Motociclismo

Tuuli vence estreia interrompida em bandeira vermelha da MotoE em Sachsenring

Depois de faturar a pole, Niki Tuuli fez história como o primeiro a vencer uma corrida da Copa do Mundo de MotoE. Em uma prova que foi encerrada em bandeira vermelha, o piloto da Ajo garantiu o triunfo em Sachsenring com 0s442 de vantagem para Bradley Smith, com Mike di Meglio fechando o pódio

Grande Prêmio / JULIANA TESSER, de São Paulo / NATHALIA DE VIVO, de São Paulo

Niki Tuuli entrou para a história como o primeiro piloto a vencer uma corrida da Copa do Mundo de MotoE. O piloto da Ajo garantiu o topo do pódio em Sachsenring neste domingo (7) com 0s442 de vantagem para Bradley Smith, o segundo colocado. Mike Di Meglio completa o top-3.
 
A primeira corrida da história da Copa do Mundo de MotoE foi um bom entretenimento para a abertura da programação do GP da Alemanha deste domingo (7). Dono da pole, Niki Tuuli perdeu a ponta já no apagar das luzes, mas passou as sete voltas da corrida envolvido em uma briga com Bradley Smith, Mike Di Meglio e, mais tarde, também com Héctor Garzó. 
Niki Tuuli (Foto: MotoE)
Enquanto a briga pela vitória seguia viva, a corrida foi interrompida na sexta das sete voltas previstas, já que um acidente com Lorenzo Savadori acabou for furar o air-fence na curva 8. Além de exigir a ação dos comissários com extintores de incêndio.
 
Assim, foi validade o resultado da quinta volta da corrida, o que deu a Tuuli a primeira vitória da Copa do Mundo, 0s442 à frente de Smith. Di Meglio completa o pódio.

Já 0s991 atrás do vencedor, Héctor Garzó ficou com o quarto posto, à frente de Matteo Ferrari, Alex de Angelis e Xavier Siméon. Terceiro no grid, Eric Granado perdeu 13 posições ainda nos primeiros metros, mas se recuperou para terminar em oitavo.
 
De volta à pista após dez anos de aposentadoria, Sete Gibernau ficou com o nono posto, com Nico Terol completando o top-10. Única mulher no grid, Maria Herrera ficou com o 16º posto.
 
 
Paddockast #24
A BATALHA: Indy x MotoGP



Saiba como foi o GP da Alemanha da MotoE: 

Sachsenring serviu de palco para a primeira prova da história da Copa do Mundo da MotoE. Sendo a primeira categoria a ir para a pista no dia, o tempo estava encoberto, com o termômetro indicando 14ºC, com o asfalto batendo 18ºC.

Então a largada foi autorizada para a primeira corrida da temporada da categoria elétrica. Com as luzes apagadas, Tuuli conseguiu manter a primeira colocação do grid, mas a liderança não durou muito, pois Smith assumiu a dianteira.
 
A ordem após o primeiro giro de disputa era Bradley em primeiro, com Di Meglio, Tuuli, Garzó e Fernández completando o top-5. Granado, que começou em terceiro, teve uma saída apagada e acabou caindo para 15º.
 
E o embate pela ponta do pelotão começou a ficar animado. Di Meglio acabou tomando a primeira colocação, mas depois viu Tuuli assumir o posto. Mas não por muito tempo, pois Smith voltaria para a frente.
 
Com cinco giros para a bandeira quadriculada, as primeiras colocações estavam bastante movimentadas em Sachsenring. Os três primeiros pilotos estavam separados por apenas 0s400, permitindo diversas trocas de posições.
 
A ordem era Smith, Tuuli, Di Meglio, Garzó, Fernández, De Angelis, Siméon, Gibernau, Terol e Savedori completando o rol dos dez melhores competidores do momento.
 
E o embate pelo degrau mais alto do pódio seguia pegando fogo no circuito alemão. Quem voltou a figurar no primeiro posto da corrida era Niki, com um respiro mínimo de 0s200 para Bradley, o segundo.
 
Savedori então, quando estava dentro do top-10 da corrida, acabou registrar a primeira queda do domingo na Alemanha. O piloto acabou perdendo a moto na curva 8, indo ao chão. Com isso, a prova teve de ser encerrada com bandeira vermelha, pois a moto do piloto dnificou o airfence.
 
Portanto, Tuuli fez história na Alemanha ao ser o primeiro vencedor da Copa do Mundo de MotoE. Smith ficou com a segunda colocação da corrida, com Di Meglio completando o pódio em Sachsenring.
 
Garzó foi quem terminou com a quarta colocação, seguido por Ferrari, no quinto posto. De Angelis veio na sequência, com Simeón, Granado, Gibernau e Terol completando o top-10 da corrida elétrica.



Copa do Mundo de MotoE 2019, Alemanha, Sachsenring, Final:

1 66 N TUULI Ajo 7:27.862 5 voltas
2 38 B SMITH SIC +0.442  
3 63 M DI MEGLIO Marc VDS +0.567  
4 4 H GARZO Tech3 +0.991  
5 11 M FERRARI Gresini +2.095  
6 5 A DE ANGELIS Pramac +4.048  
7 10 X SIMÉON Avintia +4.304  
8 51 E GRANADO Avintia +8.118  
9 15 S GIBERNAU Pons +9.254  
10 18 N TEROL Ángel Nieto +9.414  
11 27 M CASADEI SIC58 Squadra Corse +9.557  
12 59 N CANEPA LCR +9.674  
13 2 J RAFFIN IntactGP +9.828  
14 78 K FORAY Tech3 +10.137  
15 16 J HOOK Pramac +11.157  
16 6 M HERRERA Ángel Nieto +18.192  
17 14 R DE PUNIET LCR +24.808  
  32 L SAVADORI Gresini NC  

 
Apoie o GRANDE PRÊMIO: garanta o futuro do nosso jornalismo

O GRANDE PRÊMIO é a maior mídia digital de esporte a motor do Brasil, na América Latina e em Língua Portuguesa, editorialmente independente. Nossa grande equipe produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente, e não só na internet: uma das nossas atuações está na realização de eventos, como a Copa GP de Kart. Assim, seu apoio é sempre importante.

Assine o GRANDE PREMIUM: veja os planos e o que oferecem, tenha à disposição uma série de benefícios e experências exclusivas, e faça parte de um grupo especial, a Scuderia GP, com debate em alto nível.