Kart

Academia Shell Racing mantém histórico e leva Brasileiro de Kart com Lucas Staico

Maior e mais vitorioso projeto de desenvolvimento de pilotos do automobilismo brasileiro, a Academia Shell Racing conquistou mais um título do Campeonato Brasileiro de Kart. Vice com Gianluca Petecof em 2016, campeã com Diego Ramos e Felipe Baptista, em 2017, e vencedora na pista com Gabriel Crepaldi, no ano passado, a Academia comemora o título da classe Júnior com Lucas Staico. Dennis Dirani também foi destaque da 1ª fase em Cascavel

Grande Prêmio / Redação GP, de Sumaré
 Lucas Staico conquistou o título da classe Júnior no Brasileiro de Kart em Cascavel (Foto: Bruno Gorski)
A primeira fase da 54ª edição do Campeonato Brasileiro de Kart, que foi encerrada no último sábado (20) no Kartódromo Delci Damian, em Cascavel, coroou mais uma vez a Academia Shell Racing. O maior e mais vitorioso projeto de desenvolvimento de pilotos do automobilismo brasileiro comemorou a conquista do mineiro Lucas Staico, de 14 anos, que faturou o título da classe Júnior de forma categórica: largou na pole-position e liderou todas as voltas da bateria final. De quebra, Lucas terminou a disputa com quase 15s de vantagem para o segundo colocado, um recorde na edição deste ano da competição.
 
Com o título, Staico entra para a galeria dos jovens campeões produzidos pela Academia Shell Racing no Brasileiro de Kart. Em 2016, Gianluca Petecof, hoje também piloto da Academia da Ferrari e em atuação na F4 Alemã e Italiana, foi vice-campeão; no ano seguinte, Diego Ramos e Felipe Baptista conquistaram a mais cobiçada taça do kartismo brasileiro, enquanto Gabriel Crepaldi faturou na pista o título no ano passado.
 
“Estamos trabalhando durante meses na pista para poder ter o melhor rendimento possível. Quero agradecer à equipe e os preparadores, que fizeram um ótimo trabalho. Estou muito feliz em conquistar o título brasileiro, o meu primeiro pela Academia Shell. Espero que seja o primeiro de muitos”, comemorou o grande campeão.
Lucas Staico conquistou o título da classe Júnior no Brasileiro de Kart em Cascavel (Foto: Bruno Gorski)
Além de Staico, outro membro da Academia Shell Racing que teve destaque nesta primeira fase do Brasileiro de Kart. Multicampeão, o mais experiente piloto do grupo disputou o título na classe Codasur e empreendeu grande recuperação na corrida final. O piloto partiu da oitava posição no grid, mas caiu para 12º. Mas com a experiência que o consagrou como um dos melhores kartistas do Brasil, Dennis escalou o pelotão, foi ganhando posições e cruzou a linha de chegada em quinto. Depois do fim da bateria final, Dirani foi punido com o acréscimo de 5s no seu tempo de prova e perdeu o top-5 da categoria.
 
“Consegui o pódio na pista, mas pela confusão no início da corrida acabei punido com 5s. No geral, foi uma corrida divertida, foi bem difícil. Caí para 12º no começo da corrida e vim recuperando até chegar em quinto. No final, meu ritmo era igual ao dos líderes. É uma pena, mas regras são regras e existem para serem aplicadas. É isso, valeu a corrida. Foi bem bacana, consegui fazer várias ultrapassagens”, contou.
Dennis Dirani acelerou na classe Codasur em Cascavel nesta semana (Foto: Bruno Gorski)
Primeira mulher a fazer parte da Academia Shell Racing, Aurélia Nobels disputou a classe Júnior Menor. A pilota largou em 19ª lugar, mostrou habilidade ao fugir das confusões na primeira volta e ganhou duas posições. Aurélia ultrapassou ainda outros quatro oponentes para terminar em 13º.

“A largada foi muito difícil, mas consegui escapar das confusões e ganhei algumas posições. Fiquei feliz pois consegui subir e fazer boas ultrapassagens. Terminei a corrida em 13º. A prova estava muito competitiva. Acredito que foi um resultado bom pois fiz um ótimo tempo, perto do tempo do primeiro. Meu traçado estava perfeito e 100% focada”, declarou Nobels.
Aurélia Nobels no Brasileiro de Kart em Cascavel (Foto: Bruno Gorski)
Gabriel Crepaldi e Richard Annunziata representaram a Academia Shell Racing na classe Codasur. Richard teve uma final de muita luta depois de ter largado em 14º e cair para o fim do grid. O jovem conseguiu reagir para finalizar em 13º lugar. Crepaldi, no entanto, não conseguiu evitar as confusões ocorridas na primeira volta, sofreu um toque e abandonou a bateria decisiva.
 
