F1

Ricciardo amplia domínio da Red Bull, lidera 1-2 e fecha sexta-feira com novo recorde da pista em Singapura

Daniel Ricciardo foi o dono da sexta-feira em Singapura. Depois de liderar o treino da tarde, o australiano voltou a mostrar o grande potencial da Red Bull em circuitos mais travados e estabeleceu novamente o recorde da pista. Max Verstappen foi o segundo, à frente de Lewis Hamilton. E se Ricciardo brilhou, Sebastian Vettel teve uma noite bastante apagada, assim como Felipe Massa

Warm Up / FERNANDO SILVA, de Sumaré

Desde o fim do GP da Itália, a Ferrari era cantada em verso e prosa como a grande favorita no GP de Singapura. Mas ao menos nesta sexta-feira (15), dia de abertura dos trabalhos em Marina Bay, quem deu as cartas mesmo foi a Red Bull e, mais precisamente, Daniel Ricciardo. O australiano foi o grande nome dos dois reinos livres realizados na cidade-estado. Depois de ter quebrado o recorde da pista durante a tarde, Ricciardo manteve o ótimo desempenho na sessão desta noite ao anotar 1min40s852, a nova melhor marca da história do circuito e liderou o 1-2 da Red Bull. Max Verstappen voltou a andar bem e terminou em segundo, mas ficou quase 0s5 atrás do companheiro de equipe.

Líder do Mundial de Construtores, a Mercedes não passou do terceiro lugar, conquistado por Lewis Hamilton, enquanto Valtteri Bottas foi o quarto. A Renault, com nova motivação após a oficialização de Carlos Sainz como novo piloto para 2018, colocou Nico Hülkenberg no top-5, à frente das McLaren de Stoffel Vandoorne e Fernando Alonso, enquanto Sergio Pérez voltou a andar bem e finalizou em oitavo com a Force India. A grande decepção do treino foi mesmo a Ferrari, que em momento algum se colocou no rol dos primeiros colocados. Kimi Räikkönen foi apenas o nono, enquanto Sebastian Vettel bateu de leve na barreira de proteção e perdeu a melhor chance de anotar um bom tempo de volta, fechando só em 11º, atrás também de Esteban Ocon, também da Force India. Felipe Massa, comprovando a expectativa de dificuldades para a Williams, foi o 15º.

Depois de uma agitada sexta-feira, a F1 retoma os trabalhos neste sábado com a disputa do terceiro treino livre, a partir de 7h (horário de Brasília). A sessão que vai definir o grid de largada do GP de Singapura acontece às 10h, com transmissão ao vivo pelo canal por assinatura SporTV 2. O GRANDE PRÊMIO acompanha tudo AO VIVO e em TEMPO REAL por meio do novo livetiming.
Daniel Ricciardo foi o dono da noite desta sexta-feira em Singapura (Foto: Red Bull Content Pool)
Saiba como foi o segundo treino livre do GP de Singapura

No anoitecer da cidade-estado, os 20 pilotos tiveram mais 90 minutos de treino nesta sexta-feira. As mudanças em relação à tarde ficaram restritas ao retorno de Kevin Magnussen ao carro da Haas e de Carlos Sainz de volta ao cockpit da Toro Rosso. Sainz, aliás, foi um das estrelas do meio tempo entre um treino e outro por conta do anúncio da sua ida para a Renault no ano que vem, no lugar de Jolyon Palmer. Tudo na esteira da oficialização das novas parcerias McLaren-Renault e Toro Rosso-Honda, as duas válidas por três temporadas.

Sainz foi um dos primeiros pilotos a deixar os boxes, mas era seu futuro companheiro de equipe, Nico Hülkenberg, o primeiro líder pra valer da sessão. Mas o alemão ficou no topo da tabela por pouco tempo, já que Valtteri Bottas tomava a ponta com 1min44s670 com pneus supermacios. Só que o finlandês durou apenas alguns segundos na colocação, já que Stoffel Vandoorne apareceu com os ultramacios para ser o novo líder provisório.

Dono da tarde em Marina Bay, Ricciardo assumiu a liderança do treino com 11 minutos de sessão ao cravar 1min42s520, trazendo Verstappen em segundo, os dois taurinos com supermacios. Com pneus macios, Hamilton tinha a terceira posição, logo à frente de Fernando Alonso e Sergio Pérez, esses também com os supermacios. Mas logo o top-5 mudava com Verstappen na frente, com 1min42s264, e Vandoorne em terceiro, seguido por Bottas e Hamilton.
Noite de sexta-feira de muita luz e velocidade nas ruas de Singapura (Foto: McLaren/Twitter)
Depois de Sainz escapar na saída da curva 18, Hamilton subia para terceiro e com ótimo tempo para quem estava com os pneus macios: só 0s241 atrás da marca de Verstappen. Sebastian Vettel começava seu primeiro stint com os macios, enquanto as Red Bull continuavam dando as cartas na sessão com Max e Ricciardo mehorando suas respectivas marcas.

