Indy

Rossi prega “erro zero” em trinca de corridas e admite: “Precisamos vencer mais”

Alexander Rossi vê o quarteto de líderes da temporada 2019 da Indy pressionado, acredita que ninguém mais pode errar se quiser ser campeão e reconhece que precisa de mais vitórias para levantar o caneco

Grande Prêmio / Redação GP, de São Paulo
Alexander Rossi busca o primeiro título na Indy e sabe que, para que isso aconteça já em 2019, precisará de um final de temporada livre de erros e com mais vitórias. De contrato renovado, o americano ainda aproveitou para descartar favoritismos em Pocono por causa da vitória do ano passado e acha que a categoria mudou bastante em um ano.
 
O americano pregou atenção máxima ao trio de corridas disputadas nos próximos três finais de semanas. Para Rossi, não dá mais para errar e é preciso voltar ao lugar mais alto do pódio outras vezes entre Pocono, Gateway e Portland.
 
"Teremos mais uma trinca de corridas seguidas e são provas cruciais para o campeonato, não dá mais para errar e cada posição ganha conta. Não dá mais só para olhar para o campeonato, precisamos vencer mais corridas. Estamos já em um ponto em que dá para ver que o campeão e o vice ficarão muito próximos no final", disse à emissora norte-americana 'NBC Sports'.
Alexander Rossi quer mais vitórias (Foto: Indycar)
Perguntado se a vitória em Pocono em 2018 enchia de confiança para 2019, Alex lembrou que também havia triunfado em Mid-Ohio e, neste ano, não andou bem.
 
"Estamos confiantes para Pocono, mas também vencemos em Mid-Ohio ano passado saindo da pole e não passamos nem perto disso esse ano, a performance foi bem diferente. As coisas mudam de um ano para o outro. As equipes evoluem, não dá para achar que tudo segue igual, é evoluir e fazer melhor que ano passado", seguiu.
 
O americano acredita em campeonato decidido só na última prova de novo e vê pressão em cima de Josef Newgarden, Scott Dixon e Simon Pagenaud também.
 
"Acho que os quatro primeiros do campeonato estão bem pressionados. É incrível ver o campeonato todo ano chegando para decidir na última prova. E não será diferente em 2019. Precisamos garantir que estaremos em boa posição para essa última prova", completou.
 
Rossi tem 488 pontos e aparece na segunda posição com apenas 16 a menos que Newgarden. Pagenaud tem 29 tentos a menos que o americano da Andretti e Dixon surge com 442.


Paddockast #28
INTERROGANDO Flavio Gomes: O Boto do Reno


Ouça: Spotify | iTunes | Android | playerFM

Apoie o GRANDE PRÊMIO: garanta o futuro do nosso jornalismo

O GRANDE PRÊMIO é a maior mídia digital de esporte a motor do Brasil, na América Latina e em Língua Portuguesa, editorialmente independente. Nossa grande equipe produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente, e não só na internet: uma das nossas atuações está na realização de eventos, como a Copa GP de Kart. Assim, seu apoio é sempre importante.

Assine o GRANDE PREMIUM: veja os planos e o que oferecem, tenha à disposição uma série de benefícios e experiências exclusivas, e faça parte de um grupo especial, a Scuderia GP, com debate em alto nível.