carregando
F1

Em exibição no Rio, Massa guia F10 no Aterro do Flamengo e arranca aplausos da plateia

Felipe Massa fez um show para o público na manhã deste domingo (10) ao guiar a F10 nas ruas do Aterro do Flamengo. Além do piloto, TNT Street Race contou com uma apresentação da equipe de Gilmar Flores, o Joaninha, além de um salto do paraquedista Luigi Cani

Warm Up / JULIANA TESSER, do Rio de Janeiro

► Ferrari de passeio atropela dois espectadores no Aterro do Flamengo, no Rio

Felipe Massa atraiu uma multidão para o Aterro do Flamengo na manhã deste domingo (10). O piloto da Ferrari guiou a F10, carro da escuderia italiana para a temporada 2010, em um circuito de 2,8 km que foi montado na Avenida Infante Dom Henrique, na zona sul do Rio de Janeiro.

Além do piloto da Ferrari, o evento contou com uma apresentação da equipe J99, do hexacampeão de motocross Gilmar Flores, o Joaninha, e um salto de Luigi Cani, que pulou de um helicóptero para aterrissar direto em uma Ferrari conversível.

► Massa vê Ferrari "um pouco brasileira" e realiza sonho de guiar no Rio
► Massa pede mudan
ça de “mentalidade de quem está no comando” do esporte

Com bandeira na mão, Massa levantou a torcida no Aterro do Flamengo (Foto: Miguel Costa Jr.)

► Confira as melhores imagens do TNT Street Race

A previsão de tempo fechado não se confirmou e, apesar do sol forte e do calor, o público chegou cedo para acompanhar a programação. Os primeiros na pista foram Joaninha, Kiko Loco, Robertt Fire e Marcos Paris, que promoveram uma exibição cheia de backflips. 

Para atender melhor ao público, os quatro atletas se dividiram em duplas e cada par ficou com uma rampa em pontos opostos do circuito. O público respondeu bem à apresentação e era atendido pelos pilotos quando pediam a execução de alguma manobra. 

Na sequência, foi a vez de Massa ganhar a pista pela primeira vez. A exibição do piloto da Ferrari durou cerca de 15 minutos e Felipe não economizou na hora de pisar no acelerador da F10. Com alguns policiais na plateia, o público começou a gritar, pedindo que o ferrarista fosse multado por excesso de velocidade. Alguns policiais entraram na brincadeira, mas explicaram que os radares instalados nas ruas das cidades não têm condições de aferir tal velocidade. 
 

Sol forte e calor marcaram presença durante toda a exibição (Foto: Miguel Costa Jr.)

Depois de completar algumas voltas pelo circuito, Massa voltou para os boxes e deu lugar a Luigi Cani. Enquanto o paraquedista se aprontava para o salto, o show ficou por conta de JC, parceiro do paraquedista. Responsável pela condução da Ferrari em que Cani pousaria, o norte-americano circulou pelo traçado acenando para o público, até que decidiu pular a grade de proteção e se juntar à plateia para algumas fotografias.

Pronto para o salto, a equipe do paraquedista avisou a JC que ele precisava voltar para o carro, mas ele esperou até o último instante. Pouco antes de Luigi saltar, uma das integrantes da equipe de segurança do circuito de rua passou mal e acabou desmaiando. Não deu tempo, entretanto, de avisar ao paraquedista, que saltou enquanto a senhora era atendida.

JC começou a acelerar e parecia que Cani não conseguiria cumprir o objetivo, mas JC reduziu a velocidade a tempo de o paraquedista entrar perfeitamente na Ferrari. 

Na sequência, Massa voltou para a pista com a F10, para terminar a exibição. Durante cerca de 15 minutos, o piloto rodou pelo circuito, deu alguns zerinhos e, para a alegria do público presente, tirou uma bandeira brasileira do bolso e a segurou por todo o circuito. 

Com o evento já concluído, uma das pessoas que participou da Ferrari Parade se envolveu em um acidente. Já deixando o circuito, o motorista perdeu o controle do carro e acabou atingindo três pessoas.