carregando
F1

“Não sinto pressão”: Hamilton fala em curtir momento na ‘família Mercedes’

Ligado à Mercedes há mais de 20 anos, Lewis Hamilton se mostrou honrado por seguir representando a marca na F1. E deixou claro que, mesmo diante do ano que pode coroá-lo como recordista de vitórias e igualá-lo a Michael Schumacher como o maior campeão do esporte em todos os tempos, o hexacampeão nega sentir pressão. E ‘joga a bola’ para os jovens rivais

Grande Prêmio / Redação GP, de Sumaré
Nem parece, mas Lewis Hamilton já vai para seu oitavo ano representando a Mercedes na Fórmula 1. Seu vínculo com a montadora, contudo, já dura mais de 20 anos, desde quando a marca integrou o programa de jovens talentos da McLaren, que o apoiou ainda nos tempos de kartismo. E é com a fábrica alemã que Hamilton pode quebrar o recorde de vitórias no esporte e ainda igualar Michael Schumacher como o maior campeão da F1 em todos os tempos.
 
Apesar de tudo o que está por vir, Hamilton se diz muito tranquilo e feliz por iniciar uma nova jornada, que começou definitivamente com o lançamento do F1 W11 EQ Performance, realizado nesta manhã de sexta-feira (14), em Silverstone.
 
“É uma grande experiência vivenciar tudo isso na Mercedes. Estou aqui desde 1998 e faço parte do crescimento da empresa. Primeiro na McLaren e, quando eles vieram para a F1 como equipe, fiz essa mudança. Simplesmente é minha família”, comentou.
Lewis Hamilton tem pela frente o ano que pode consagrá-lo como o maior de todos na F1 (Foto: Mercedes)
Lewis, que completou 35 anos em janeiro, descartou a sensação de estar pressionado diante da temporada que se inicia.
 
“Não sinto pressão neste momento. Claro que você se concentra no que precisa fazer, mas também é sobre curtir o momento. É uma honra poder vivenciar isso. Centenas de pessoas estão trabalhando neste carro, e podemos testar a nós mesmos”, declarou o britânico, feliz e em casa na Mercedes. “O ambiente é realmente único com esta equipe”.
 
Ao falar sobre os potenciais rivais na temporada 2020, Charles Leclerc e Max Verstappen, Hamilton aproveitou para dar uma alfinetada nos jovens e avisar que a batalha se ganha dentro e não fora das pistas.
 
“Eu li que Max Verstappen disse que eu não era Deus. Isso me faz rir, se ele estava tentando me pressionar. Nesta época do ano, não sentimos pressão. Nos divertimos, trabalhamos, mas nos divertimos. A luta entre nós vai ser, obviamente, interessante para vocês e dura para nós. Quanto a Charles e Max, prefiro conversar na pista. Se você começar a falar fora da pista, então vejo isso somente como uma fraqueza”, disparou.
Paddockast #48
MELHORES PILOTOS BRASILEIROS DA DÉCADA


Ouça: Spotify | iTunes | Android | playerFM

Apoie o GRANDE PRÊMIO: garanta o futuro do nosso jornalismo

O GRANDE PRÊMIO é a maior mídia digital de esporte a motor do Brasil, na América Latina e em Língua Portuguesa, editorialmente independente. Nossa grande equipe produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente, e não só na internet: uma das nossas atuações está na realização de eventos, como a Copa GP de Kart. Assim, seu apoio é sempre importante.

Assine o GRANDE PREMIUM: veja os planos e o que oferecem, tenha à disposição uma série de benefícios e experiências exclusivas, e faça parte de um grupo especial, a Scuderia GP, com debate em alto nível.