F1

Nasr mantém número usado na Williams e escolhe #40 para temporada de estreia na Sauber em 2015

Agora na Sauber, Felipe Nasr vai continuar usando o #40 que esteve em seu carro nos treinos livres pela Williams em 2014. Max Verstappen vai de #33, enquanto seu companheiro, Carlos Sainz Jr., optou pelo #55

Warm Up / Redação GP, de São Paulo
Felipe Nasr confirmou que vai manter o #40 na temporada 2015 da F1. Agora na Sauber, o brasileiro vai ficar com o número que levou na Williams durante alguns treinos livres de 2014.
 
Novatos na categoria, Max Verstappen e Carlos Sainz Jr. também já escolheram seus números. O holandês vai de #33, enquanto o espanhol optou por começar sua trajetória com o #55.
Felipe Nasr vai de #40 em sua primeira temporada como titular na Sauber em 2015 (Foto: Getty Images)
Tetracampeão entre 2010 e 2013, Sebastian Vettel finalmente deixa o #1, utilizando o #5 em 2015. Campeão da temporada 2014, Lewis Hamilton escolheu continuar com o seu #44.
 
Confira a numeração dos pilotos confirmados no grid de 2015:

44 LEWIS HAMILTON ING MERCEDES
6 NICO ROSBERG ALE MERCEDES
3 DANIEL RICCIARDO AUS RED BULL RENAULT
26 DANIIL KVYAT RUS RED BULL RENAULT
19 FELIPE MASSA BRA WILLIAMS MERCEDES
77 VALTTERI BOTTAS FIN WILLIAMS MERCEDES
5 SEBASTIAN VETTEL ALE FERRARI
7 KIMI RÄIKKÖNEN FIN FERRARI
14 FERNANDO ALONSO ESP MCLAREN HONDA
22 JENSON BUTTON ING McLAREN HONDA
11 SERGIO PÉREZ MEX FORCE INDIA MERCEDES
27 NICO HÜLKENBERG ALE FORCE INDIA MERCEDES
33 MAX VERSTAPPEN HOL TORO ROSSO RENAULT
55 CARLOS SAINZ JR. ESP TORO ROSSO RENAULT
8 ROMAIN GROSJEAN FRA LOTUS MERCEDES
13 PASTOR MALDONADO VEN LOTUS MERCEDES
9 MARCUS ERICSSON SUE SAUBER FERRARI
40 FELIPE NASR BRA SAUBER FERRARI
 
DUPLA DE PESO

A opção foi pela experiência: Fernando Alonso e Jenson Button são os titulares da McLaren na temporada 2015 do Mundial de F1. O tão aguardado anúncio, que fecha o grid do próximo campeonato, saiu nesta quinta-feira (11) na fábrica da equipe em Woking, na Inglaterra.

Alonso retorna à escuderia depois de uma passagem extremamente conturbada em 2007, há oito anos. Campeão mundial com a Brawn em 2009, Button vai ter a oportunidade de defender a McLaren pelo sexto campeonato seguido em 2015.


Leia a reportagem completa no GRANDE PRÊMIO.
NÃO TIROU O DEZ

Quando assinaram e uniram forças em 2009, Ferrari e Fernando Alonso tinha um objetivo em comum: conquistar títulos. Após a fracassada temporada 2014, os destinos de piloto e equipe voltam a se separar - sem o título. No entanto, Alonso ainda tem palavras de carinho com a escuderia de Maranello, onde acredita ter vividos os melhores anos de sua carreira. Para Alonso, seu nível enquanto esteve na Ferrari foi melhor que eu qualquer outro momento. O espanhol ainda destacou seus números em comparação ao companheiro de 2014, Kimi Räikkönen, mostrando ter sido muito superior.

Leia a reportagem completa no GRANDE PRÊMIO.
MUDANÇA DENTRO
E FORA DAS PISTAS


Lewis Hamilton passou por altos e baixos após a conquista do título mundial em 2008. Para retornar ao topo da F1, superou crises, desentendeu-se e fez as pazes com o pai, e mudou de equipe em busca de um novo desafio. A recompensa chegou na forma do bicampeonato
 
- Como Rosberg foi capaz de desafiar os limites de Hamilton
 
- Mercedes entra para a história da F1 com carro excepcional no início da ‘Era híbrida’ da categoria

Leia a reportagem completa na REVISTA WARM UP.