carregando
F1

Hamilton passeia, vence com facilidade GP da Itália e supera Vettel na liderança da temporada 2017 da F1

De ponta a ponta, Lewis Hamilton alcançou mais uma vitória dominante na temporada, a sexta em 13 provas no ano e a quarta da carreira em Monza, empatando com Nelson Piquet. Com o triunfo, o britânico assumiu a liderança do Mundial pela primeira vez em 2017. Valtteri Bottas e Sebastian Vettel completaram o pódio na Itália

Warm Up / FERNANDO SILVA, de Sumaré

Foi um verdadeiro passeio. Lewis Hamilton dominou como quis o GP da Itália, disputado neste domingo (3), e conquistou a sexta vitória na temporada, quarta da carreira em Monza. Sem problemas, o britânico largou na pole-position e jamais foi ameaçado durante toda a prova. Com o triunfo, Hamilton assume, pela primeira vez, a liderança do campeonato, superando seu grande adversário na luta pelo título, Sebastian Vettel, que alcançou o melhor resultado possível ao terminar em terceiro lugar, atrás também de Valtteri Bottas. O finlandês completou a dobradinha da Mercedes e voltou ao pódio depois da frustrante corrida em Spa-Francorchamps na semana passada.

Hamilton dominou, mas não é exagero dizer que o grande nome do GP da Itália foi Daniel Ricciardo. Depois de ser um dos pilotos a sofrer com o sem-número de punições no grid, o australiano largou em 16º, mas fez uma incrível prova de recuperação e ganhou muitas posições. Para completar a jornada, Ricciardo fez a ultrapassagem sobre Kimi Räikkönen na chicane no fim da reta dos boxes e encostou em Vettel, ficando muito perto de alcançar mais um pódio na temporada. O 'Homem de Gelo' foi o quinto, seguido por Esteban Ocon e Lance Stroll. Felipe Massa terminou em oitavo, bem perto do canadense e à frente de Sergio Pérez, enquanto Max Verstappen, depois de ver um pneu furado no início da prova após incidente com Massa, fechou o top-10. Fernando Alonso abandonou.

Com a vitória de Hamilton e o terceiro lugar de Vettel, o campeonato vira em favor do tricampeão quando restam sete etapas para o fim da temporada. A tabela do Mundial de Pilotos agora tem Lewis em primeiro, com 238 pontos, enquanto Vettel cai para vice-líder, apenas três tentos atrás. A próxima etapa da temporada acontece dentro de duas semanas. A F1 encerra sua fase europeia e volta à Ásia para a disputa do noturno GP de Singapura, nas ruas da cidade-estado em 17 de setembro.
Lewis Hamilton sobrou em Monza, venceu e assumiu a liderança da temporada (Foto: AFP)
Saiba como foi o GP da Itália de F1

A largada foi bastante tranquila, sem maiores incidentes na primeira chicane. Hamilton sustentou a liderança e Ocon ganhou o segundo lugar de Lance Stroll. Räikkönen passou Bottas, mas o finlandês retomou o quarto lugar com direito a um grande duelo roda a roda no fim da primeira volta. Vettel sustentou o sexto lugar, à frente de Massa e Verstappen, que subiu cinco posições após ter largado em P13.

Na abertura da terceira volta, Verstappen dividiu a chicane com Massa e levou a pior ao ter o pneu dianteiro direito furado. Bottas, por sua vez, seguia sua escalada rumo ao pódio e depois de passar Stroll, não teve dificuldades para garantir o segundo lugar ao superar Ocon no fim da reta dos boxes. Mais atrás, Vettel subia para quinto após fazer a ultrapassagem sobre seu companheiro de equipe.

A prova se mostrava com a cara da Mercedes e, com Hamilton na frente e Bottas em segundo, só mesmo um grande problema tiraria a dobradinha prateada em Monza. Quem tinha de correr atrás era Vettel, que abria caminho e buscava o quarto lugar após superar Stroll. Quem escalava o pelotão, após ter largado do fundo do grid, era Ricciardo, que já figurava em uma boa décima posição.
Duelo roda a roda entre Bottas e Räikkönen no início do GP da Itália (Foto: Reprodução)
Com o furo no pneu, Verstappen despencou para último lugar. O incidente com Massa chegou a ser investigado, mas a direção de prova considerou a ocorrência normal de corrida. E Räikkönen, na abertura da sétima volta, passou reto na chicane quando tentava atacar Stroll, ficando na alça de mira de Massa. Logo à frente, Vettel buscava um lugar no pódio ao pressionar o jovem Ocon para fazer a ultrapassagem no oitavo giro.

Mas Vettel não mostrava ter ritmo para brigar com Bottas pelo segundo lugar, de modo que o terceiro parecia a melhor posição possível naquele momento. Hamilton vinha soberano e passeava em Monza, com o finlandês pouco mais atrás. 

