Indy

Alonso minimiza pressão por ida ao Bump Day e leva cutucada de Patrick: “Se não está tenso, é porque não liga”

Fernando Alonso comentou sobre o fracasso no sábado da Indy. Segundo ele, o carro tem condições de chegar ao grid, mas não espera milagres de um dia para o outro. Espanhol minimizou pressão e levou cutucada de Danica Patrick

Grande Prêmio / Redação GP, de Campinas
A trajetória de Fernando Alonso na Indy 500 de 2019 está próxima de um fiasco. O espanhol bicampeão do mundo na Fórmula 1 foi apenas o 31º no treino classificatório para a corrida, realizado neste sábado (18), e precisará retornar ao Brickyard no domingo para assegurar uma vaga no grid.
 
O espanhol, que fez cinco tentativas de volta no sábado, se mostrou confortável em relação ao desempenho de sua McLaren, e acredita que caso seja ‘bumpado’, é porque realmente não mereceu ficar entre os 33.
 
"Acho que temos velocidade. Estamos onde estamos hoje, e amanhã temos uma nova chance de estar na corrida. Se entrarmos, está bem. Se não, é porque não merecemos", disse Alonso, em entrevista à NBCSN após o fim do treino.
Fernando Alonso (Foto: IndyCar)
Alonso também afirmou que não espera grandes mudanças no carro de hoje para amanhã, já que o desempenho foi neste nível durante os treinos. O espanhol sofreu um acidente na quarta-feira, que atrapalhou o seu cronograma, permitindo seu retorno à pista apenas na sexta.
 
"Não muito, pra ser sincero. Isso aconteceu na semana inteira. Não temos a velocidade e não vamos achar de uma noite para a outra, então, vamos tentar fazer uma boa volta para ficar nas três posições", citou.
 
Questionado sobre um dos momentos de maior pressão na carreira, Alonso afirmou: "Não estou tenso”. O comentário rendeu críticas de Danica Patrick, comentarista da NBCSN na transmissão. “Se ele não está tenso, significa que não liga muito”.
 
A última tentativa para Alonso se classificar acontece no domingo. Melhor piloto entre os que não conseguiram se classificar, ele será o último a dar volta. O Bump começa às 13h00 (Horário de Brasília).
 
Apoie o GRANDE PRÊMIO: garanta o futuro do nosso jornalismo

O GRANDE PRÊMIO é a maior mídia digital de esporte a motor do Brasil, na América Latina e em Língua Portuguesa, editorialmente independente. Nossa grande equipe produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente, e não só na internet: uma das nossas atuações está na realização de eventos, como a Copa GP de Kart. Assim, seu apoio é sempre importante.

Assine o GRANDE PREMIUM: veja os planos e o que oferecem, tenha à disposição uma série de benefícios e experências exclusivas, e faça parte de um grupo especial, a Scuderia GP, com debate em alto nível.