faça parte de um grupo especial, a Scuderia GP, com debate em alto nível.