F1

Hamilton assume erro por falha em largada no Japão e se conforma com terceiro lugar: “Fiz o melhor que eu pude”

Diferente do que aconteceu há uma semana, desta vez Lewis Hamilton tomou para si o ônus do problema que lhe tirou as chances de vitória em Suzuka. Resignado, o britânico minimizou a manobra defensiva de Max Verstappen no fim do GP do Japão, que confirmou sua terceira colocação

Warm Up / FERNANDO SILVA, de Sumaré

A festa da Mercedes pela vitória de Nico Rosberg no GP do Japão e pela conquista do tricampeonato do Mundial de Construtores, alcançado neste domingo (9), em Suzuka, só não foi completa em razão de mais um revés de Lewis Hamilton na temporada 2016. O britânico enfrentou outro problema na largada e se viu sem chances de vitória logo no início da disputa no traçado nipônico. Assim, o terceiro lugar veio como um amargo prêmio de consolação.
 
Hamilton despencou de segundo lugar para oitavo, e daí em diante aproveitou o melhor carro do grid para reagir e ganhar posições. Mesmo assim, não foi o bastante para completar a dobradinha da Mercedes, já que o britânico teve pela frente um duríssimo adversário: Max Verstappen.
Verstappen e Rosberg, o vencedor em Suzuka, superaram Hamilton, cada vez mais longe do tetra em 2016 (Foto: Red Bull Content Pool)
O holandês foi valente e resistiu até o fim à pressão imposta por Hamilton. Na penúltima volta, Lewis tentou se aproximar do piloto da Red Bull e cometeu um erro na Chicane Casio depois de enfrentar uma manobra defensiva e bastante arrojada de Verstappen, passando reto. Na prática, era o fim das suas chances de terminar em segundo lugar na prova em Suzuka. 
 
O resultado foi terrível em termos de campeonato. Agora, Hamilton está 33 pontos atrás de Nico Rosberg e não depende mais das próprias forças para ser campeão do mundo em 2016. Ainda que vença todas as quatro corridas que restam para o fim da temporada, o britânico sabe que Rosberg precisa de três segundos lugares e um terceiro para faturar a taça pela primeira vez.
 
Mas diferente da polêmica protagonizada há uma semana em Sepang, desta vez Hamilton tomou para si o ônus do erro cometido na largada em Suzuka. “Não acho que o colchete úmido teve algo a ver com isso, cometi um erro. Patinei”, assumiu o tricampeão do mundo. 
 
“Trilhei meu caminho a partir de lá, foi complicado. Mas fiz o melhor que eu pude”, comentou o piloto, bastante resignado.
 

Questionado sobre o que imaginou depois de despencar para oitavo, Lewis foi direto. “Sinceramente, não lembro. Estava lá atrás e só pensando em ir para a frente. O segundo stint foi bom, o carro estava ótimo como um todo. Lutei muito no fim, mas simplesmente não deu”, lamentou o britânico.
 
Por fim, Hamilton falou sobre a manobra de Verstappen. Via rádio, o piloto da Mercedes chegou a esboçar uma reclamação, mas Lewis não quis saber de polemizar pouco depois da corrida. “Isso não importa muito agora. Está feito, e eu tenho de seguir em frente”, concluiu.