carregando
MotoGP

Amigo e ex-rival, Aspar presta tributo e altera nome de equipe no Mundial de Motovelocidade para Ángel Nieto Team

Jorge Martínez ‘Aspar’ decidiu prestar um tributo ao amigo e ex-rival Ángel Nieto e alterar o nome de suas equipes no Mundial de Motovelocidade. Filho mais velho do 13 vezes campeão, Gelete Nieto vai liderar os times do campeonato espanhol à MotoGP

Warm Up / Redação GP, de São Paulo

Jorge Martínez ‘Aspar’ decidiu prestar um tributo ao amigo e ex-rival Ángel Nieto e vai rebatizar suas equipes no Mundial de Motovelocidade com o nome do 13 vezes campeão mundial.
 
Em 26 de julho, Nieto sofreu um acidente de trânsito em Ibiza ao ter seu quadriciclo atingido por trás por um carro. O espanhol usava capacete no momento acidente, mas teve uma piora súbita depois de começar a despertar do coma e faleceu em 3 de agosto, aos 70 anos.
Ángel Nieto e Jorge Martínez 'Aspar' foram amigos e ex-rivais (Foto: Aspar)

“Ángel Nieto é um sinônimo das corridas de moto, um esporte que deu muito a ele e para o qual ele deu muito em troca”, disse Aspar. “As corridas de moto são o que são na Espanha graças ao homem que colocou a primeira pedra e nós queremos prestar uma homenagem a esse fato ao renomear o nosso time para Ángel Nieto Team”, anunciou.
 
Além da mudança de nome, a equipe valenciana também incorpora Gelete Nieto, o mais velho dos filhos de Ángel, a seu quadro de funcionários, com o espanhol comandando os times desde as categorias de base até a MotoGP. Gelete competiu pela Aspar entre 1993 e 1997, conquistando uma vitória no Campeonato Europeu em Barcelona e uma no Campeonato Espanhol em Jerez. O espanhol também disputou 28 GPs.
 
“Dei meus primeiros passos nas corridas com Jorge Martínez ‘Aspar’. Ele me guiou ao topo do pódio dos campeonatos Europeus e Espanhóis. Ele sempre foi uma pessoa importante para a nossa família e, ao lado dele, agora estou prestes a começar um novo capítulo da minha vida profissional com um time que vai carregar o nome do meu pai”, declarou Gelete. “2016 foi a 50ª temporada dele no Mundial e tenho certeza que ele adoraria estar por perto por mais algumas. As motos eram a maneira dele de viver e, por meio deste time, vamos garantir que ele siga em contato com sua maior paixão”, completou.
 
Além de Gelete, a Aspar também foi casa de outros integrantes da família Nieto. Pablo e Fonsi, filho e sobrinho de Ángel, respectivamente, também correram pela equipe, com o primeiro vencendo o GP de Portugal em 2003 e o segundo fechando a temporada 2002 com o título de vice-campeão das 125cc.
 
“Ángel ajudou muitas pessoas, eu entre outros, e foi uma importante parte da minha vida, como são seus filhos Gelete e Pablo e seu sobrinho Fonsi”, disse Aspar. “Ángel estava particularmente empolgado com todo este projeto. Ele confiou em mim para iniciar Gelete nas corridas e me disse: ‘Sei que ele vai aprender com você’. Poder prestar este tributo à memória dele e continuar com este projeto nas mãos de seu filho mais velho, que foi um dos primeiros a pilotar pelo meu time, me dá um orgulho enorme”, frisou.
 
“Ele foi a razão para que muitos espanhóis, inclusive eu, seus filhos e muitos outros, quisessem dedicar suas vidas às corridas e nos tornássemos campeões da nossa paixão. Graças a ele, nós temos os melhores fãs do mundo”, considerou. “Ángel viverá para sempre, ele nunca deixará nossos corações e, com este gesto, ele estará ainda mais em nossas mentes, se é que isso é possível, conforme começamos a produzir campeões e mantemos viva a chama da paixão por este esporte”, concluiu.

Aspar passa a se chamar Ángel Nieto Team (Imagem: Aspar)

EM BUSCA DO SONHO DA F1

PIETRO FITTIPALDI REVELA QUE NEGOCIOU COM A SAUBER PARA 2018