F1

Rosberg responde a Hamilton e lidera segundo treino em sexta-feira de domínio da Mercedes em Abu Dhabi

Sem adversários nesta sexta-feira em Abu Dhabi, a Mercedes sequer precisou forçar o ritmo para garantir o melhor tempo do primeiro dia de treinos livres em Yas Marina. Desta vez, coube a Nico Rosberg superar seu companheiro de equipe e rival, Lewis Hamilton, para assegurar a melhor volta da noite no nababesco circuito árabe. Os pilotos brasileiros foram bem discretos ao longo da noite

Warm Up / FERNANDO SILVA, de Sumaré

A Mercedes indica que vai terminar a temporada do mesmo jeito que começou: soberana. Sem fazer força, os carros prateados não tomaram conhecimento dos adversários e comandaram o segundo treino livre do GP de Abu Dhabi, que fecha em clima de fim de feira a temporada 2015 do Mundial de F1. Mas diferente da sessão que abriu o fim de semana em Yas Marina, desta vez Nico Rosberg terminou à frente de Lewis Hamilton, respondendo à liderança do britânico no treino do começo da tarde. Guiando seu W06 Hybrid com pneus supermacios, o alemão anotou 1min41s983 e cravou a melhor marca desta sexta-feira (27) no circuito árabe, deixando seu rival para trás.

Chama a atenção o bom terceiro lugar obtido por Sergio Pérez. Contando com a força do motor Mercedes e com o equilíbrio da especificação B do VJM08, o mexicano se colocou à frente de carros da Red Bull, Ferrari e Williams, por exemplo, mas ainda teve de lidar com um problema no disco de freio do pneu traseiro esquerdo. O que não apaga a boa performance do mexicano, que faz em 2015 sua melhor temporada na F1.

Daniel Ricciardo, em quarto, também não tem do que se queixar diante de um dia bastante positivo para a Red Bull. O equilibrado RB11 levou o australiano a garantir a quarta marca, ficando assim logo à frente de Sebastian Vettel, seu ex-companheiro de equipe e hoje líder da Ferrari na pista. A outra Red Bull, de Daniil Kvyat, se colocou em sexto, superando a Ferrari de Kimi Räikkönen. Nico Hülkenberg foi capaz de colocar mais uma Force India no top-10, em oitavo. O alemão finalizou à frente de um surpreendente Fernando Alonso, que ficou a menos de 1s do tempo da Mercedes com a sua McLaren. Pastor Maldonado, dono de um desempenho bem estável nesta sexta-feira, fechou o top-10.
No crepúsculo de Abu Dhabi, Nico Rosberg fez o suficiente para bater Lewis Hamilton (Foto: Getty Images)
Os brasileiros tiveram uma performance discreta nesta noite em Abu Dhabi. Felipe Massa terminou a sexta-feira em 12º, enquanto Felipe Nasr ficou só à frente do parceiro de Sauber, Marcus Ericsson, e da dupla da Manor Marussia (formada por Will Stevens e Roberto Merhi) e fechou em 17º.

Saiba como foi o segundo treino livre do GP de Abu Dhabi: 

As luzes do suntuoso circuito de Yas Marina já estavam acesas no entardecer da tarde desta sexta-feira quando os pilotos ganharam a pista para a abertura do segundo treino livre do GP de Abu Dhabi. Foi quando Sebastian Vettel, na saída dos boxes, cantou parabéns em italiano ('tanti augiri') ao seu engenheiro de pista, Riccardo Adami, via rádio. Que grande momento! 

Se Vettel tinha momentos para festejar, o mesmo não poderia se dizer de Kimi Räikkönen, que se queixava de problemas no acelerador do seu carro. Enquanto isso, o seu companheiro de equipe era o primeiro a marcar tempo no crepúsculo de Abu Dhabi: 1min45s009. Mas logo o alemão acabou sendo batido por Kimi, que mostrou que os problemas haviam sido deixados para trás.
Daniel Ricciardo fez um bom trabalho com a Red Bull nesta noite em Abu Dhabi (Foto: Getty Images)
No começo da sessão, ainda sem a Mercedes e a Williams na pista, a Ferrari e a Force India se destacavam e dominavam as quatro primeiras colocações da sessão, que ainda estava nos seus dez minutos iniciais. Mas foi só a Mercedes ganhar a pista para a verdade da F1 voltar à tona. Com Nico Rosberg, o time prateado se colocou na liderança e depois melhorou seu tempo para 1min42s899, deixando Räikkönen para trás e Daniel Ricciardo em terceiro colocado. Hamilton bem que tentou uma grande volta na sua primeira tentativa, mas foi atrapalhado pelo tráfego.

Só que sem tráfego, Hamilton conseguiu fazer uma grande volta, passou Rosberg e se colocou na frente com 1min42s524. Com 20 minutos de sessão, todos os 20 pilotos haviam marcado tempo em Yas Marina. Todos, ainda usando os pneus macios, deixando os supermacios para os minutos seguintes do treino. As Mercedes continuavam dominando a sessão, mas com Ricciardo passando Räikkönen para tomar o terceiro lugar. Ao mesmo tempo, Massa tinha dificuldades para soltar a sobreviseira mais escura do seu capacete, mas estava num razoável oitavo posto.
Felipe Massa sofre para tirar a viseira escura do seu capacete em Yas Marina (Foto: Reprodução)
Foi aí que, com 25 minutos de treino, Räikkönen foi o primeiro a deixar os boxes com os pneus supermacios. Mas mesmo contando com os pneus mais rápidos do fim de semana, Kimi não conseguiu bater a dupla da Mercedes, ainda que tivesse melhorado em 1s1 seu tempo. Pouco depois, foi a vez de Vettel fazer suas primeiras voltas com os compostos vermelhos em Yas Marina. O tetracampeão foi seguido pela dupla da Red Bull e, na sequência, a maioria do grid foi à pista com os pneus supermacios.

