F1

Verstappen se recusa a dar nota para próprio ano: “Sou crítico e sempre posso melhorar”

Lewis Hamilton acha que teve uma temporada, até aqui, nota 8,8. Sebastian Vettel, pior: nota 5. Mas a nota de Max Verstappen não foi possível saber: o holandês diz que não gosta de se avaliar com números

Grande Prêmio / Redação GP, de São Paulo
A Fórmula 1 foi para as férias ao final do GP da Hungria do último domingo (4). Lewis Hamilton venceu, Max Verstappen foi segundo e Sebastian Vettel completou o pódio.

Isso significou que o trio teve as férias adiadas por alguns minutos, já que precisaram obrigatoriamente passar pela entrevista coletiva pós-prova. E, nesta, ocorreu um momento curioso.
Max Verstappen e Lewis Hamilton (Foto: Getty Images/Red Bull Content Pool)
Paddockast #27
Schumacher e Vettel: UNIDOS POR UM RECORDE


Ouça: Spotify | iTunes | Android | playerFM

Questionados sobre quais notas dariam para as próprias temporadas após as 12 etapas realizadas antes do mês de folga, os três tiveram respostas diferentes. O líder da temporada e dono de oito vitórias disse que se dá um "8.8, ou 8.9".

Vettel, afastado da briga pelo título, foi honesto: nota 5. "Acho que sofri aqui e ali para tirar o máximo do meu carro", comentou.

Mas Verstappen surpreendeu: "Não me avalio com números", disse. Vettel, surpreso, respondeu: "Se avalia com o que, então? Letras?". E aí o holandês foi mais sério. Ou quase.

"Não, é que eu odeio colocar números nisso porque me lembra da escola, o que não faz muito tempo, na verdade", brincou. Verstappen tem 21 anos.

"Eu sou sempre crítico e aco que sempre posso melhorar. Nunca estou satisfeito. Acho que tem isso um ano bem positivo e com bons  resultados, mas sempre há no que trabalhar", seguiu.
Max Verstappen e Lewis Hamilton (Foto: Getty Images/Red Bull Content Pool)
Após insistir com Vettel de que achava estranho se auto avaliar, ouviu Hamilton discordar: "É mais fácil se avaliar porque você lembra os erros que cometeu, o que fez de bom, o que ficou na média."

"Acho que Max pilotou de forma excepcional particularmente nestas três ou quatro últimas corridas. Então, se isso continuar, ele vai passar a merece um 9, ou até 10", finalizou Hamilton, concluindo um curioso momento de descontração entre os pilotos.


Apoie o GRANDE PRÊMIO: garanta o futuro do nosso jornalismo

O GRANDE PRÊMIO é a maior mídia digital de esporte a motor do Brasil, na América Latina e em Língua Portuguesa, editorialmente independente. Nossa grande equipe produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente, e não só na internet: uma das nossas atuações está na realização de eventos, como a Copa GP de Kart. Assim, seu apoio é sempre importante.

Assine o GRANDE PREMIUM: veja os planos e o que oferecem, tenha à disposição uma série de benefícios e experiências exclusivas, e faça parte de um grupo especial, a Scuderia GP, com debate em alto nível.