carregando
F1

Chefe da Williams vê Force India fora de alcance e sepulta 2017: “Não podemos ter outra temporada como essa”

Claire Williams abriu mão do que até as férias de verão da F1 era o grande objetivo da temporada: alcançar a Force India pelo quarto lugar do Mundial de Construtores. O foco está em garantir o quinto lugar e não repetir este tipo de desempenho nos próximos anos, segundo afirmou a diretora-adjunta

Warm Up / Redação GP, do Rio de Janeiro

O ano de 2017 é, no fim das contas, uma temporada perdida para a Williams. No início do ano, a mudança de regulamento fez o time inglês sonhar com brigar pelas primeiras colocações, mas logo que a temporada chegou ficou claro que não aconteceria. E conforme a temporada avançou, a Williams perdeu campo mais e mais. Agora, com ainda sete corridas no calendário, Claire Williams abriu mão da chance de alcançar a Force India e afirmou que a escuderia de Grove não pode ter outra temporada como a atual.
 
Claire, diretor-adjunta da Williams, admitiu sem titubear que a equipe está num ano completamente decepcionante. A boa notícia é ter Paddy Lowe como diretor-técnico - o ex-Mercedes chegou já em 2017, quando o projeto deste ano estava executado. E, segundo Williams, embora Lowe precise de mais mentes brilhantes em volta dele, o veterano tem um plano.
 
"Como qualquer um esperaria, alguém do calibre de Paddy tem um plano", disse. "Desde que ele chegou na equipe está fazendo uma análise completa do time na fábrica, mas também nas operações de corrida para entender onde está a fraqueza. Acho que muito da nossa fraqueza apareceu no meio da temporada passada e não podemos entrar em mais uma temporada tendo os mesmos problemas que temos tido", afirmou.
Chefe-adjunta da Williams, Claire Williams fez o anúncio de Valtteri Bottas e Lance Stroll na sede da equipe em Grove (Foto: Williams)
"Então precisamos confiar em Paddy mas também trazer mais figuras de alto escalão para trabalhar com ele, como Dirk de Beer sendo diretor do departamento de aerodinâmica. Como eu disse, não podemos ter outro ano como esse, reforçou.
 
O assunto que Claire não quer tratar, no entanto, é aquele sensível a Felipe Massa: a dupla de pilotos para a temporada 2018. Assim como ela própria e Lowe vêm fazendo nos últimos meses, Williams afastou a conversa sobre a dupla do ano que vem, afirmando que o foco do time está somente no campeonato deste ano. O que se sabe é que Lance Stroll fica: a outra vaga, hoje de Massa, está em suspenso.
 
"Creio que deixei claro que o time está focando no Mundial de Construtpres no momento; precisamos assegurar o quinto lugar. Não creio que iremos chegar na Force India, infelizmente, mas há muitos times atrás de nós que adorariam nos destronar no top-5 - não podemos passar por isso. O foco precisa estar no desempenho de pista, não no alinhamento dos pilotos', encerrou.
 
A Williams tem 55 pontos no Mundial de Construtores, 15 à frente da Toro Rosso, 20 da Haas e 21 da Renault. Por outro lado, 58 tentos atrás da Force India.
HAMILTON FAZ DEVER DE CASA E JOGA BOLA PARA VETTEL. QUE TEM OBRIGAÇÃO DE VENCER EM SINGAPURA