F2

F2 parte para sequência de provas sem que Latifi pareça tão imbatível assim

Nicholas Latifi parecia imbatível após as três primeiras etapas da Fórmula 2, mas um fim de semana ruim acabou com sua vantagem e deixou Nyck de Vries em seu retrovisor. Etapa de Paul Ricard marca início do segundo terço de campeonato

Grande Prêmio / GABRIEL CARVALHO, de Campinas
A Fórmula 2 vai começar o segundo terço de seu campeonato no próximo fim de semana, com a etapa da França, em Paul Ricard. Após um início avassalador nas três primeiras etapas, Nicholas Latifi encarou dificuldades em Mônaco. Sem pontuar nas duas corridas, o canadense provou que não é tão invencível e abriu espaço para o ressurgimento de Nyck de Vries, vice-líder.
 
De Vries era um dos favoritos no início da temporada, é verdade. Foi o ‘melhor do resto’ em 2018, completando o campeonato na quarta posição, atrás apenas dos três pilotos que graduaram para a Fórmula 1. Porém, apesar do nível e do favoritismo, teve um começo de temporada discreto, bastante ofuscado por Latifi e até por Luca Ghiotto.
Latifi viu sua vantagem esfarelar em Mônaco (Foto: F2)
A situação ficou bastante positiva para Nyck nas duas últimas provas, especialmente pela vitória na corrida 1 em Mônaco. Conseguindo manter uma regularidade, mesmo sem chamar muita atenção, De Vries já aparece em segundo e apenas 1 ponto atrás de Latifi, provando que é candidato ao título. E é possível que a fase seja das melhores em Paul Ricard, onde holandês faturou uma das três vitórias em 2018. O circuito de Le Castellet traz a grande oportunidade de tomar a liderança da Fórmula 2.
 
Quem ficou amplamente prejudicado na disputa foi Luca Ghiotto. Após um começo regular, o italiano teve um fim de semana para esquecer em Mônaco. Chegou em segundo lugar na corrida 1, mas foi desclassificado e precisou largar no fundo do grid no dia seguinte. O resultado foi desastroso: um acidente com Mahaveer Raghunathan – que sabe se lá o motivo de ainda correr na F2 –, trazendo um abandono e déficit de quase 30 pontos em relação a Latifi.
 
Não é tarde para Ghiotto sonhar com o título, mas o italiano da UNI-Virtuosi sofreu um duro golpe em Monte Carlo, e precisará impressionar bastante para surgir como uma terceira força nesta briga. 
Sérgio Sette Câmara teve respiro em Monte Carlo (Foto: Beto Issa)
Sérgio Sette Câmara teve um começo bem promissor no Bahrein, mas não teve sossego no Azerbaijão e na Espanha, perdendo força e se distanciando dos líderes. O desempenho sólido em Mônaco pode ajudar o brasileiro a recuperar confiança para os próximos dois terços do campeonato. No momento, ele está atrás também de Jack Aitken e Guanyou Zhou, duas boas surpresas da temporada até aqui.
 
Mônaco pode não ser a pista que entrega as corridas mais emocionantes do mundo, mas foi a etapa que mudou o panorama da Fórmula 2 e entregou uma disputa que promete ser animada em Paul Ricard.
 
Apoie o GRANDE PRÊMIO: garanta o futuro do nosso jornalismo 

O GRANDE PRÊMIO é a maior mídia digital de esporte a motor do Brasil, na América Latina e em Língua Portuguesa, editorialmente independente. Nossa grande equipe produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente, e não só na internet: uma das nossas atuações está na realização de eventos, como a Copa GP de Kart. Assim, seu apoio é sempre importante.

Assine o GRANDE PREMIUM: veja os planos e o que oferecem, tenha à disposição uma série de benefícios e experiências exclusivas, e faça parte de um grupo especial, a Scuderia GP, com debate em alto nível.