F1

Sob pressão, Gasly surpreende, supera Bottas no fim e lidera TL1 na Inglaterra

Tudo indicava que o fim de semana do GP da Inglaterra começaria com a Mercedes dominando as ações. Valtteri Bottas foi líder em praticamente todo o primeiro treino livre. Mas nas voltas finais, o finlandês foi superado por Pierre Gasly, pressionado pela Red Bull a marcar bons resultados. Max Verstappen foi o terceiro

Grande Prêmio / FERNANDO SILVA, de Sumaré
Duas semanas depois de um grandioso GP da Áustria, a F1 abriu o fim de semana do GP da Inglaterra com outra surpresa: a Red Bull de Pierre Gasly na liderança do primeiro treino livre. Nesta sexta-feira (12), Valtteri Bottas liderou praticamente toda a sessão, mas foi superado de forma inesperada, já nos minutos finais, pelo francês, que chega a Silverstone muito pressionado pela Red Bull a corresponder e entregar melhores resultados.

Max Verstappen, que também fez sua melhor volta nos minutos finais, manteve a ótima forma da Red Bull, foi o terceiro e deixou o dono da casa, Lewis Hamilton, em quarto. Foi uma sessão um tanto confusa, marcada por várias rodadas — em razão do asfalto novo e pouco aderente de Silverstone —, o acidente bizarro sofrido por Romain Grosjean, que conseguiu rodar e bater seu carro na saída do pit-lane — e o problema sofrido pela Alfa Romeo de Kimi Räikkönen, que provocou a única bandeira vermelha da sessão. 
Pierre Gasly surpreendeu a todos nesta manhã ao liderar o TL1 em Silverstone (Foto: Getty Images/Red Bull Content Pool)
Charles Leclerc andou atrás de Sebastian Vettel durante toda a sessão, mas foi melhor no fim e terminou em quinto, seguido pelo seu companheiro de Ferrari. A McLaren também foi bem durante a maior parte do treino, mas no fim acabou sendo superada pela dupla da Renault, com Nico Hülkenberg à frente de Daniel Ricciardo. Alexander Albon foi o nono colocado com a Toro Rosso, enquanto Carlos Sainz fechou o top-10 da manhã, enquanto Lando Norris fechou logo atrás.

O segundo treino livre do GP da Inglaterra acontece logo mais, a partir das 10h (horário de Brasília). O GRANDE PRÊMIO acompanha tudo AO VIVO e em TEMPO REAL.

Saiba como foi o primeiro treino livre do GP da Inglaterra de F1

O fim de semana em Silverstone começou com as habituais voltas de instalação nos primeiros minutos da sessão desta manhã. Logo no início, Charles Leclerc queixou-se de um problema nos freios, voltou aos boxes e pediu para os mecânicos da Ferrari verificarem o sistema. Mas como de hábito, foi um período de pouca atividade na pista, com equipes como McLaren e Toro Rosso fazendo avaliações aerodinâmicas.

A primeira impressão da Pirelli sobre o novo asfalto de Silverstone não era das melhores: "Muito escuro e muito escorregadio", explicou a fornecedora de Milão no Twitter. De fato, a aderência era uma grande preocupação naquele início de sessão.
Romain Grosjean sofre acidente bizarro no primeiro treino em Silverstone (Foto: F1/Twitter)
O silêncio na pista só foi quebrado depois de 18 minutos de treino, quando os primeiros carros abriram suas voltas rápidas.O primeiro tempo do fim de semana foi registrado pela Williams de Robert Kubica: 1min34s735. Mas o pior estava reservado a Romain Grosjean. Em fase péssima, assim como a Haas como um todo, o franco-suíço conseguiu rodar na saída do pit-lane e destruiu a asa dianteira após bater no guard-rail. O piloto foi para a pista, mas espalhou detritos do carro, forçando a direção de prova a acionar o safety-car virtual.

Na sequência, os carros mais rápidos fizeram suas primeiras voltas cronometradas. E a Mercedes mostrou que continua sendo, com sobras, a força dominante da F1, Com pneus médios, Valtteri Bottas tomou a ponta com 1min27s832, 0s290 mais rápido que Lewis Hamilton. A Red Bull começou o fim de semana à frente da Ferrari, com Max Verstappen e Pierre Gasly em terceiro e quarto, respectivamente, enquanto Sebastian Vettel colocava a melhor Ferrari apenas em sexto, com Sérgio Pérez vindo em quinto com a Racing Point.
Kimi Räikkönen enfrenta problemas e provoca bandeira vermelha em Silverstone (Foto: F1/Twitter)
A primeira bandeira vermelha veio pouco depois quando Kimi Räikkönen sofreu um problema e teve de encostar sua Alfa Romeo na pista. O 'Homem de Gelo' sentou no carro, que foi removido até a área de escape.

