Indy

RLL valoriza “dois carros bem rápidos” e vê “falta de sorte” como problema de Rahal

Bobby Rahal está bastante satisfeito com a equipe a temporada 2019 e acredita que o filho, Graham, poderia estar nas primeiras posições com um pouco mais de sorte. O ex-piloto e dirigente também exaltou o momento da categoria

Grande Prêmio / Redação GP, de São Paulo
A RLL é uma das principais forças da temporada 2019 da Indy, possivelmente, a melhor equipe entre as que não fazem parte do grupo das três gigantes - Penske, Ganassi e Andretti. Para Bobby Rahal, ex-piloto e comandante do time, o desempenho está ótimo, a dupla de pilotos formada por seu filho Graham e por Takuma Sato vem muito bem e os resultados poderiam ser ainda melhores se Graham tivesse menos azar.
 
Bobby lembrou o fato de que o filho esteve na disputa real pela vitória e por pódio em boa parte das corridas já disputadas, citou o acidente com Sébastien Bourdais na Indy 500 e acha que, mesmo já com alguns tropeços, Graham ainda se junta a Sato na briga pelo topo do campeonato.
 
"Acho que o Graham teve bastante azar até aqui. Ele brigava por pódio em Long Beach, andou bem em Austin e St. Pete e teve problemas. Tinha um carro rápido na Indy 500 e acho que até poderia ter vencido, ele estava muito rápido. Só precisa mesmo de um pouco de sorte. O ritmo está lá, acho também que é um bom companheiro para o Takuma. No fim, nossos dois carros estão bons e isso vai render frutos nessa reta final de temporada", comentou ao site da Indy.
Bobby Rahal e Graham Rahal (Foto: IndyCar)
O chefe da RLL foi mais um a elogiar bastante o momento que vive a Indy. Para o americano, a categoria está em uma fase especial em que tudo está acontecendo da maneira correta.
 
"A Indy como um todo é excelente. É autêntica, é natural, é o que de melhor há hoje no automobilismo. Não tem invenção, é ir para a pista e tentar ser rápido. E, se você não é, o problema é todo seu. É puro, é como o automobilismo era antes de toda essa coisa enigmática. Temos muitos bons pilotos do mundo todo, os fãs estão respondendo bem, temos boas pistas, bom acordo de TV, boas corridas e uma boa liderança. Está tudo muito bom", completou.
 
Sato ocupa a sexta colocação com 292 pontos, uma vitória e três pódios em 2019, enquanto Rahal é oitavo com 244 e fez pódio no Texas.
 
Paddockast #24
A BATALHA: Indy x MotoGP



 
Apoie o GRANDE PRÊMIO: garanta o futuro do nosso jornalismo

O GRANDE PRÊMIO é a maior mídia digital de esporte a motor do Brasil, na América Latina e em Língua Portuguesa, editorialmente independente. Nossa grande equipe produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente, e não só na internet: uma das nossas atuações está na realização de eventos, como a Copa GP de Kart. Assim, seu apoio é sempre importante.

Assine o GRANDE PREMIUM: veja os planos e o que oferecem, tenha à disposição uma série de benefícios e experências exclusivas, e faça parte de um grupo especial, a Scuderia GP, com debate em alto nível.