FE

Venturi garante que decisão de virar cliente da Mercedes foi “absolutamente correta”

Susie Wolff, chefe da Venturi, afirmou que a escolha do time monegasco de deixar de produzir os próprios trens de força é a correta, sobretudo em termos de desempenho, com base naquilo que foi visto na temporada passada

Grande Prêmio / Redação GP, do Rio de Janeiro
Após produzir trens de força e todos os tipos de hardware desde a segunda temporada da Fórmula E, a Venturi irá passar a adotar as partes produzidas pela Mercedes a partir de 2019/20. A chefe da equipe monegasca, Susie Wolff, avaliou que a decisão de se tornar equipe cliente faz sentido para uma fábrica menor como a Venturi conforme grandes corporações passam a trabalhar no campeonato.
 
A Mercedes irá fornecer motor, todo o trem de força e diferentes partes para a Venturi, algo que, segundo ela, aumenta as condições de sucesso com uma dupla de pilotos bastante forte. Felipe Massa e Edoardo Mortara continuaram na equipe, conhecem a categoria e, após bons momentos em 2018/19, agora podem dar um passo à frente.
 
"Vimos na quinta temporada que as equipes clientes contam com a possibilidade de correr em nossa frente e, para nós, enquanto time menor, foi absolutamente a decisão correta para o desempenho. Significa que podemos ter um pacote forte e trabalhar para optimizar", afirmou.
 
"Sempre foi um dos nossos ativos principais o fato de termos uma dupla forte de pilotos. Foi a temporada de estreia de Felipe, o que sempre rende uma grande curva de aprendizado na Fórmula E. Tivemos nossos problemas com o carro na temporada passada, o que tornou mais desafiador para os dois pilotos", seguiu.
Felipe Massa (Foto: Venturi)
"Edo venceu uma corrida na temporada passada e conseguiu vários pódios, o que deixou claro o que ele é capaz de fazer ao lado de Felipe. Ninguém pode duvidar da velocidade deles", comentou.
 
Na temporada passada, a HWA - parceira da Mercedes que passa a ser a equipe de fábrica alemã neste ano - utilizou os motores da Venturi. O presidente da Venturi, Gildo Pastor, é um entusiasta da mudança e um dos responsáveis para que ela de fato acontecesse. A alteração acabou causando um atraso na evolução do ano passado.
 
"Tivemos um começo complicado na temporada passada, mas conseguimos recuperar e mostrar o que somos capazes de vencer com a nossa vitória na temporada passada. Não continuamos assim porque não conseguimos seguir o desenvolvimento já que estava claro que iríamos passar a ser clientes e, assim, deixaríamos nossos parceiros de fabricação [Grupo ZF]", explicou Susie.
 
A equipe pretende ainda manter seus dois pilotos reservas - Arthur Leclerc, irmão de Charles, fica, mas Norman Nato ainda precisa definir o futuro. Wolff, no entanto, admite que o trabalho dos dois irá mudar, uma vez que a FE não terá testes de pista durante o campeonato. A equipe instalou um novo simulador na fábrica, em Mônaco, onde espera que os dois trabalhem durante a temporada.
 
"É provável que Norman continue, mas a situação é complicada, porque não teremos testes na próxima temporada. Na questão do controle de custos, estou muito feliz; para os pilotos e aqueles que estão tentando pavimentar um futuro na categoria, porém, é difícil, porque cria uma limitação do que podem fazer além do trabalho nos simuladores", argumentou.
 
"Creio que entre Norman e Arthur estamos com um bom esquema, porque temos um novo simulador para a sexta temporada em que trabalhamos duro nestas férias", finalizou. 
 
O campeonato começa com uma rodada dupla nos dias 22 e 23 de novembro, na Arábia Saudita.
 

 
Paddockast #36
O MELHOR PILOTO SEM VITÓRIA NA F1


Ouça: Spotify | iTunes | Android | playerFM

Apoie o GRANDE PRÊMIO: garanta o futuro do nosso jornalismo

O GRANDE PRÊMIO é a maior mídia digital de esporte a motor do Brasil, na América Latina e em Língua Portuguesa, editorialmente independente. Nossa grande equipe produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente, e não só na internet: uma das nossas atuações está na realização de eventos, como a Copa GP de Kart. Assim, seu apoio é sempre importante.

Assine o GRANDE PREMIUM: veja os planos e o que oferecem, tenha à disposição uma série de benefícios e experências exclusivas, e faça parte de um grupo especial, a Scuderia GP, com debate em alto nível.