carregando
F1

Rosberg define Halo como “um sucesso” e diz que guiou sem maiores problemas em Spa: “Peça não me atrapalhou”

Nico Rosberg teve a chance de testar o Halo pela primeira vez na manhã desta sexta-feira na Bélgica e foi o primeiro piloto da F1 a completar voltas verdadeiramente rápidas usando a peça. O alemão foi tão rápido que anotou o melhor tempo do primeiro treino livre. Na visão do piloto da Mercedes, a visibilidade não foi afetada em sua pilotagem

Warm Up / FERNANDO SILVA, de Sumaré

A grande novidade desta sexta-feira (26) de treinos livres do GP da Bélgica, 13ª etapa da temporada 2016 da F1, foram os testes realizados com o Halo. A peça, desenvolvida para oferecer maior proteção ao piloto no cockpit, foi à pista com quatro pilotos no primeiro treino livre em Spa-Francorchamps: Nico Hülkenberg, da Force India; Carlos Sainz, da Toro Rosso; Daniel Ricciardo, da Red Bull e Nico Rosberg. Foi o piloto da Mercedes quem usou por mais tempo o Halo e foi o primeiro a completar voltas rápidas tendo a peça acoplada a seu carro.
 
Rosberg foi tão rápido que, com Halo e tudo, anotou o melhor tempo do primeiro treino na Bélgica, sendo 0s730 mais rápido que Lewis Hamilton, que não usou a peça e foi o segundo colocado. Nico avaliou o dispositivo de forma bastante positiva e disse que não enfrentou nenhuma dificuldade, mesmo no quesito visibilidade.
Nico Rosberg durante o segundo treino livre em Spa-Francorchamps, na Bélgica (Foto: Beto Issa)
“A equipe fez um grande trabalho com o Halo. Não me atrapalhou enquanto eu pilotava. Pude ir rápido e ainda marquei o melhor tempo da sessão com ele nesta manhã, então acho que foi um sucesso”, destacou o piloto.
 
No período da tarde, a Mercedes preferiu focar seus trabalhos para avaliar o W07 Hybrid em ritmo de corrida, de modo que os resultados em termos de tempo foram discretos. Rosberg terminou apenas em sexto lugar, enquanto Hamilton fechou só em 13º. Nico fez sua melhor volta usando pneus macios, enquanto Max Verstappen, o mais rápido do segundo treino, cravou o melhor tempo da tarde com pneus supermacios, assim como Daniel Ricciardo.
 
Mas Nico sabe do enorme potencial dos carros prateados e destacou o trabalho feito pela Mercedes. Na visão do vice-líder do campeonato, o desempenho o deixa tranquilo.
 
“O carro me parece bem rápido. Todo o grid ficou um pouco fora do lugar nesta tarde, com muita gente fazendo coisas diferentes com os pneus. Vai ser interessante ver como isso vai se mostrar na corrida. O ritmo em corrida vai ser importante, já que você pode ultrapassar aqui”, salientou Rosberg.
 

“Ainda não sei como vamos analisar isso [as informações coletadas], precisamos dar uma olhada nisso. Mas houve muito desgaste dos pneus, então gerenciar isso no domingo vai ser bem importante”, concluiu.
 
O GRANDE PRÊMIO acompanha AO VIVO e em TEMPO REAL o desenrolar das atividades ao longo do fim de semana do GP da Bélgica de F1.
PADDOCK GP #43 DEBATE INDY E MOTOGP E FAZ PRÉVIA DA F1