F1

Nos pontos, Albon e Verstappen reclamam de falta de velocidade nas retas em Monza

A Red Bull sentiu a falta de potência do motor Honda nos rápidos trechos de reta de Monza ao longo deste fim de semana. A ponto de a Renault ter sido a terceira melhor equipe deste domingo. Alexander Albon foi o sexto colocado no GP da Itália, seguido por Max Verstappen. O holandês festejou por ter a chance de recuperar terreno no GP de Singapura, em duas semanas

Grande Prêmio / Redação GP, de Sumaré
O GP da Itália representou o fim de uma fase que se mostrava desafiadora para a Red Bull. Ainda que o motor Honda esteja hoje em um patamar muito superior em relação aos tempos de McLaren, a unidade de potência ainda sofre um pouco mais em circuitos que demandam alta velocidade. Neste domingo (8), pouco depois do desfecho da corrida em Monza, Alexander Albon e Max Verstappen disseram que faltou velocidade nos trechos de reta do lendário circuito italiano.
 
Albon largou em oitavo lugar, caiu para 11º depois de errar em tentativa de ultrapassar Carlos Sainz na segunda ‘perna’ da curva Lesmo, mas conseguiu se recuperar bem para finalizar em sexto. Max Verstappen, por sua vez, largou do fim do grid por ter trocado o motor para o fim de semana. O holandês viveu momentos complicados, sobretudo na largada, quando não conseguiu evitar o contato com a Racing Point de Sergio Pérez. 
 
Ainda assim, Max conseguiu marcar alguns pontos ao finalizar em sétimo. A Red Bull, no fim das contas, foi apenas o quarto melhor carro do fim de semana, sendo superada pela Renault, que teve sua melhor atuação do ano com Daniel Ricciardo em quinto e Nico Hülkenberg na sexta posição. A equipe ainda acabou tirando proveito do abandono de Sainz, que vinha em sexto com a McLaren depois de deixar a prova por conta do pneu dianteiro direito mal fixado no pit-stop.
Albon somou mais alguns pontos importantes para a Red Bull em Monza (Foto: Beto Issa)
Verstappen contou os detalhes de um domingo difícil em Monza. “Depois da largada, o pelotão se congestionou de forma repentina. Fui para a esquerda, mas infelizmente bati no pneu traseiro do Pérez. Por isso que tive de entrar imediatamente na primeira volta para um pit-stop. Depois disso, correu tudo bem”, disse.
 
“Pude andar bem no tráfego, mas fiquei preso atrás do Pérez. Também foi uma pena que, depois da minha parada no pit, o safety-car virtual veio imediatamente, perdemos 12s com isso, o que é uma pena. Não gostamos da corrida como um todo, mas estávamos lá em termos de ritmo de corrida”, explicou o piloto, que lamentou por não ter conseguido largar mais à frente. 
 
“Não foi o nosso melhor resultado, mas quando você larga lá atrás, onde outras equipes são mais rápidas, simplesmente tudo fica bem mais difícil. Tivemos um problema com o limitador. Poderíamos ter ganho mais velocidade nas retas, mas eles estavam bem mais rápidos. Estou feliz por ver essas duas corridas para trás porque Singapura deve ser boa para nós”, complementou.
 
Em sua segunda corrida pela Red Bull, Albon entende que ficou faltando algo. “Foi um pouco incompleto”, disse o anglo-tailandês, que falou sobre a tentativa de superar Sainz no começo da corrida. “Fiquei feliz com a manobra na curva 4 e ele conseguiu disputar comigo. Quis ultrapassá-lo e sabia que ele poderia dar o troco na segunda curva Lesmo. Mas eu estava do lado de fora”.
 
Assim como Verstappen, Albon também entende que faltou um pouco a mais do motor nos trechos mais rápidos de Monza. “Não estávamos fortes na reta, mas pude ir para cima nas curvas. Acho que meu ritmo é melhor do que em Spa, então estou mais feliz”, concluiu.

Paddockast #32
AS PISTAS MAIS PERIGOSAS DO MUNDO


Ouça: Spotify | iTunes | Android | playerFM

Apoie o GRANDE PRÊMIO: garanta o futuro do nosso jornalismo

O GRANDE PRÊMIO é a maior mídia digital de esporte a motor do Brasil, na América Latina e em Língua Portuguesa, editorialmente independente. Nossa grande equipe produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente, e não só na internet: uma das nossas atuações está na realização de eventos, como a Copa GP de Kart. Assim, seu apoio é sempre importante.

Assine o GRANDE PREMIUM: veja os planos e o que oferecem, tenha à disposição uma série de benefícios e experiências exclusivas, e faça parte de um grupo especial, a Scuderia GP, com debate em alto nível.