Fernando Alonso buscava ao menos chegar aos pontos com sua McLaren e lutava com Jolyon Palmer pela 12ª posição. Em disputa por posição com o britânico, os dois dividiram a chicane, com o bicampeão pedindo para o adversário devolver a posição após o carro #30 passar reto e levar vantagem. A queixa de Alonso tinha razão de ser, e Palmer foi punido em 5s. E Räikkönen, depois de tentar, e não conseguir, passar Stroll, foi aos boxes para ser o primeiro dos ponteiros a fazer sua troca de pneus, substituindo os supermacios pelos macios.
Alonso trava duelo com Palmer no pelotão intermediário em Monza (Foto: Reprodução)

Ricciardo seguia brilhando e, após bela ultrapassagem sobre Pérez, já assumia a sexta posição na volta 18. Uma grande recuperação para quem havia largado em 16º e ainda não tinha feito sua parada. Por outro lado, Stroll levou azar no trabalho de pit-stop da Wiliams. Um problema na roda traseira esquerda prejudicou o canadense, que voltou do pit-lane atrás de Räikkönen. Nas voltas seguintes, tanto Ocon, à frente de Kimi, como o finlandês, passaram Stoffel Vandoorne — que ainda não tinha parado — com enorme facilidade.

Na metade da corrida, Ocon e Räikkönen travaram um verdadeiro duelo de gerações. O mais velho dentre os pilotos do grid lutou por posição com o piloto da Force India e, na raça, fez a ultrapassagem após Esteban 'vender caro' a sexta colocação. Kimi era o primeiro dentre os pilotos que já tinham feito troca de pneus. Pérez vinha em quinto, atrás de Ricciardo, um dos grandes nomes da prova. Em terceiro, Vettel reportava problemas na traseira da sua Ferrari.
Daniel Ricciardo foi um dos grandes nomes da corida em Monza (Foto: Getty Images/Red Bull Content Pool)
A prova registrava suas primeiras baixas. Primeiro, foi Palmer a recolher sua Renault aos boxes. Pouco depois, Vandoorne queixava-se de falta de potência no motor Honda e abandonava a disputa em Monza. Lá na frente, após a troca de pneus, Hamilton seguia passeando, com Bottas cerca de 3s atrás. Ricciardo era o terceiro e esticava ao máximo sua permanência na pista com os pneus macios, logo à frente de Vettel e Räikkönen, que já haviam feito suas respectivas paradas.

Ricciardo só fez seu primeiro e único pit-stop na volta 38. O australiano, calçado com os supermacios, voltou numa ótima quinta posição, à frente de Ocon, Stroll e Massa, que se aproximava do companheiro de Williams. Daniel continuva brilhando e, com pneus mais rápidos, fez uma grande ultrapassagem sobre Räikkönen na entrada da chicane no fim da reta dos boxes e subiu para o quarto lugar. Nas voltas finais da corrida, Verstappen também entrava no top-10, fazendo outra prova de recuperação, após passar Kevin Magnussen. O dinamarquês reclamou de ter sido jogado para fora da pista pelo piloto da Red Bull durante a manobra. A direção de prova colocou o incidente sob investigação.

E depois de Alonso abandonar a prova quase no fim, Hamilton terminava seu passeio dominical em Monza da melhor forma: comemorando mais uma vitória na temporada. Finalmente à frente de Vettel, o britânico tem a confiança necessária para partir rumo à conquista do tetracampeonato em 2017 na F1.

F1 2017, GP da Itália, Monza, corrida, final:

1   44 Lewis HAMILTON ING Mercedes 53 voltas  
2   77 Valtteri BOTTAS FIN Mercedes +4.471  
3   5 Sebastian VETTEL ALE Ferrari +36.317  
4   3 Daniel RICCIARDO AUS Red Bull Tag Heuer +40.335  
5   7 Kimi RÄIKKÖNEN FIN Ferrari +1:00.082  
6   31 Esteban OCON FRA Force India Mercedes +1:11.528  
7   18 Lance STROLL CAN Williams Mercedes +1:14.156  
8   19 Felipe MASSA BRA Williams Mercedes +1:14.834  
9   11 Sergio PÉREZ MEX Force India Mercedes +1:15.276  
10   33 Max VERSTAPPEN HOL Red Bull Tag Heuer +1 volta  
11   20 Kevin MAGNUSSEN DIN Haas Ferrari +1 volta  
12   26 Daniil KVYAT RUS Toro Rosso Renault +1 volta  
13   27 Nico HÜLKENBERG ALE Renault +1 volta  
14   55 Carlos SAINZ JR ESP Toro Rosso Renault +1 volta  
15   8 Romain GROSJEAN FRA Haas Ferrari +1 volta  
16   94 Pascal WEHRLEIN ALE Sauber Ferrari +2 voltas  
17   14 Fernando ALONSO ESP McLaren Honda +2 voltas NC
18   9 Marcus ERICSSON SUE Sauber Ferrari +2 voltas NC
19   2 Stoffel VANDOORNE BEL McLaren Honda +18 voltas NC
20   30 Jolyon PALMER ING Renault +22 voltas NC
               
               
Recorde Juan Pablo MONTOYA COL Williams BMW 1:19.525   11/09/2004
Melhor volta Rubens BARRICHELLO BRA Ferrari 1:21.046   12/09/2004

ALONSO COLHE O QUE PLANTA E FICA SEM NOVAS ALTERNATIVAS NA F1 PARA 2018