Endurance

Em Le Mans, Fraga e Baptista vivem sonho que vira realidade e projetam luta por vitória na LMGTE-Am

Em comum, Felipe Fraga e Rodrigo Baptista são bastante jovens e vão estrear nas 24 Horas de Le Mans nesta semana. Os dois vão competir na classe LMGTE-Am com o sorriso no rosto por poder acelerar pela primeira vez em La Sarthe. Antes do debute em Le Mans, os pilotos falaram com exclusividade ao GRANDE PRÊMIO

Grande Prêmio / FERNANDO SILVA, de Sumaré
ESPECIAL 24 HORAS DE LE MANS

Dos sete brasileiros inscritos para a disputa da 87ª edição das 24 Horas de Le Mans, dois deles vão correr a icônica prova pela primeira vez. Felipe Fraga, consagrado como o mais jovem campeão da história da Stock Car, e Rodrigo Baptista, campeão da Porsche Cup em 2017 e hoje dono de carreira no turismo na Europa e nos Estados Unidos, vão se unir a Bruno Senna, André Negrão, Daniel Serra, Augusto Farfus e Pipo Derani no grid da principal corrida do calendário do endurance em 2019.
 
Em comum, além da nacionalidade e do status de debutante em Le Mans, Fraga e Baptista vão correr na mesma categoria, a LMGTE-Am, que conta com pilotos profissionais e também com gentlemen-drivers. 
 
Já consagrado como um dos melhores pilotos em atividade no automobilismo brasileiro e destaque desde o ano de estreia, em 2014, na Stock Car, Fraga tem apenas 23 anos, mas já conquistou muita coisa. Além da trajetória repleta de sucesso na principal categoria do automobilismo nacional, o paraense criado no Tocantins teve a chance de fazer corridas muito importantes como as 12h de Sebring, os 1.000 km de Paul Ricard, as 10h de Suzuka e as 24 Horas de Daytona. 
 
Foi graças à boa performance neste ano na lendária prova norte-americana que Fraga recebeu o convite para estrear em Le Mans. O anúncio foi feito ainda no motorhome, na Flórida, por Ben Keating, dono da equipe que Fraga representa também no IMSA SportsCar. Mas diferente do Mercedes pelo qual compete no campeonato americano, em La Sarthe Felipe vai pilotar o Ford GT #85 da Keating Motorsports, compartilhando o volante com o dono da equipe e também com outro experiente piloto, o holandês Jeroen Bleekemolen.
Felipe Fraga estreia em Le Mans nesta semana (Foto: Instagram/Reprodução)
Baptista, de 22 anos, que teve Sérgio Jimenez como coach na sua trajetória na Porsche Cup, curiosamente foi convidado em cima da hora, no fim de abril. Rodrigo aceitou o chamado de Wei Lu e Jeff Segal, que correm juntos na JMW Motorsport, chefiada por Jim McWhiter. O trio vai alinhar em Le Mans a Ferrari 488 GTE #84.
 
“Tive esse convite para correr em Le Mans até meio em cima da hora por parte do Jeff e do Wei Lu, que são meus companheiros de equipe. Corri contra eles aqui nos Estados Unidos, e aí eles estavam precisando de um piloto, e como tenho bom relacionamento com eles, então me chamaram e não tinha como falar não. Ainda mais para as 24 Horas de Le Mans [risos]. É o sonho de qualquer piloto poder fazer essa corrida, então estou muito feliz por estar com eles e com a Ferrari também”, disse Rodrigo em entrevista exclusiva ao GRANDE PRÊMIO pouco depois de ter feito o Journée Test, a sessão de testes coletivos duas semanas antes da corrida.
 
Fraga também se mostrou feliz pela chance de poder realizar o sonho de correr em um circuito único como Le Mans a bordo do Ford GT, preparado pela equipe Ganassi nos Estados Unidos.
 
