carregando
Indy

Castroneves faz corrida cerebral, vence no Texas e assume liderança isolada da Indy. Kanaan fecha em 3º

Brasileiro da Penske dominou praticamente toda a prova, diminuiu o ritmo no momento certo e voltou a acelerar no fim para manter vantagem sobre Hunter-Reay e se tornar o maior vencedor no Texas, com quatro triunfos. Kanaan também brilhou e foi terceiro

Warm Up / HUGO BECKER, de Guarulhos

O 'Spider Man' está de volta. Helio Castroneves quebrou o jejum que já durava desde o GP de Edmonton de 2012 e tornou a vencer na Indy, desta vez no oval do Texas, palco da oitava prova da temporada 2013 da categoria.

O brasileiro da Penske se valeu do excelente acerto de seu carro no Texas Motor Speedway e de uma estratégia ousada para se manter na liderança durante a maior parte da corrida, chegando ao seu primeiro triunfo no ano e ao quarto na pista texana.
Helio Castroneves escala grade da pista do Texas (Foto: Getty Images)

As imagens do GP do Texas, oitava prova da Indy em 2013

Ryan Hunter-Reay fechou em segundo, logo à frente de outro grande destaque da prova: Tony Kanaan. Seguindo o caminho inverso de Castroneves, o piloto da KV apostou em uma parada a mais, restando 20 voltas para o final, voltou em 11º e saiu ultrapassando quem aparecesse pela frente até alcançar a terceira posição. Ed Carpenter, Marco Andretti e Dario Franchitti completaram o top-6.

Confira como foi o GP do Texas, oitava prova da temporada 2013 da Indy:

Na largada, Will Power manteve a ponta apenas por três curvas: antes mesmo do fim da primeira volta, Andretti pressionou, jogou por fora e assumiu a liderança. Vulnerável, o australiano da Penske ainda perdeu posição para Hunter-Reay na sequência.
 
Os brasileiros partiram muito bem: Kanaan subiu de 13º para 11º, enquanto Helio saiu da sexta para a quinta posição, em um prenúncio do que estava por vir ao longo da corrida.
 
Durante a primeira bandeira amarela, provocada por problemas mecânicos no motor da Dale Coyne de Pippa Mann ainda nas primeiras voltas, a ordem do top-6 trazia Andretti na ponta, seguido por Hunter-Reay, Power, Viso, Castroneves e Josef Newgarden.
 
Inspirados, os brasileiros continuaram a escalada na relargada: enquanto Helinho pulou para o quarto lugar, TK subiu para oitavo. Ao mesmo tempo, a dupla da Andretti, que se manteve na liderança, abriu longa vantagem para os demais adversários.
Will Power foi quem largou na ponta da corrida do Texas (Foto: Getty Images)
Quem segurava o resto do pelotão era Power. Muito lento, o australiano chegou a estar 7s atrás de Hunter-Reay. Quando Castroneves, enfim, se aproximou e o ultrapassou com extrema facilidade, na volta 32, a vida dos líderes se complicou.
 
Imprimindo ritmo forte, o brasileiro da Penske herdou a segunda posição no momento em que Ryan parou nos boxes e, agressivo, ultrapassou Andretti em belíssima manobra, por fora, para ficar com a liderança pela primeira vez na corrida.
 
Na 55ª volta, a segunda bandeira amarela: Dixon, em fim de semana desastroso, sofreu um problema no motor, ficou lento na pista e causou nove voltas de interrupção.
 
Quando as posições se reorganizaram após a bateria de pit-stops, quase tudo estava como antes: Hunter-Reay liderava, seguido por Andretti e Helio.
 
Após a relargada, no entanto, o campeão de 2012 enfrentou problemas mecânicos e foi obrigado a diminuir o ritmo, sendo superado pelos dois pilotos que vinham logo atrás e, em seguida, fazendo novo pit-stop.
 
Foi, então, o momento do bote de Helio: na volta 98, o brasileiro novamente ultrapassou Andretti por fora, reassumiu a liderança e por lá ficou praticamente durante todas as voltas restantes, exercendo domínio quase absoluto no Texas.
 
