FE

Mercedes afirma que metas para temporada “não mudaram” após pódios na estreia

O chefe da Mercedes, Ian James, garantiu que a equipe não mudou de meta com relação ao que espera da temporada 2019/20 da Fórmula E. Mesmo com a dupla de pódios que, segundo James, foi costurada na resistência ao caos que a FE oferece

Grande Prêmio / Redação GP, do Rio de Janeiro
Uma das perguntas mais populares relacionadas à Fórmula E antes da abertura da temporada 2019/20, realizada na Arábia Saudita, no fim do mês de novembro, era sobre a Mercedes: qual seria o desempenho? Após dois pódios de Stoffel Vandoorne, a fábrica mostrou que chegou com força. Mesmo assim, não muda a ideia que tem sobre o desempenho para o resto do campeonato. 
 
Quem falou sobre o assunto foi o chefe Ian James. Segundo ele, o bom resultado de Ad Diriyah foi uma demonstração de que a Mercedes soube navegar pelo caos natural que as corridas da Fórmula E apresentam, mas não dá para fechar os olhos para as dificuldades que a equipe estreante irá enfrentar durante a jornada. 
 
"Sabíamos que enfrentaríamos alguns desafios na chegada, então acredito que no fim das contas não podemos subestimar onde estamos em termos de desempenho. Nós fomos capazes de tirar vantagem do caos normal que acontece na Fórmula E. É ótimo voltar de Riad com a confiança de que sabemos ter uma boa base", falou ao site inglês 'E-Racing365'.
 
"Acredito que a questão que existia antes de Riad sobre nossas expectativas eram sempre complicadas de responder de um jeito preciso, porque você não sabe onde se encontra na comparação com o resto. Não acredito que essas metas mudaram agora. É bom ter confiança e o conjunto que temos", seguiu.
Stoffel Vandoorne (Foto: FIA Fórmula E/Divulgação)
"Ainda tem muita coisa em diversas áreas que podemos melhorar, e esse é o nosso foco entre agora e a corrida de Santiago. O trabalho é o de sempre. Imagino que todos estão arregaçando as mangas. Nós nos juntamos a partir da segunda-feira pós-corrida e somos muito críticos de nossas performances e das desvantagens que temos e no que vamos focar durante os próximas semanas", contou.
 
Além de Vandoorne, a Mercedes também contou com pontos de Nyck de Vries, campeão da F2 e estreante na categoria, que chegou aos pontos nas duas corridas na pista, mas sofreu uma punição por ultrapassar sob safety-car e acabou fora dos pontos na corrida 2. 
 
"Estava confiante de que De Vries é alguém com talento, teríamos perseguido-o para vir para nosso time. Mostrar potencial logo de cara é algo que, no esporte, é fundamentalmente diferente de outras formas de esporte a motor, é fenomenal. Ele fez um trabalho incrível", finalizou. 
 
A FE volta com o eP de Santiago, em 18 de janeiro.
 

Paddockast # 44
RETROSPECTIVA 2019: MUITO QUE BEM, MUITO QUE MAL


Ouça: Spotify | iTunes | Android | playerFM

Apoie o GRANDE PRÊMIO: garanta o futuro do nosso jornalismo

O GRANDE PRÊMIO é a maior mídia digital de esporte a motor do Brasil, na América Latina e em Língua Portuguesa, editorialmente independente. Nossa grande equipe produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente, e não só na internet: uma das nossas atuações está na realização de eventos, como a Copa GP de Kart. Assim, seu apoio é sempre importante.

Assine o GRANDE PREMIUM: veja os planos e o que oferecem, tenha à disposição uma série de benefícios e experiências exclusivas, e faça parte de um grupo especial, a Scuderia GP, com debate em alto nível.