F1

Vettel espera “passo significativo” para Ferrari lutar com Mercedes em Silverstone

Sebastian Vettel afirmou que não ficou totalmente feliz com o desempenho do seu carro nesta sexta-feira (12) de treinos livres em Silverstone. O alemão testou algumas atualizações aerodinâmicas que a Ferrari preparou para o fim de semana, mas não sabe ainda ao certo quais das peças vai manter para a sequência dos trabalhos na Inglaterra

Grande Prêmio / Redação GP, de Sumaré
A sexta-feira (12) não foi das mais agradáveis para Sebastian Vettel. O tetracampeão do mundo abriu o fim de semana do GP da Inglaterra longe do ritmo das Mercedes de Valtteri Bottas e Lewis Hamilton e andou atrás até do seu companheiro de equipe, Charles Leclerc, nas duas sessões. Pela manhã, Vettel fechou apenas em sexto lugar, enquanto no treino da tarde o alemão completou em quarto, 0s448 atrás do mais rápido do dia, Valtteri Bottas, e com 0s251 de déficit para Leclerc.
 
Ao longo das duas sessões, a Ferrari trabalhou com a avaliação de várias atualizações aerodinâmicas que preparou para o fim de semana, como um assoalho novo. No entanto, as SF90 não conseguiram andar no mesmo ritmo da Mercedes nesta sexta-feira.
 
Para o tetracampeão, vai ser preciso trabalhar muito nas próximas horas para dar um grande passo e poder brigar de igual para igual com as Flechas de Prata pela pole e pela vitória em Silverstone.
Sebastian Vettel não gostou do que viu nesta sexta-feira em Silverstone (Foto: Ferrari)
“Não estou completamente feliz. Acho que foi uma tarde complicada, testamos algumas coisas, talvez algumas delas voltem [no sábado]... Agora temos um pouco de tempo para pensar sobre isso”, contou o dono do carro #5 em entrevista coletiva pouco depois do segundo treino.
 
Insatisfeito com o rendimento global do carro, Vettel deixou claro que não se importa com os tempos feitos no dia, mas sim com a performance. “Foi um pouco de altos e baixos nesta tarde, por muitos motivos. Testamos algumas coisas, então não me preocupo tanto com um ou dois tempos em específico”.
 
“Acho que a maior imagem hoje é que foi ok, muitos saltos para nós entre altos e baixos. A Mercedes ainda parece muito, muito rápida e são os carros a serem batidos, então vamos ver onde vamos estar amanhã”, explicou.
 
“Tentamos algumas coisas com o carro, que estava bem nervoso, além de ter ventado muito. Agora precisamos ver o que vamos manter e o que vamos descartar entre o que nós testamos. Espero que amanhã possamos dar um passo significativo”, finalizou.
 
O terceiro treino livre do GP da Inglaterra está marcado para 7h (horário de Brasília) deste sábado, enquanto a classificação acontece às 10h. O GRANDE PRÊMIO acompanha tudo AO VIVO e em TEMPO REAL. Siga tudo aqui.

Paddockast #24
A BATALHA: Indy x MotoGP



Apoie o GRANDE PRÊMIO: garanta o futuro do nosso jornalismo

O GRANDE PRÊMIO é a maior mídia digital de esporte a motor do Brasil, na América Latina e em Língua Portuguesa, editorialmente independente. Nossa grande equipe produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente, e não só na internet: uma das nossas atuações está na realização de eventos, como a Copa GP de Kart. Assim, seu apoio é sempre importante.

Assine o GRANDE PREMIUM: veja os planos e o que oferecem, tenha à disposição uma série de benefícios e experiências exclusivas, e faça parte de um grupo especial, a Scuderia GP, com debate em alto nível.