carregando
F1

McLaren decide realizar troca geral em unidade de força, e Alonso perde 35 posições no grid do GP da Bélgica

O vazamento que fez com que Fernando Alonso mal ficasse no cockpit da McLaren #14 durante o primeiro treino livre para o GP da Bélgica acabou fazendo com que a McLaren mudasse todo na unidade de força. Desta forma, Fernando vai perder incríveis 35 posições no grid de largada e, caso não largue na Holanda ou em Luxemburgo, sai no final da fila no domingo

Warm Up / Redação GP, Rio de Janeiro

O GP da Bélgica vai ser ver às voltas com punições diversas e bem pesadas. A Mercedes já havia confirmado que Lewis Hamilton vai aceitar a penalização tão esperada neste final de semana, mas na manhã desta sexta-feira (26) a McLaren e Fernando Alonso receberam a notícia de que perderão incríveis 35 posições no grid de largada.
 
Acontece que Alonso sofreu com um vazamento no sistema de recuperação de energia durante todo o primeiro treino livre em Spa-Francorchamps, fazendo com que a McLaren optasse por trocar toda a unidade de força para a etapa belga - e não quis reverter nenhuma das partes da unidade para uma usada anteriormente.
 
Os 35 postos perdidos são a soma de dez posições por utilizar um sexto elemento pela sexta vez - o ERS - e cinco posições por cada um dos novos cinco elementos da unidade de força.
Fernando Alonso chegou a Spa-Francorchamps feliz da vida na McLaren (Foto: Getty Images)
Além de Alonso e das 15 posições de Hamilton pela troca do MGU-H e turbo, Marcus Ericsson também está com dez posições na conta pela decisão da Sauber de mudar seu turbo.
 
Na manhã desta sexta, as notícias ainda foram piores para Hamilton na pista, visto que ele foi batido com certa sobra por Nico Rosberg - andando de Halo.
 
O segundo treino livre acontece às 9h desta sexta, horário para o qual está marcado o treino classificatório do sábado. O GRANDE PRÊMIO acompanha todas as atividades do final de semana AO VIVO e EM TEMPO REAL
 
PADDOCK GP #43 DEBATE INDY E MOTOGP E FAZ PRÉVIA DA F1