Foi aí que Ricciardo e, em seguida, Vettel, se colocaram entre Hamilton e Rosberg. Mas nenhum dos ex-companheiros conseguiu o bastante para superar Hamilton na liderança da sessão. Era claro, evidente e absoluto a supremacia da Mercedes perante os demais carros do grid no fim de semana.

Tanto que Rosberg nem precisou fazer muito esforço para melhorar seu tempo. Na pista com os pneus supermacios, o alemão superou Hamilton e marcou 1min14s983. Lewis bem que tentou se igualar ao rival, mas se colocou 0s138 atrás. Ricciardo vinha em uma boa terceira posição, à frente de Vettel e de Kvyat. O que mostrava um ótimo desempenho e equilíbrio do RB11. Um carro que, com um motor mais eficiente, tinha todas as condições de dar muito calor para Mercedes e Ferrari.

Ao fim da primeira metade da sessão, que atravessava a noite em Abu Dhabi, Massa ocupava o nono lugar, atrás de Pastor Maldonado e à frente do parceiro Valtteri Bottas e da dupla da Toro Rosso, com Max Verstappen à frente de Carlos Sainz, enquanto Felipe Nasr vinha em 15º.
Carlos Sainz não escondeu a irritação com mais um problema mecânico da Toro Rosso (Foto: Reprodução)
Na sequência, os tempos continuavam caindo. Enquanto a Mercedes já seguia trabalhando com os long-runs, s outras equipes buscavam o melhor acerto em volta rápida. Foi assim que Pérez tomou a terceira posição de Ricciardo e colocou a Force India só atrás dos carros prateados. A evolução na tabela dos tempos fez Massa cair para 12º, três posições à frente de Nasr.

No hairpin da curva 7, Carlos Sainz enfrentou mais problemas, uma tônica de como foi sua temporada de estreia na F1. O novato da Toro Rosso ficou a pé e encerrou mais cedo sua participação no segundo treino em Abu Dhabi: "Alguma coisa aconteceu, de novo", disse o espanhol, bem irritado por ter de lidar com mais uma falha mecânica.

Na meia hora final da sessão, a programação das equipes foi a de realizar simulações em ritmo de corrida tanto com os pneus macios quanto com os supermacios. Durante os minutos finais, Rosberg falou sobre uma certa granulação dos pneus supermacios em seu long-run. Mas em termos de mudança na tabela de tempos, praticamente nada mudou, o que garantiu a Nico Rosberg o melhor tempo da sexta-feira, comprovando sua boa fase e, de quebra, se colocando novamente à frente do rival Lewis Hamilton. Destaque para a boa forma de Sergio Pérez, num relevante terceiro lugar com uma Force India bastante equilibrada.

F1, GP de Abu Dhabi, Yas Marina, treino livre 2:

1 6 NICO ROSBERG ALE MERCEDES 1:41.983   39
2 44 LEWIS HAMILTON ALE MERCEDES 1:42.121 +0.138 31
3 11 SERGIO PÉREZ MEX FORCE INDIA MERCEDES 1:42.610 +0.627 23
4 3 DANIEL RICCIARDO AUS RED BULL RENAULT 1:42.647 +0.664 36
5 5 SEBASTIAN VETTEL ALE FERRARI 1:42.717 +0.734 35
6 26 DANIIL KVYAT RUS RED BULL RENAULT 1:42.798 +0.815 34
7 7 KIMI RÄIKKÖNEN FIN FERRARI 1:42.849 +0.866 36
8 27 NICO HÜLKENBERG ALE FORCE INDIA MERCEDES 1:42.928 +0.945 35
9 14 FERNANDO ALONSO ESP McLAREN HONDA 1:42.955 +0.972 31
10 13 PASTOR MALDONADO VEN LOTUS MERCEDES 1:43.431 +1.448 37
11 77 VALTTERI BOTTAS FIN WILLIAMS MERCEDES 1:43.441 +1.458 32
12 19 FELIPE MASSA BRA WILLIAMS MERCEDES 1:43.506 +1.523 33
13 33 MAX VERSTAPPEN HOL TORO ROSSO RENAULT 1:43.662 +1.679 40
14 55 CARLOS SAINZ JR ESP TORO ROSSO RENAULT 1:43.854 +1.871 20
15 8 ROMAIN GROSJEAN FRA LOTUS MERCEDES 1:43.929 +1.946 27
16 22 JENSON BUTTON ING McLAREN HONDA 1:44.050 +2.067 32
17 36 FELIPE NASR BRA SAUBER FERRARI 1:44.116 +2.133 37
18 9 MARCUS ERICSSON SUE SAUBER FERRARI 1:45.245 +3.262 28
19 28 WILL STEVENS ING MANOR MARUSSIA FERRARI 1:46.450 +4.467 35
20 98 ROBERTO MERHI ESP MANOR MARUSSIA FERRARI 1:47.022 +5.039 27
    TEMPO 107% TL2   1:49.122 +7.139  
               
RECORDE LEWIS HAMILTON ING McLAREN MERCEDES 1:38.434 12/11/2011  
MELHOR VOLTA SEBASTIAN VETTEL ALE RED BULL RENAULT 1:40.279 01/11/2009  
               
    Condições do tempo   SOL ar: 25-27ºC | pista: 27-33ºC  



 

O nome é Ron Dennis, mas pode chamar de Chato de Galocha que ele atende com...

Posted by Grande Prêmio on Sexta, 27 de novembro de 2015
PADDOCK GP EDIÇÃO #8: ASSISTA JÁ