Quando a sessão foi retomada, Grosjean voltou à pista. Mas o inferno astral teve sequência, com o franco-suíço rodando na pista. O erro de Romain foi acompanhado nos boxes da Haas por Pietro Fittipaldi, piloto reserva e de desenvolvimento da equipe. O curioso foi que a transmissão oficial da F1 creditou o brasileiro como Emerson Fittipaldi, seu avô e bicampeão mundial.
Com Carlos Sainz, novamente a McLaren andou bem na temporada (Foto: McLaren)
Nuvens cada vez mais carregadas rondavam Silverstone no fim da manhã. Na pista, a sessão se encaminhava para a meia hora final, e a Mercedes mandava seus pilotos de volta à pista, mas daquela vez com pneus macios. Bottas melhorou ligeiramente sua marca ao registrar 1min27s629, deixando Hamilton pouco mais atrás. Aí era chegada a vez de a Ferrari melhorar e colocar seus dois pilotos atrás da dupla prateada. Vettel subia para terceiro, enquanto Leclerc aparecia em quarto.

Verstappen e Gasly fechavam o top-6, enquanto Carlos Sainz mantinha a ótima forma da McLaren, a melhor do resto, na sétima colocação, superando a Renault de Daniel Ricciardo. Foi quando a chuva deu as caras em alguns setores da pista.

Entretanto, o volume de água não foi o suficiente para molhar a pista como um todo, e havia ainda algum tempo para a busca por voltas rápidas. Foi aí que Verstappen superou Leclerc e subiu para a quarta posição, mas 0s979 atrás do tempo do líder da sessão. Na sequência do seu stint, o holandês, embalado pela grande vitória na Áustria, melhorou mais um pouco e subiu para terceiro, deixando Vettel para trás.

Nem mesmo Hamilton era imbatível. Verstappen veio em ótimo stint e conseguiu subir para segundo. Mas melhor ainda fez o pressionado Pierre Gasly, que fez grande volta, superou não somente seu companheiro de equipe, mas também Lewis Hamilton e ficou apenas 0s086 atrás de Bottas. Ainda restava tempo para o francês, que conseguiu o que parecia improvável. Com 1min27s173, o piloto conseguiu superar o finlandês por 0s456 e fechou a manhã como a grande surpresa, sendo o mais rápido do TL1 em Silverstone.



F1 2019, GP da Inglaterra, Silverstone, treino livre 1:

1 P GASLY Red Bull Honda 1:27.173   25
2 V BOTTAS Mercedes 1:27.629 +0.456 29
3 M VERSTAPPEN Red Bull Honda 1:28.009 +0.836 21
4 L HAMILTON Mercedes 1:28.122 +0.949 26
5 C LECLERC Ferrari 1:28.253 +1.080 21
6 S VETTEL Ferrari 1:28.304 +1.131 21
7 N HÜLKENBERG Renault 1:28.803 +1.630 21
8 D RICCIARDO Renault 1:29.031 +1.858 24
9 A ALBON Toro Rosso Honda 1:29.093 +1.920 26
10 C SAINZ JR McLaren Renault 1:29.162 +1.989 31
11 L NORRIS McLaren Renault 1:29.170 +1.997 23
12 S PÉREZ Racing Point Mercedes 1:29.453 +2.280 27
13 D KVYAT Toro Rosso Honda 1:29.500 +2.327 26
14 L STROLL Racing Point Mercedes 1:29.657 +2.484 25
15 A GIOVINAZZI Alfa Romeo Ferrari 1:30.099 +2.926 24
16 K MAGNUSSEN Haas Ferrari 1:30.605 +3.432 24
17 G RUSSELL Williams Mercedes 1:30.741 +3.568 25
18 K RÄIKKÖNEN Alfa Romeo Ferrari 1:30.747 +3.574 12
19 R GROSJEAN Haas Ferrari 1:30.811 +3.638 22
20 R KUBICA Williams Mercedes 1:32.121 +4.948 27
    Tempo 107% 1:33.275 +6.102  
           
REC L HAMILTON Mercedes 1:25.892 07/07/2018  
MV L HAMILTON Mercedes 1:30.621 16/07/20109  



Paddockast #24
A BATALHA: Indy x MotoGP



Apoie o GRANDE PRÊMIO: garanta o futuro do nosso jornalismo

O GRANDE PRÊMIO é a maior mídia digital de esporte a motor do Brasil, na América Latina e em Língua Portuguesa, editorialmente independente. Nossa grande equipe produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente, e não só na internet: uma das nossas atuações está na realização de eventos, como a Copa GP de Kart. Assim, seu apoio é sempre importante.

Assine o GRANDE PREMIUM: veja os planos e o que oferecem, tenha à disposição uma série de benefícios e experiências exclusivas, e faça parte de um grupo especial, a Scuderia GP, com debate em alto nível.