carregando
F1

Paddock GP: Ameaça de Ecclestone à realização do GP do Brasil é sem sentido, infantil e pueril

Mais uma vez Bernie Ecclestone ameaçou o GP do Brasil, afirmando que a prova poderia ficar fora do calendário 2017 da F1. Para os jornalistas do GRANDE PRÊMIO, quebra de contrato com etapa brasileira não faria sentido para categoria

Warm Up / Redação GP, de São Paulo


No PADDOCK GP #33, programa de debates do GRANDE PRÊMIO que foi ao ar na terça-feira (14), os jornalistas do site debateram as ameaças de Bernie Ecclestone de tirar o GP do Brasil do calendário 2017 da F1.
 
O apresentador Victor Martins explicou o caso, afirmando que o chefão da principal categoria do automobilismo mundial afirmou em entrevista que não teria a corrida brasileira. Para ele, no entanto, não faria sentido. “No fim tem contrato, o GP do Brasil vai até 2020 pelo menos e por mais deficitário que ele seja, por mais que não leve, está lá marcado”, avaliou o jornalista, que tratou as ameaças como "pueril e infantil".
Ecclestone afirma que Interlagos poderia ficar de fora da temporada 2017 (Foto: Fernando Silva/Grande Prêmio)
Gabriel Curty concordou, recordando que a própria F1 se queixa de quebra de contratos. “A F1 reclama sempre de quebra de contrato de pistas, não me parece lógico ela querer quebrar um contrato tão longo”, opinou.
 
Para você, as ameaças de Bernie Ecclestone realmente poderiam se tornar realidade em um futuro próximo? Opine em nosso Facebook.
 
A próxima etapa da temporada 2016 da F1 será o GP da Europa, que acontece neste final de semana em Baku. A largada será no domingo, às 10h.
 
O PADDOCK GP é transmitido AO VIVO pelo canal do GRANDE PRÊMIO no YouTube. Sempre às terças-feiras, o programa começa às 20h.
PADDOCK GP #33 ANALISA GP DO CANADÁ E FAZ PRÉVIA DO GP DA EUROPA