carregando
F1

Fora do calendário da F1 desde 2011, autódromo da Turquia vira concessionária de carros usados

Fora do calendário da F1 desde a temporada 2011, o autódromo da Turquia sucumbiu às dificuldades financeiras e passou a ser utilizado como concessionária de veículos usados. Istambul Park foi projetado por Hermann Tilke e custou cerca de R$ 1,1 bilhão

Warm Up / Redação GP, de São Paulo

A saída da Turquia do calendário da F1 na temporada 2011 acabou selando um destino um tanto atípico para o circuito de Istambul Park. De acordo com o jornal local ‘Sözcü’, o circuito está sendo usado como concessionária de carros usados.
 
O autódromo, que foi projetado por Hermann Tilke, custou quase US$ 300 milhões (aproximadamente R$ 1,1 bilhão), mas enfrenta dificuldades financeiras, até por conta do pouco interesse local no traçado.
Turquia deixou de receber a F1 em 2011 (Foto: Ferrari)
 De acordo com a imprensa da região, uma companhia de alugueis de carro fez um leasing de dez anos do circuito e planeja vender 25 mil carros por ano no local, chamado de Istambul Park Auto Market.
 
A abertura da concessionária está prevista para esta quinta-feira, 3 de setembro.