carregando
F1

Na Garagem: Ralf derrota Michael na primeira dobradinha de irmãos na F1

Há 15 anos, o GP do Canadá teve um desfecho inédito: pela primeira vez na história, dois irmãos haviam chegado em primeiro e segundo. Ralf Schumacher venceu, relegando o primogênito Michael ao segundo posto

Warm Up / RENAN DO COUTO, de São Paulo
Com a Williams passando a obter resultados melhores em 2001, era de se esperar que Michael e Ralf Schumacher fossem formar uma dobradinha em algum momento. O que não se imaginava era que o caçula lideraria nesta ocasião.
 
O resultado inédito aconteceu há exatos 15 anos, em 10 de junho de 2001, no GP do Canadá.
 
Ralf havia vencido pela primeira vez algumas semanas antes, no GP de San Marino. Michael ganhara na Austrália, na Malásia e na Espanha e liderava o campeonato por 12 pontos após sete etapas.
 
Os dois alinharam lado a lado na primeira fila do grid, com o ferrarista na pole. A diferença no sábado foi de 0s5.
Ralf e Michael largaram lado a lado no Canadá em 2001 (Foto: BMW AG)

A vitória, ironicamente, foi decidida bem ao estilo do heptacampeão. Michael pulou na frente e liderou as primeiras 45 voltas. Porém, quando parou para reabastecer, viu Ralf encaixar uma sequência de voltas voadoras para abrir o bastante e voltar à pista ainda à frente.
 
Na 50ª passagem, o tempo de Ralf foi de 1min17s205, por 0s9 a melhor volta da prova.
 
“O tempo todo, eu estava esperando por um erro dele. Obviamente, ele não errou”, comentou o vencedor. “Como ele é sete anos mais velho, a gente nunca andou muito um contra o outro. Então é a primeira vez que eu consigo derrotá-lo.” 
A festa dos irmãos Schumacher, junto de Häkkinen, no pódio em Montreal (Foto: BMW AG)

“Se é para perder para alguém, com certeza é melhor que seja para o meu irmão. Antes ele do que outro”, afirmou o primogênito e então 'apenas' tricampeão da F1. “Tenho certeza de que os nossos pais vão ficar orgulhosos.” 
 
Os dois irmãos tiveram no pódio a companhia do bicampeão Mika Häkkinen, que levava um troféu para a McLaren pela primeira vez no ano. “Sorte que não tem mais um Schumacher. Aí seria um problema”, brincou o finlandês.
 
Ralf e Michael voltaram a fazer dobradinha na F1 mais algumas vezes: França-01, Brasil-02, Canadá-03 e Japão-04. Michael nunca mais perdeu.
PADDOCK GP #32 DEBATE MotoGP, F1, INDY E STOCK CAR