F1

Índia fica fora da temporada 2014 da F1 e só volta a ter GP no início de 2015, revela Ecclestone

Todo-poderoso do Mundial de F1, Bernie Ecclestone revelou que o GP da Índia está fora da temporada 2014 da categoria e voltará a ser realizado só em 2015. Motivo é a realocação do evento para o primeiro semestre

Warm Up / Redação GP, de São Paulo
O GP da Índia está fora do calendário da temporada 2014 do Mundial de F1. O evento do próximo ano foi transferido para o primeiro semestre de 2015, revelou Bernie Ecclestone em entrevista à agência de notícias indiana 'IANS'.
 
Segundo Ecclestone, detentor dos direitos comerciais da F1, a prova foi adiada com o intuito de realocá-la para o início do campeonato, o que sempre foi seu objetivo.
GP da Índia foi realizado duas vezes, em 2011 e 2012 (Foto: Red Bull/Getty Images)
"Quando assinamos o contrato de cinco anos com Jaypee, queríamos a índia na primeira metade e eles queriam em outubro. Deixamos passar naquele momento, mas agora parece que teremos a corrida no início de 2015", disse o inglês.
 
Bernie explicou que não é possível simplesmente mudar a data pois seis meses de intervalo "é muito pouco" para se realizar duas corridas na Índia. "Além disso, falando com os promotores, pensamos que é melhor não fazer a corrida em 2014 e, sim, em 2015", continuou o dirigente.
 
A ausência do GP da Índia é mais um passo rumo à definição do calendário de 2014. Agora, das 21 corridas previstas, apenas uma precisará ser removida para que um cronograma com 20 datas seja fechado.
 
O retorno do GP da Áustria já foi anunciado, e seguem previstas as estreias dos GPs da Rússia e da América. O GP da Rússia, segundo os organizadores locais, acontecerá em 19 de outubro, exatamente na janela que ficaria reservada para a prova indiana.
 
Pairam, porém, dúvidas sobre a realização do GP da América, nas ruas de Nova Jersey. Os promotores do evento ainda não conseguiram dar a Ecclestone garantias de que o evento, que já deveria ter acontecido em 2013, será mesmo realizado no ano que vem.
 
Polêmica quanto ao GP da Índia de 2013
 
Na última sexta-feira, em Budapeste, as equipes da F1 e Ecclestone para discutir o futuro do GP da Índia. Os times não estariam contentes com o tributo que o governo indiano quer cobrar sobre a premiação da corrida.
 
À agência 'IANS', Ecclestone disse que "há problemas que precisam ser resolvidos" na Índia. "Espero que os organizadores consigam lidar com isso o mais cedo possível", concluiu o magnata.

À 'Reuters', Bernie já havia dito que o GP da Índia é "muito político".