Endurance

Piloto tetra-amputado vai disputar 24 Horas de Le Mans na vaga reservada para projetos experimentais em 2016

Frédéric Sausset teve de amputar as duas pernas e os dois antebraços após uma infecção bacteriana. Uma vez que deixou o coma, decidiu que queria encarar desafios e foi atrás do sonho de competir nas 24 Horas de Le Mans. Ele terá a oportunidade em 2016, na vaga do 'Garage 56'

Warm Up / RENAN DO COUTO, de São Paulo
Sempre ganha destaque nas 24 Horas de Le Mans a presença de um projeto experimental no grid, o chamado ‘Garage 56’. Embora ninguém tenha sido escolhido para participar da prova dentro deste critério em 2015, a tradição será retomada no ano que vem com uma bela história de superação: um piloto tetra-amputado correrá na mais famosa prova do endurance mundial.
 
O nome dele é Frédéric Sausset, francês de 43 anos, que há três anos teve amputadas as duas pernas e os dois antebraços devido a uma infecção bacteriana. Ele competirá com um Morgan LMP2 adaptado. Christophe Tinseau, que participou 11 vezes das 24 Horas de Le Mans, está comandando a operação e será um dos pilotos do trio.
Sausset realizará o sonho de correr em Le Mans. Sébastien Loeb estava presente no anúncio (Foto: Divulgação)
Sausset, cuja história foi contada em uma biografia junto do jornalista Stéfan L’Hermitte, lançada em 27 de maio, teve sua vida mudada em uma viagem a Landes, na costa sudoeste da França.
 
O empresário cortou o dedo por acidente e acabou infectado por um estreptococo que rapidamente se espalhou pela corrente sanguínea. Ele chegou a ficar em coma e, quando acordou, não tinha mais os membros.
 
Sua trajetória no automobilismo teve início neste ano, com participações no campeonato regional de endurance VdV. Ele controla o volante por meio de próteses instaladas nos braços, e acelera e freia por meio de controles instalados sob suas coxas e conectados aos pedais.
 
A participação nas 24 Horas de Le Mans foi intermediada pelo diretor-esportivo do Automóvel Clube do Oeste (ACO), Vincent Beaumesnil, e conta com o apoio da Audi. A marca alemã lhe fornece um motor S3 turbo para as provas do VdV, e preparará uma variação do motor do DTM para Le Mans.
 
“Eu precisava de um objetivo na minha vida, e os protótipos são minha paixão. Quando eu fui me encontrar com o Vincent Beaumesnil, ele me deu todos os contatos que eu poderia, e o Dr. Ullrich me deu retorno e perguntou como poderia ajudar”, disse à revista inglesa 'Autosport'. Wolfgang Ullrich é o diretor-esportivo da Audi. “Precisamos de um orçamento de € 3 milhões (pouco mais de R$ 10 milhões) e já temos as duas primeiras partes."
 
As 24 Horas de Le Mans de 2016 acontecerão nos dias 18 e 19 de junho.
 
O ACO também confirmou que o projeto experimental da temporada 2017 será um carro movido a biometano.