MotoGP

Márquez renova com Marc VDS e segue na Moto2 na temporada 2020

Líder da Moto2, Álex Márquez renovou o contrato com a Marc VDS e vai seguir na classe intermediária na temporada 2020. Será o sexto ano do #73 na categoria

Grande Prêmio / Redação GP, de São Paulo
Depois de muitos rumores sobre mudança de equipe ou salto para a MotoGP, Álex Márquez oficializou seus planos para o futuro nesta terça-feira (13). A Marc VDS anunciou nesta terça-feira (13) que renovou o contrato do espanhol para a temporada 2020.
 
Além de ser a sexta temporada de Álex na classe do meio, será também o sexto ano com a escuderia de Marc van der Straten. Até aqui, são oito poles, 20 pódios e oito vitórias. O duo, aliás, lidera a disputa pelo título de 2019, com o caçula dos Márquez sustentando uma vantagem de 43 pontos no Mundial de Pilotos.
Álex Márquez vai ficar com a Marc VDS em 2020 (Foto: Marc VDS)
Paddockast #28
INTERROGANDO Flavio Gomes: O Boto do Reno


Ouça: Spotify | iTunes | Android | playerFM

“Estou muito feliz em poder anunciar que na próxima temporada vou seguir com a Marc VDS na Moto2. Sou muito grato pela confiança do time”, disse Álex. “Com essa renovada estrutura técnica, uma parte fundamental do sucesso atual, poderei continuar por mais um ano para melhorar como piloto, aumentar meu nível de pilotagem e me preparar para atingir o sonho de saltar para a MotoGP”, seguiu.
 
“Também sou muito grato pela confiança da Estrella Galicia 0,0 durante todos esses anos e de Marc van der Straten, que vai continuar a me apoiar em minha carreira esportiva para que eu possa lutar para atingir meus objetivos na Moto2”, completou.
 
Dono da Marc VDS, Van der Straten celebrou a permanência de Márquez e frisou que não gostaria de ver o #73 estampando a moto de uma equipe rival. Alguns rumores apontavam uma negociação com a SIC para garantir o salto para a MotoGP em 2021.
 
“Estou realmente feliz com o fato de que o cara, o piloto, o homem ficará conosco por mais um ano”, celebrou Marc. “A opção da promoção dele para a MotoGP no próximo ano teria nos empolgado, já que queremos o melhor para ele, pois ele merece. Entretanto, não gostava da opção dele passar mais um ano na Moto2 competindo para outro time”, admitiu.
 
“Se ele vencer o título este ano, seria de mau gosto ele lutar pelo título em 2020 por uma equipe rival quando foi treinado por nós nesta categoria”, avaliou. “Felizmente, ele fica em casa e poderá completar toda a carreira na Moto2 com o time que o viu crescer”, concluiu.
 
Apoie o GRANDE PRÊMIO: garanta o futuro do nosso jornalismo

O GRANDE PRÊMIO é a maior mídia digital de esporte a motor do Brasil, na América Latina e em Língua Portuguesa, editorialmente independente. Nossa grande equipe produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente, e não só na internet: uma das nossas atuações está na realização de eventos, como a Copa GP de Kart. Assim, seu apoio é sempre importante.

Assine o GRANDE PREMIUM: veja os planos e o que oferecem, tenha à disposição uma série de benefícios e experências exclusivas, e faça parte de um grupo especial, a Scuderia GP, com debate em alto nível.