F1

Massa relata “boa sensação” em testes com Williams e crê em poder encerrar seca de vitórias na F1: “Tudo que eu quero”

Felipe Massa não apresentou os tempos mais competitivos de todos nos testes da F1 em Barcelona, mas garante que o FW38 está no caminho certo. De acordo com o brasileiro, o carro “deu uma boa sensação logo de cara”

Warm Up / Redação GP, de Porto Alegre


Os tempos da Williams nos testes pré-temporada não foram lá os mais chamativos, mas Felipe Massa está confiante na qualidade de seu carro para 2016. O piloto disse ter “uma boa sensação” do novo bólido, mas deixa claro que a escuderia ainda tem muito trabalho pela frente na missão de desenvolver o FW38.
 
Massa disse já estar compreendendo o carro, que está no caminho certo. Mas avisou: as novas peças que a Williams pretende trazer para as primeiras provas do ano vão exigir muito trabalho da equipe.
 
“Bom, eu acho que o FW38 deu uma boa sensação, logo de cara, nos primeiros treinos. Na primeira semana a gente estava entendendo um pouco sobre o carro, mas a segunda sessão foi muito melhor, consegui fazer bons tempos, entender o carro na simulação de corrida. O carro foi constante, também, no caminho certo”, disse Massa, em vídeo divulgado nesta quinta-feira (10).
Felipe Massa durante o sétimo dia de testes coletivos da F1 em Barcelona (Foto: Xavi Bonilla/Grande Prêmio)
“Tem muito que melhorar, tem muito que trabalhar? Sem dúvidas. O carro tem umas peças novas que a gente ainda não experimentou. Uma carroceria diferente, para a parte traseira, que a gente já deve usar na Austrália, tem uma asa dianteira também que eu espero usar o mais rápido possível, talvez na segunda ou na terceira corrida do ano”, continuou.
 
Apesar da necessidade de seguir desenvolvendo o carro e de não saber ao certo como a Williams está em relação às rivais, Massa é otimista. O brasileiro pensa que a equipe vai começar o ano com o pé direito, sendo capaz até de brigar pela tão esperada 12ª vitória da carreira, encerrando um hiato que já dura oito anos.
 
“Sem dúvidas são pontos importantes para melhorar ainda mais o carro, no caminho de ser mais competitivo, com mais carga aerodinâmica em curvas lentas. Mas estou super motivado para começar o ano. Espero que a gente consiga começar bem, ter um ano competitivo, voltar a vencer, que é tudo que eu quero”, apontou.
 
Perguntado sobre o novo sistema de treino classificatório, o piloto da Williams não foi capaz de dar uma opinião definitiva. Massa acredita que só vai ser possível dar um veredito sobre o curioso formato de ‘dança das cadeiras’ na Austrália.
 
“Espero que funcione bem para nós, não sei se vai ser mais legal ou não para os fãs. Acho que se isso melhorar vai ser bom para todo mundo. Tomara que funcione bem. A gente vai ter que esperar a primeira classificação para ter a certeza de como vai funcionar”, finalizou.
 
A temporada 2016 da F1 começa em 20 de março, com o GP da Austrália, em Melbourne.
 
VEJA A EDIÇÃO #19 DO PADDOCK GP, QUE ABORDA STOCK CAR, F1, INDY E F-E