carregando
F1

Ricciardo admite dor com cancelamento do GP de Mônaco: “Realidade está batendo”

Em sessão de perguntas e respostas com fãs no Instagram, Daniel Ricciardo também detalhou a rotina de treinos no período de quarentena por conta do coronavírus. Piloto falou sobre os cancelamentos recentes da F1

Grande Prêmio / Redação GP, de Campinas
COMO SE PREVENIR DO CORONAVÍRUS:
 
☞ Lave as mãos com água e sabão ou use álcool em gel.
☞ Cubra o nariz e boca ao espirrar ou tossir.
☞ Evite aglomerações se estiver doente.
☞ Mantenha os ambientes bem ventilados.
☞ Não compartilhe objetos pessoais.

Com a temporada da Fórmula 1 praticamente suspensa por conta do coronavírus, Daniel Ricciardo participou de uma sessão de perguntas e respostas no Instagram da Renault, e expressou seus sentimentos a respeito do cancelamento do GP de Mônaco.
 
O australiano tem uma admiração especial pela pista. Foi lá onde registrou a primeira pole-position da carreira, em 2016, além de sua última vitória até o seguinte momento, na prova de 2018. O piloto admitiu que o cancelamento o machucou.
 
"Eu não estou correndo na minha cabeça porque não sei em quais pistas iremos correr. Assisti um vídeo onboard de Mônaco ontem e fiquei triste. Não sei onde estaremos, mas essa me machucou", disse Ricciardo quando perguntado por um fã.
Daniel Ricciardo (Foto: Renault)
"Todas vão machucar, é claro. Melbourne também por estar muito próximo. A realidade está batendo, infelizmente", seguiu.
 
Daniel também falou sobre a rotina de treinos enquanto as corridas não acontecem. Ele citou que o momento é perfeito para entrar em forma, já que não sofre de fatores externos e foca totalmente nas atividades.
 
"Os treinos são o que mantém a minha mente competitiva. Você desestressa quando treina, então tem sido o meu remédio. Sinto que agora é o momento perfeito para ficar em forma. Somos obrigados a não sair, não tem jet lag, não tem aeroporto. Dá para criar um treino que normalmente não temos". completou.
 
A pandemia do coronavírus forçou o cancelamento dos GPs da Austrália e de Mônaco, além do adiamento das etapas do Bahrein, China, Vietnã, Holanda, Espanha e Azerbaijão. A temporada está marcada para começar no dia 14 de junho, no Canadá;

Apoie o GRANDE PRÊMIO: garanta o futuro do nosso jornalismo

O GRANDE PRÊMIO é a maior mídia digital de esporte a motor do Brasil, na América Latina e em Língua Portuguesa, editorialmente independente. Nossa grande equipe produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente, e não só na internet: uma das nossas atuações está na realização de eventos, como a Copa GP de Kart. Assim, seu apoio é sempre importante.

Assine o GRANDE PREMIUM: veja os planos e o que oferecem, tenha à disposição uma série de benefícios e experiências exclusivas, e faça parte de um grupo especial, a Scuderia GP, com debate em alto nível.