carregando
F1

Sem sintomas de coronavírus, Hamilton recusa teste: “Há pessoas que precisam mais”

Em 4 de março, Lewis Hamilton esteve em um evento que contou também com a presença de Sophie Trudeau, esposa do premiê canadense Justin Trudeau, e do ator Idris Elba. Os dois testaram positivo para coronavírus. O hexacampeão mundial contou que não tem sintomas da Covid-19 e, por isso, não vai fazer o teste. Hamilton reforçou a importância do autoisolamento e da higiene constante

Grande Prêmio / Redação GP, de Sumaré
COMO SE PREVENIR DO CORONAVÍRUS:
 
☞ Lave as mãos com água e sabão ou use álcool em gel.
☞ Cubra o nariz e boca ao espirrar ou tossir.
☞ Evite aglomerações se estiver doente.
☞ Mantenha os ambientes bem ventilados.
☞ Não compartilhe objetos pessoais.

Lewis Hamilton está bem, em autoisolamento e sem sintomas do novo coronavírus. Nesta manhã de sábado (21), o hexacampeão mundial de F1 fez uso das redes sociais para informar que, mesmo tendo contato com duas pessoas que contraíram a Covid-19 — Lewis esteve com Sophie Trudeau, esposa do premiê canadense Justin Trudeau, e o ator Idris Elba, que testaram positivo para a enfermidade —, não há sinais de que está com a doença e que, por isso, não há a necessidade de fazer o teste.
 
“Ei, pessoal, espero que todos continuem otimistas e mantendo-se ocupados e saudáveis. Houve alguma especulação sobre a minha saúde depois de estar em um evento em que duas pessoas mais tarde deram positivo para o coronavírus”, escreveu o piloto da Mercedes.
Lewis Hamilton disse o motivo de não ter realizado o teste para coronavírus (Foto: Mercedes)
“Queria que você soubesse que estou bem, me sentindo saudável e treinando duas vezes por dia. Não tenho sintomas, e já se passaram 17 dias desde que vi Sophie e Idris. Estive em contato com Idris e fiquei feliz em saber que ele está bem. Falei com meu médico e verifiquei se precisava fazer um teste, mas a verdade é que há uma quantidade limitada de testes disponíveis e há pessoas que precisam mais do que eu, especialmente porque não apresentei nenhum sintoma, em absoluto”, contou Hamilton.
 
“Então, o que fiz foi me manter isolado na semana passada, na verdade, desde que o treino foi cancelado na última sexta-feira venho mantido distância das pessoas”, complementou Lewis, fazendo menção ao cancelamento do GP da Austrália, ocorrido há oito dias.
 
Por fim, o britânico de 35 anos enviou uma mensagem positiva aos fãs e reforçou a importância de ficar em casa neste momento em que a pandemia do novo coronavírus avança em boa parte do mundo.
 
“A coisa mais importante que todos podem fazer é permanecer otimistas, distanciar-se socialmente da melhor forma possível, se autoisolar, se necessário, e lavar regularmente as mãos com água e sabão por pelo menos 20 segundos. Obrigado por todas as mensagens. Estou, de longe, mandando positividade e amor. Continue seguro”, finalizou.
 
Paddockast #53
TÉO JOSÉ - O HOMEM QUE 'NÃO PERDE MAIS'


Ouça: Spotify | iTunes | Android | playerFM

Apoie o GRANDE PRÊMIO: garanta o futuro do nosso jornalismo

O GRANDE PRÊMIO é a maior mídia digital de esporte a motor do Brasil, na América Latina e em Língua Portuguesa, editorialmente independente. Nossa grande equipe produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente, e não só na internet: uma das nossas atuações está na realização de eventos, como a Copa GP de Kart. Assim, seu apoio é sempre importante.

Assine o GRANDE PREMIUM: veja os planos e o que oferecem, tenha à disposição uma série de benefícios e experiências exclusivas, e faça parte de um grupo especial, a Scuderia GP, com debate em alto nível.