Nem mesmo a terceira bandeira amarela, causada por uma rodada de Oriol Servià, aplacou o ímpeto do piloto da Penske, que sequer chegou a ter a posição ameaçada na terceira e última relargada. 
Helio Castroneves recebe bandeirada no Texas (Foto: Getty Images)
A única ameaça à vitória de Helio, de fato, foi a estratégia de combustível. O brasileiro apostou em uma parada a menos, confiou no próprio taco e imprimiu pilotagem extremamente técnica no quarto final da corrida.
 
A princípio, Castroneves forçou o ritmo e chegou a abrir 11s de vantagem para Hunter-Reay, segundo colocado. Mas, nas 20 últimas voltas, tirou o pé e permitiu que a diferença caísse para a casa de 5s. A impressão era a de que o triunfo lhe escaparia. 

No entanto, foi apenas uma maneira de poupar o consumo para voltar a voar nas oito voltas finais. Arriscando tudo, o 'Spider Man' conseguiu estabilizar a distância para o piloto da Andretti e cruzou a linha de chegada na frente pela quarta vez no Texas.
 
Kanaan fez estratégia oposta a seu compatriota: ao invés de fazer uma parada a menos e diminuir o ritmo para poupar combustível, fez uma parada a mais, restando 20 voltas para o fim, e voltou na 11ª posição. A partir de então, acelerou o máximo que pôde até o fim, ultrapassando um a um até alcançar a terceira posição


O ritmo de Tony foi tão impressionante que, talvez, com duas ou três voltas a mais, o baiano seria capaz não apenas de superar Hunter-Reay, de quem já estava muito próximo, mas também de ameaçar a vitória de Castroneves.
 
Para a sorte de Helio, isso não aconteceu. O brasileiro da Penske se tornou o maior vencedor em solo texano e disparou na liderança do campeonato, com 259 pontos, contra 237 de Andretti, vice-líder e quinto colocado na corrida. De quebra, foi a 28ª vitória de Castroneves na carreira. Kanaan, por sua vez, subiu para o quarto lugar, com 195 pontos, e entrou na briga pelo título.
 
Indy, GP do Texas, Final:

1 Helio CASTRONEVES BRA Penske Chevrolet 1:52:17.459 228 voltas
2 Ryan HUNTER-REAY EUA Andretti Chevrolet +4.691  
3 Tony KANAAN BRA KV Chevrolet +11.608  
4 Ed CARPENTER EUA Carpenter Chevrolet +17.693  
5 Marco ANDRETTI EUA Andretti Chevrolet +19.507  
6 Dario FRANCHITTI ESC Ganassi Honda +1 volta  
7 Will POWER AUS Penske Chevrolet +1 volta  
8 Josef NEWGARDEN EUA Fisher Honda +1 volta  
9 James HINCHCLIFFE CAN Andretti Chevrolet +1 volta  
10 Ernesto VISO VEN Andretti Chevrolet +1 volta  
11 Takuma SATO JAP Foyt Honda +1 volta  
12 James JAKES ING RLL Honda +1 volta  
13 Simon PAGENAUD FRA Schmidt Honda +2 voltas  
14 Sebastián SAAVEDRA COL Dragon Chevrolet +2 voltas  
15 Justin WILSON ING Dale Coyne Chevrolet +2 voltas  
16 Simona DE SILVESTRO SUI KV Chevrolet +2 voltas  
17 Charlie KIMBALL EUA Ganassi Honda +2 voltas  
18 Tristan VAUTIER FRA Schmidt Honda +3 voltas  
19 Oriol SERVIÀ ESP Panther Chevrolet +3 voltas  
20 Sébastien BOURDAIS FRA Dragon Chevrolet +4 voltas  
21 Graham RAHAL EUA RLL Honda +5 voltas  
22 Alex TAGLIANI CAN Bryan Herta Honda +5 voltas  
23 Scott DIXON NZL Ganassi Honda +167 voltas NT
24 Pippa MANN ING Dale Coyne Chevrolet +226 voltas NT