F1

Prefeitura de São Paulo apresenta edital de concessão de Interlagos por 35 anos

Com a justificativa de “manter o GP do Brasil” na capital paulista, a Prefeitura de São Paulo publicou um edital de concessão do complexo de Interlagos com período de 35 anos para o vencedor do processo

Grande Prêmio / Redação GP, de São Paulo
Quase seis meses após a aprovação do projeto na Câmara Municipal, a Prefeitura de São Paulo apresentou, nesta quarta-feira (6), o edital da concessão do complexo de Interlagos, que envolve o autódromo e o kartódromo. O vencedor da concessão ficará responsável pela área nos próximos 35 anos.
 
A concessão foi uma alternativa encontrada pela Prefeitura após alguns anos com o projeto de privatização completa do autódromo e acontece na esteira da ameaças de autoridades do Rio de Janeiro e do próprio presidente Jair Bolsonaro (PSL), que garantiram que o GP do Brasil vai para a capital fluminense no autódromo de Deodoro, que sequer tem obras em andamento, já em 2020.
 
Bruno Covas (PSDB), prefeito de São Paulo, não esteve no evento, internado há duas semanas no Hospital Sírio-Libanês, mas mandou um vídeo em que diz que a publicação da concessão - que deve acontecer já nesta quinta-feira (7) - é passo fundamental para garantir a continuidade da prova na capital paulista. São Paulo, afinal, só tem contrato com a F1 até 2020. "É mais um passo importante para que a gente possa garantir a continuidade do grande prêmio aqui na cidade de São Paulo", disse Covas. 

“A cidade de São Paulo terá um benefício financeiro que passa de R$ 1 bilhão, entre deixar de cuidar daquele espaço, o investimento que vai ser feito e o tributo que será recolhido, fora que a Prefeitura poderá aplicar o recurso e a sua atenção em atividades essenciais, como educação, saúde, segurança e transporte”, completou.
A concessão de Interlagos tenta também garantir o GP do Brasil em Interlagos (Foto: Rodrigo Berton/Grande Prêmio)
Entre os principais pontos do edital, estão a obrigatoriedade do complexo ser multiuso, com equipamentos de cultura e lazer e, eventualmente, a construção de shopping, hotel e outros pontos comerciais. Além disso, consta que a Prefeitura deve ter 80 dias reservados para uso de seus eventos, com o GP do Brasil incluído na conta. No período dos 35 anos concessão, a administração estima arrecadar R$ 992 milhões.
 
A futura concessionária também vai ficar responsável pela parte de manutenção, por sistemas hidráulicos, de esgoto e elétricos da região. Outro ponto citado é o da segurança, que foi tema recorrente nas últimas edições da prova, com instalações de um novo sistema de câmeras e de central de controle.
 
“A concessão do autódromo não interfere na nossa negociação com a FIA (Federação Internacional de Automobilismo), até porque, se não houver concessão, a Prefeitura continua administrando o autódromo, como há muitos anos, inclusive com investimentos significativos que foram feitos”, segundo o Secretário do Governo Municipal Mauro Ricardo Machado Costa.
O GP do Brasil é o que mais movimenta dinheiro no município (Foto: Rodrigo Berton/Grande Prêmio)
Os interessados terão 60 dias para enviar as propostas, com o resultado previsto para sair em 8 de janeiro do ano que vem. A empresa que oferecer o maior valor de outorga será declarada a vencedora, ficando responsável por reformas, manutenção, operação e exploração da área.
 
Até setembro, de acordo com o site 'Olhar Olímpico', eram cinco propostas, sendo três de empresas ligadas a administração de equipamentos e eventos esportivos: RNGD Consultoria e Negócios (responsável pela administração da Arena BSB), WPR Participações LTDA (WTorre) e T4F Entretenimento (Time For Fun); de uma empresa desconhecida, chamada ‘Acelera BR’; e do grupo Interlagos Hoje.

O GP do Brasil acontece desde 1990 em São Paulo e movimentou R$ 334 milhões em 2018, o que representou um crescimento de 20% em relação à edição anterior. O valor é superior a eventos como, por exemplo, o carnaval no Anhembi, a parada LGBT e o réveillon. 
Paddockast #40
QUEM VOCÊ ENTREVISTARIA NO GP DO BRASIL?


Ouça: Spotify | iTunes | Android | playerFM

Apoie o GRANDE PRÊMIO: garanta o futuro do nosso jornalismo

O GRANDE PRÊMIO é a maior mídia digital de esporte a motor do Brasil, na América Latina e em Língua Portuguesa, editorialmente independente. Nossa grande equipe produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente, e não só na internet: uma das nossas atuações está na realização de eventos, como a Copa GP de Kart. Assim, seu apoio é sempre importante.

Assine o GRANDE PREMIUM: veja os planos e o que oferecem, tenha à disposição uma série de benefícios e experiências exclusivas, e faça parte de um grupo especial, a Scuderia GP, com debate em alto nível.