carregando
MotoGP

Yamaha dá até meio do ano para Rossi decidir e garante M1 de fábrica para 2021

Após confirmar o acerto com Fabio Quartararo, a Yamaha anunciou que acordou com Valentino Rossi até meados de 2020 para o italiano definir se segue ou não na MotoGP. A fábrica de Iwata assegurou moto do ano e apoio total caso o italiano continue no grid em 2021

Grande Prêmio / Redação GP, de São Paulo
Pouco após anunciar a chegada de Fabio Quartararo ao time de fábrica em 2021, a Yamaha explicou qual será o futuro de Valentino Rossi. A fábrica dos três diapasões deu até o meio de 2020 para que o #46 decida se quer ficar na MotoGP ou pendurar o capacete. 
 
A Yamaha assegurou que, caso decida ficar, Rossi terá uma YZR-M1 nas especificações de fábrica e contará com o apoio da equipe de engenharia da marca.

Agora, a única opção de Rossi para seguir na MotoGP é uma mudança para a SIC. O próprio piloto de Tavullia já tinha deixado claro que não vê problemas em correr com a equipe satélite, desde que tenha as condições ideias. O italiano, aliás, chegou à classe rainha justamente correndo com o time privado da Honda.
Valentino Rossi (Foto: Yamaha)
“Pelos motivos determinados pelo mercado de pilotos, a Yamaha me pediu, no começo do ano, para tomar uma decisão sobre meu futuro”, contou Rossi. “De acordo com o que disse na temporada passada, confirmei que não queria apressar nenhuma decisão e que precisava de mais tempo”, seguiu. 
 
“A Yamaha agiu em conformidade e concluiu as negociações em andamento. Claro que, após as últimas mudanças técnicas e com a chegada do meu novo chefe de equipe, meu primeiro objetivo neste ano é ser competitivo e continuar minha carreira como piloto da MotoGP também em 2021”, explicou. “Antes de fazer isso, preciso ter algumas respostas, que apenas a pista e as primeiras corridas podem me dar”, ponderou. 
 
“Estou feliz que, se decidir continuar, a Yamaha está pronta para me dar o suporte em todos os aspectos, dando-me uma moto com as especificações de fábrica e um contrato de fábrica. Nos primeiros testes, farei o possível para executar um bom trabalho junto à minha equipe e estar pronto para o começo da temporada”, completou.

Diretor da Yamaha, Lin Jarvis disse concordar com a opção de Rossi de esperar as primeiras corridas para definir seu futuro, mas reconheceu que a escuderia precisava planejar seu futuro. Não era segredo para ninguém que a concorrência buscava atrair Quartararo.
 
“A decisão totalmente compreensível de Valentino de avaliar sua competitividade em 2020 antes de tomar qualquer decisão sobre 2021 foi algo que Yamaha respeita e concorda”, começou Lin. “Embora tenhamos total respeito e confiança nas habilidades e na velocidade do Valentino para 2020, ao mesmo tempo a Yamaha também precisa planejar o futuro”, continuou. 
 
“Hoje em dia, com seis montadoras, talentos são muito procurados e o mercado consequentemente começa mais cedo. É uma sensação estranha começar a temporada sabendo que Vale não estará na equipe de fábrica em 2021, mas Yamaha estará lá com ele, independente do que decidir”, assegurou. “Se ele se sentir confiante e continuar correndo, forneceremos uma YZR-M1 e total suporte de engenharia. Se ele decidir aposentar, continuaremos e expandiremos nossas colaborações com programa de jovens pilotos, com ele de embaixador da marca Yamaha. Enfim, isso é tudo especulação. Agora temos uma temporada completa pela frente e posso garantir aos fãs que Valentino terá nosso apoio de 100% todos os dias até que um dia ele decida pendurar o macacão”, completou.
 

Apoie o GRANDE PRÊMIO: garanta o futuro do nosso jornalismo

O GRANDE PRÊMIO é a maior mídia digital de esporte a motor do Brasil, na América Latina e em Língua Portuguesa, editorialmente independente. Nossa grande equipe produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente, e não só na internet: uma das nossas atuações está na realização de eventos, como a Copa GP de Kart. Assim, seu apoio é sempre importante.

Assine o GRANDE PREMIUM: veja os planos e o que oferecem, tenha à disposição uma série de benefícios e experiências exclusivas, e faça parte de um grupo especial, a Scuderia GP, com debate em alto nível.