Com meia hora de treino, a Mercedes liberou seus dois pilotos com os pneus ultramacios. Bottas subiu para segundo na sua primeira volta rápida com os compostos roxos. Mas quem conseguiu desbancar Verstappen da liderança foi Hamilton, que registrou 1min41s555. Só que Lewis não durou mais que alguns segundos na ponta do treino. Com a Red Bull em ótima forma em Marina Bay, Ricciardo foi 0s327 mais rápido que o britânico e estabeleceu novamente o recorde da pista.

Mas ainda havia mais por vir do australiano. Com volta excepcional, Ricciardo registrou 1min40s852 na sequência e reforçou sua condição de líder do treino, com Verstappen subindo para segundo, mas 0s556 atrás do companheiro de equipe. Hamilton, que havia encerrado seu stint e estava nos boxes, tinha 0s703 de desvantagem para o melhor tempo da noite até então. E só depois a Ferrari começou sua jornada com os ultramacios. E foi neste período que Sebastian Vettel bateu na barreira de proteção, fazendo uma das placas de publicidade se soltar e ficar no meio da pista, causando o safety-car virtual.
Felipe Massa enfrentou dificuldades na sexta-feira de treinos em Singapura (Foto: Williams/Twitter)
Com pouco mais de 40 minutos para a bandeirada, a melhor Ferrari era de Kimi Räikkönen, em nono, com Vettel apenas em 11º. Massa estava ainda mais atrás, comprovando a fraca performance já esperada pela Williams em Singapura. O brasileiro aparecia em 15º, logo à frente de Lance Stroll.

Na reta final do treino, como é de praxe no fim da sexta-feira, as equipes dedicaram os minutos restantes ao trabalho em simulações de corrida. Nem mesmo Vettel, que tinha apenas o 11º lugar com pneus macios, procurou melhorar sua colocação na tabela de tempos, ainda que tivesse chegado a voltar à pista com pneus supermacios, porém com o carro mais pesado.

Assim, Ricciardo fechou a noite como o grande nome na pista nesta sexta-feira em Singapura. Depois de largar na primeira fila em Marina Bay nas últimas duas temporadas, o australiano justifica a confiança em poder lutar pela pole-position neste sábado na cidade-estado.



F1 2017, GP de Singapura, TL2, final:
 
1   3 Daniel RICCIARDO AUS Red Bull Tag Heuer 1:40.852   33
2   33 Max VERSTAPPEN HOL Red Bull Tag Heuer 1:41.408 +0.556 28
3   44 Lewis HAMILTON ING Mercedes 1:41.555 +0.703 36
4   77 Valtteri BOTTAS FIN Mercedes 1:42.104 +1.252 35
5   27 Nico HÜLKENBERG ALE Renault 1:42.448 +1.596 33
6   2 Stoffel VANDOORNE BEL McLaren Honda 1:42.501 +1.649 34
7   14 Fernando ALONSO ESP McLaren Honda 1:42.788 +1.936 32
8   11 Sergio PÉREZ MEX Force India Mercedes 1:42.826 +1.974 35
9   7 Kimi RÄIKKÖNEN FIN Ferrari 1:42.835 +1.983 30
10   31 Esteban OCON FRA Force India Mercedes 1:43.054 +2.202 34
11   5 Sebastian VETTEL ALE Ferrari 1:43.104 +2.252 33
12   55 Carlos SAINZ JR ESP Toro Rosso Renault 1:43.236 +2.384 38
13   26 Daniil KVYAT RUS Toro Rosso Renault 1:43.608 +2.756 32
14   30 Jolyon PALMER ING Renault 1:43.795 +2.943 32
15   19 Felipe MASSA BRA Williams Mercedes 1:43.836 +2.984 32
16   18 Lance STROLL CAN Williams Mercedes 1:44.301 +3.449 32
17   20 Kevin MAGNUSSEN DIN Haas Ferrari 1:44.417 +3.565 32
18   8 Romain GROSJEAN FRA Haas Ferrari 1:44.928 +4.076 29
19   94 Pascal WEHRLEIN ALE Sauber Ferrari 1:45.673 +4.821 34
20   9 Marcus ERICSSON SUE Sauber Ferrari 1:45.721 +4.869 35
          Tempo 107% 1:47.912 +7.060  
                 
Recorde Daniel RICCIARDO AUS Red Bull Tag Heuer 1:40.852 15/09/2017  
Melhor volta Daniel RICCIARDO AUS Red Bull Tag Heuer 1:47.187 18/09/2016  

ALONSO SEM HONDA EM 2018?

É CAPAZ DE A TORO ROSSO IR BEM E A RENAULT FALHAR NA MCLAREN