Crepaldi lamentou a forma como terminou sua jornada em Cascavel no último sábado. “Depois de bons tempos nos treinos, andando sempre entre os cinco primeiros, fomos confiantes para a tomada de tempos, mas infelizmente houve uma falha no motor e classificamos em nono. Na primeira corrida, fui tirado da prova logo na curva 1, terminando em 29º. Na segunda, tive boa recuperação e fui 11º. Na pré-final, com a soma dos dois resultados, larguei de 21º e, depois de uma largada intensa, caí para 26º tendo de remar novamente, terminando em 14º e fazendo a melhor volta da prova”, explicou.
Gabriel Crepaldi teve de abandonar a disputa da bateria final (Foto: Bruno Gorski)
“Na final, estávamos confiantes, mas infelizmente me envolvi em um acidente logo na largada e acabei abandonando a prova. Agora é focar na segunda semana e buscar a vitória. Nosso kart está bem acertado e acredito que podemos brigar pelo título. Quero desejar sorte aos meus companheiros de Academia Shell”, complementou Gabriel.
 
Onassis de Souza, preparador e chefe de equipe, comandou os trabalhos feitos pelos jovens pilotos da Academia Shell Racing nesta semana em Cascavel. E fez um balanço bastante positivo dos trabalhos realizados na primeira fase do Brasileiro de Kart.
Richard Annunziata fez uma final de recuperação em Cascavel (Foto: Bruno Gorski)
“O Campeonato Brasileiro é sempre o mais importante do ano e por isso não podemos errar. Cometemos um erro, mas mantivemos o foco e conseguimos ganhar a pré-final. Foi muito bom, o Lucas e toda a equipe mereceram a vitória. A vitória de hoje foi a confirmação do grande trabalho que o Lucas fez no ano. A Aurélia fez uma grande corrida de recuperação na Júnior Menor, quase chegou no top-10. Estamos fazendo um bom trabalho com ela, que tem evoluído muito durante o ano e está sendo um grande aprendizado para nós também. Fiquei bem feliz com o resultado dela”, elogiou.
 
“Nós usamos a Codasur mais para treinar e os pilotos conhecerem o traçado e pegar o acerto do kart. O Gabriel foi bem rápido nos treinos, mas ele teve um problema no motor e isso atrapalhou muito o desempenho dele. Na final, ele estava bem rápido, mas acabou batendo. O Richard perdeu cinco treinos, pois conseguimos inscrevê-lo na última hora. Fez uma boa final, estava bem competitivo e terminou em 13º. A Academia Shell Racing está fazendo história no kartismo nacional, e esse título mostra isso. Mais uma vez, o trabalho vem sendo bem feito e quero parabenizar todos da Academia Shell. Vamos para a segunda fase conquistar mais títulos”, concluiu Onassis.
 
Os trabalhos da segunda fase do Brasileiro de Kart começam já nesta segunda-feira em Cascavel. A Academia Shell Racing vai ser representada por Gaetano di Mauro — em ação neste fim de semana com a Shell Helix Ultra na etapa de Santa Cruz do Sul da Stock Car —, Dennis Dirani, Lucas Staico, Gabriel Crepaldi e Richard Annunziata.

Paddockast #25
Bênçãos e Maldições da Fórmula E


Ouça: Spotify | iTunes | Android | playerFM

Apoie o GRANDE PRÊMIO: garanta o futuro do nosso jornalismo

O GRANDE PRÊMIO é a maior mídia digital de esporte a motor do Brasil, na América Latina e em Língua Portuguesa, editorialmente independente. Nossa grande equipe produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente, e não só na internet: uma das nossas atuações está na realização de eventos, como a Copa GP de Kart. Assim, seu apoio é sempre importante.

Assine o GRANDE PREMIUM: veja os planos e o que oferecem, tenha à disposição uma série de benefícios e experiências exclusivas, e faça parte de um grupo especial, a Scuderia GP, com debate em alto nível.