F1

Chefe diz que Ferrari perdeu chance de pódio duplo no Bahrein por “erros que comprometeram corrida de Vettel”

Maurizio Arrivabene, chefe de equipe da Ferrari, acredita que o time italiano poderia ter conquistado dois lugares no pódio no GP do Bahrein deste domingo (19), não fossem os erros que comprometeram a corrida de Sebastian Vettel

Warm Up / Redação GP, de Curitiba
Chefe da Ferrari, Maurizio Arrivabene acredita que a equipe italiana poderia ter saído do Bahrein com um pódio duplo, não fossem os erros que comprometeram a corrida de Sebastian Vettel. O italiano também confirmou que a tática de Kimi Räikkönen, em usar os pneus médios no segundo stint da prova, foi uma decisão tomada antes do GP em Sakhir.

Na parte final da corrida, Räikkönen se viu muito mais rápido na pista, porque, ao contrário dos demais, optou por usar os compostos macios na última parte da prova. E acabou por superar Nico Rosberg a duas voltas do fim, assegurando o primeiro pódio desde que fez seu retorno a Maranello.
Sebastian Vettel é perseguido pelo colega Kimi Räikkönen durante o GP do Bahrein (Foto: AP)
Vettel, por outro lado, brigava com o mesmo Rosberg pelo terceiro lugar do pódio um pouco antes, mas cometeu um erro, foi para fora da pista na curva que leva para a reta principal e teve de ir aos boxes para a troca da asa dianteira. Com isso, teve de se contentar com o quinto lugar.

"Nós tínhamos uma estratégia clara para os nossos dois pilotos", disse Arrivabene. "Seb cometeu dois pequenos erros e o primeiro foi ainda no início, o que nos obrigou a mudar de tática. Com Kimi, nós pedimos para manter a estratégia, apesar de ter sido difícil convencê-lo, porque ele disse que não, mas nós permanecemos fiéis. Ele foi corajoso e disciplinado o suficiente para seguir o que dissemos, e o resultado foi muito bom", completou.

"Já com Seb, nós mudamos e optamos pelo plano B, mas a tática de Kimi seguiu exatamente o que tínhamos planejado antes da corrida", acrescentou o italiano.

Arrivabene explicou que a escolha dos pneus usados por Räikkönen foi feita diante das condições apresentadas em Sakhir e devido às temperaturas mais baixas para a corrida, diferentemente do que aconteceu durante os treinos livres.

"Nós lançamos mão de uma estratégia agressiva e foi isso exatamente o que discutimos. Nós reconhecemos a diferença que temos para a Mercedes, então a única maneira é ser agressivo, pois nesta fase você ainda pode cometer erros", disse.

"Se um dia, não sei quando, nós formos capazes de alcançá-los, é claro que a conversa com relação à estratégia será colocada de forma diferente", completou. "Nós vimos na sexta-feira que o nosso ritmo de corrida está muito bom, a temperatura era diferente. E esta foi a razão pela qual nós mudamos a nossa estratégia. Foi por causa das condições da pista. Se tudo tivesse ocorrido bem, nós teríamos dois pilotos no pódio. Não digo a posições, mas eles estariam no pódio com certeza", emendou o chefe.

O dirigente ainda poupou Vettel. "Eu disse que ele cometeu dois erros, mas não podemos esquecer tudo que ele fez até agora. Ele venceu uma corrida, tem dois pódios. Às vezes acontecem coisas assim, somos seres humanos, graças a Deus, e isso é a beleza do esporte", finalizou.