carregando
F1

Rosberg vê corrida em Mônaco como “fora da curva” e projeta volta por cima GP do Canadá: “Tenho de seguir em frente”

Apesar do revés em Monte Carlo há duas semanas, Nico Rosberg segue como líder da temporada e principal nome da F1 em 2016. O alemão teve um desempenho abaixo da média no Principado e terminou apenas em sétimo lugar, mas deixou claro que tudo faz parte do passado. Em Montreal, o piloto da Mercedes almeja retomar a rotina das vitórias

Warm Up / Redação GP, de Sumaré

Depois de chegar à sua quarta vitória seguida em 2016 e a sétima consecutiva, contando o GP do México, Nico Rosberg amargou duas jornadas difíceis na temporada. A primeira foi encerrada logo na primeira volta do GP da Espanha, quando foi acertado por Lewis Hamilton após ter errado o mapeamento do motor do seu Mercedes. E no GP de Mônaco, o alemão teve sua pior performance no ano, sucumbiu à chuva e ao desempenho ruim do seu carro, ficando apenas em sétimo lugar, enquanto Hamilton venceu sua primeira corrida na temporada.
 
Mas Mônaco ficou para trás. Rosberg garante que a corrida no Principado foi “fora da curva”, e o que vem pela frente só pode ser melhor. A expectativa do alemão é dar a volta por cima a partir deste fim de semana com a disputa do GP do Canadá, onde Nico não tem bom retrospecto e teve o segundo lugar como melhor resultado, ao passo que Hamilton já venceu quatro vezes no Circuito Gilles Villeneuve, sendo o maior vencedor dentre os pilotos em atividade em Montreal.
 
Em entrevista coletiva na última quinta-feira, Rosberg tentou explicar a incompreensível fraca performance em Monte Carlo há quase duas semanas.
Nico Rosberg parte em busca de reação em Montreal neste fim de semana (Foto: Getty Images)
“Nós analisamos tudo, evidentemente, e a conclusão que chegamos foi que muitas pequenas coisas acabaram se juntando. Mônaco é uma pista que pune demais tais problemas, e esse resultado ruim veio na esteira disso. Mas muitas, muitas coisas deram errado”, salientou.
 
“De uma coisa você tem uma impressão ruim e uma falta de confiança, o que me jogou para trás, e então, veio a falta de temperatura dos pneus. Foi uma espiral. Tudo deu errado naquele dia. Mas o bom é que tudo o que aconteceu foi fora da curva, então só coisas boas podem vir pela frente”, disse Rosberg, esperançoso.
 
Para o fim de semana em Montreal, Rosberg garantiu que está motivado, deixando definitivamente para trás a jornada ruim em Mônaco.
 

“Estou me sentindo ótimo. Você sempre tem essas corridas na carreira, e para mim isso agora é completamente parte do passado. Estou me sentindo bem e ansioso para ter um bom fim de semana. Foi uma corrida difícil, mas não perdi a motivação ou qualquer coisa do tipo”, assegurou.
 
“Estou motivado. Sei que esse é o caminho. Alguns dias serão como aqueles. Não vai ser a primeira ou tampouco a última, tenho de seguir em frente”, finalizou.
 
PADDOCK GP #32 DEBATE MotoGP, F1, INDY E STOCK CAR