F1

Alonso estranha declaração de chefe da McLaren e descarta ano sabático: “Vou correr em 2016”

Fernando Alonso afirmou que ficou perplexo ao saber dos comentários de Ron Dennis sobre seu futuro. O chefe da McLaren disse que o espanhol pode tirar um ano sabático em 2016 se o novo carro inglês não for competitivo o suficiente

Warm Up / Redação GP, de Curitiba
Fernando Alonso se diz perplexo e afirmou que não tem ideia do que Ron Dennis, chefe da McLaren, quis dizer ao comentar com os jornalistas neste sábado (28), em Abu Dhabi, de que o espanhol pode ter um ano sabático em 2016 caso o novo carro da equipe inglesa se mostre pouco competitivo novamente. 
 
Dennis causou um pequeno tumulto pouco antes da classificação para o GP em Yas Marina, quando revelou aos repórteres que o bicampeão ainda vai analisar o novo projeto, podendo cumprir seus anos restantes de contrato apenas em 2017 e 2018.
 
Alonso admitiu que estranhou os comentários e insistiu que vai correr no próximo ano. "Eu vou correr", afirmou Fernando.
Fernando Alonso chega sereno e tranquilo a Abu Dhabi (Foto: Getty Images)
"Não falei com ele, então não sei se isso é verdade. É simplesmente sempre a mesma história. Quando Ron ou outro piloto diz alguma coisa, então eu tenho de responder e adivinhar o que eles queriam dizer", completou.
 
"Acho que, quando ele fala coisas assim, vocês têm uma chance de ouro para perguntar a ele, mas eu realmente não sei o que ele quis dizer", acrescentou o asturiano.
 
Questionado se a postura de Dennis se revela como uma forma de colocar pressão nos pilotos, Alonso acredita que não. "Se ele quer colocar pressão em alguém, tenho certeza de que não é em mim, e se é em alguém, tem de ser na Honda, para que eles possam fazer um trabalho melhor durante o inverno", declarou Fernando, se referindo ao período da pré-temporada.

 

A que ponto chegamos: F-E cria Roborace, categoria em que os carros NÃO SÃO guiados por pilotosQue acham disso?...

Posted by Grande Prêmio on Sexta, 27 de novembro de 2015
PADDOCK GP EDIÇÃO #8: ASSISTA JÁ