carregando
Indy

Alonso retorna à McLaren e corre 500 Milhas de Indianápolis em 2020

Fernando Alonso estará nas 500 Milhas de Indianápolis de 2020 - e, surpreendentemente, pela McLaren. Meses após romper o vínculo de embaixador, ele buscará a Tríplice Coroa do automobilismo com a equipe, que tem motor Chevrolet em seus carros

Grande Prêmio / FELIPE NORONHA, de São Paulo
Em dezembro de 2019, Fernando Alonso afirmou que tinha uma dúvida: não sabia se brigaria por uma vaga no grid das 500 Milhas de Indianápolis de 2020 pela Andretti ou pela McLaren. Em fevereiro deste ano, a Andretti viu a Honda, sua fornecedora de motores, proibir a presença do espanhol em seus carros. Então agora, pouco mais de 20 dias depois, a decisão foi tomada. 

Alonso voltará a guiar um carro da McLaren, agora na nova equipe da marca na categoria americana, em parceria com a Schmidt Peterson. Será a terceira tentativa do bicampeão mundial de F1 em busca da Tríplice Coroa do automobilismo - já é vencedor do GP de Mônaco e das 24 Horas de Le Mans.

Em 2017, teve sua primeira aventura em Indy, quando chegou a liderar a prova com carro de parceria entre McLaren e Andretti, mas viu o motor Honda sofrer pane e forçar seu abandono. Em 2019, nem chegou a disputar a prova, caindo ainda no 'Bump Day'  em carro do projeto McLaren-Carlin

Agora, em 2020, se junta novamente à empresa britânica na busca da sonhada conquista. Curiosamente, mesmo após romper seu vínculo de embaixador da equipe, algo que, no momento do ocorrido, parecia indicar sua parceria com a Andretti. Até o veto da Honda.

Na chamada Arrow McLaren Racing SP, o asturiano deve utilizar o número 66 (o mesmo de 2019), que homenageia a primeira vitória de um carro McLaren em Indianápolis. O M16, da equipe Penske, venceu em 1972, com Mark Donahue ao volante do #66 predominantemente azul.

Paddockast #49
RAÍ CALDATO: O ARTISTA PREFERIDO DE LEWIS HAMILTON


Ouça: Spotify | iTunes | Android | playerFM

Fernando ainda vai ocupar o terceiro carro da equipe na prova mais famosa da categoria: Oliver Askew e Patricio O'Ward formam a dupla do time durante a temporada completa. 

É o segundo compromisso de Alonso em 2020: até o momento, sua única participação foi no Rali Dakar, na Arábia Saudita, onde estreou. Terminou em 13° com a Toyota, tendo Marc Coma ao lado. 
Fernando Alonso (Foto: McLaren)
"Sou um piloto e a Indy 500 é a maior corrida do mundo. Eu amo os incríveis fãs que tornam tudo especial para nós pilotos e fazem com que desejemos voltar. Tenho o máximo de respeito por essa prova e por todos que lá competem, e tudo que quero fazer é disputar com eles dando meu melhor, como sempre", comentou Alonso.

"Foi importante para mim explorar minhas opções, mas a Arrow McLaren sempre esteve no topo da lista. Tenho uma relação especial com a McLaren, passamos por muita coisa juntos e isso cria um laço, uma lealdade que é muito forte. Mas, mais do que isso, fiquei impressionado em como a nova organização e a nova operação estão se desenvolvendo junto à Chevrolet. A equipe tem pessoas muito experientes e qualificadas, além de recursos, então estou confiante de que o carro será competitivo."

"Estou focado e animado em começar nossa preparação. Será muito bom trabalhar com Oliver e Pato [O'Ward], dois talentos fantásticos que não param de crescer", concluiu o espanhol. 
McLaren corre temporada completa da Indy em 2020 (Foto: Reprodução)
Sam Schmidt, um dos donos da equipe, manteve a linha de Alonso e destacou a junção da experiência e da jovialidade: "Sua chegada traz um nível de conhecimento que vai beneficiar nossos dois jovens e talentosos pilotos."

"Temos carros velozes e acreditamos plenamente que ele tem o talento para andar na frente, e não apenas participar. Isso, combinado com o poder da Chevrolet e a experiência da equipe, vai fazer deste trio de pilotos um dos mais fortes do grid."

Já Zak Brown, antigo chefe do espanhol na McLaren, afirmou que "sempre esteve disposto" a dar este terceiro carro a Alonso: "Estamos encantados de que um dos melhores pilotos do mundo se junte conosco. É uma ótima maneira de disputar a nossa primeira Indy 500 como Arrow McLaren SP. É uma parceria perfeita."

A Indy 500 está marcada para o dia 24 de maio, a prova de número seis do calendário 2020 da categoria

Apoie o GRANDE PRÊMIO: garanta o futuro do nosso jornalismo

O GRANDE PRÊMIO é a maior mídia digital de esporte a motor do Brasil, na América Latina e em Língua Portuguesa, editorialmente independente. Nossa grande equipe produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente, e não só na internet: uma das nossas atuações está na realização de eventos, como a Copa GP de Kart. Assim, seu apoio é sempre importante.

Assine o GRANDE PREMIUM: veja os planos e o que oferecem, tenha à disposição uma série de benefícios e experiências exclusivas, e faça parte de um grupo especial, a Scuderia GP, com debate em alto nível.