“É muito bom estar lá. O carro é muito forte e a pista... Toda vez que você vai para uma pista nova tem alguma curva ou outra que você não gosta de fazer, mas lá foi a primeira vez que senti prazer em andar toda a volta. Estava rezando para o engenheiro nunca me chamar de volta para os boxes só para ficar andando mais [risos]. Então foi bem legal essa experiência”, contou o piloto, que descreveu o Ford GT como “o carro mais forte que já guiei na vida”, disse o piloto ao GP depois de andar pela primeira vez no carro depois dos testes coletivos do início do mês.
 
Fraga voltou a Le Mans nesta semana depois de ter disputado a etapa de Londrina da Stock Car. O piloto falou sobre a grande fase que vive na carreira e a chance que tem de fazer as principais corridas de endurance do calendário, tendo em La Sarthe a cereja do bolo. “Esse ano estou realizando muita coisa. Correndo na Stock Car, que é algo que gosto muito, fiz Daytona, vou fazer Le Mans, vou fazer 24 Horas de Spa... E também estou correndo em várias pistas legais, com vários carros legais, então está sendo muito legal”.
 
Baptista também tem a agenda cheia. O piloto, que disputa o GT World Challenge America, já tem presença confirmada para correr nas 24 Horas de Spa com um dos carros da equipe de fábrica da famosa marca britânica Bentley. A prova é válida pelo GT Series Endurance e pelo Intercontinental GT Challenge. Mas Le Mans, diz Rodrigo, é maior que qualquer outra corrida já feita antes na sua trajetória.
Rodrigo Baptista também vai fazer sua estreia em Le Mans nesta semana (Foto: Instagram)
“Sou novo, mas já corri no Brasil, fiz um ano na Europa e agora estou correndo nos Estados Unidos. Só pelo primeiro treino, já deu para perceber que é um evento muito grande. Muito maior que qualquer outro evento de corrida que já estive. Em um treino de um dia só já estava lotado de gente, então é completamente diferente de tudo o que já participei”, explicou.
 
 
Chance de fazer história
 
Ao todo, são 17 os carros inscritos na LMGTE-Am. A concorrência é grande, mas tanto Fraga como Baptista apostam em poder chegar à tarde de domingo em Le Mans até no topo do pódio da categoria.
 
“Estou bem confiante. Eu me preparei muito nesse ano, é o ano em que estou mais bem preparado fisicamente na minha carreira. Também estou bem tranquilo porque fiz muito treino no simulador, o que me ajudou muito, tanto que já cheguei andando no mesmo ritmo dos meus companheiros de equipe. E a equipe é a mesma pela qual estou liderando o campeonato nos Estados Unidos. Eles me tratam bem, não tem pressão, confiam no meu trabalho, e isso faz tudo ficar mais tranquilo. Não tem nenhum peso nas costas, deixam que eu faça tudo da forma que eu gosto”, contou Fraga.
 
“Acho que vamos estar bem. Com base nos treinos, temos umas cartas na manga para a semana da corrida, então acredito que vamos estar na briga”, complementou.
 
Rodrigo Baptista também aposta em lutar pela vitória em um fim de semana marcado por uma série desafios, como correr no período noturno e o intenso tráfego em razão dos protótipos, muito mais rápidos que os GTs.
 
 “A expectativa é bem grande. A equipe está muito boa, os nossos pilotos são bons, então temos chance até de brigar pela vitória. Mas é aquele negócio: em uma corrida de 24 horas nunca dá para saber o que vai acontecer, então a gente tem de fazer o trabalho direito”, disse.
 
“A pista é completamente diferente de tudo. Uma volta é feita em quase 4min, então, para conseguir ganhar ou perder tempo em uma volta é muito fácil, ainda mais andando junto com os protótipos, o que é algo especial de Le Mans, andando contra os LMP1, LMP2, até contra os outros GTs, então é toda hora olhando no retrovisor, mas também olhando pra frente, ficar sempre focado. E nos treinos a gente já percebeu que é bem difícil. Não é simplesmente concentrar em sua própria volta e pronto. Você tem de se concentrar em tudo, então é muito diferente de tudo o que já participei. Mas estou feliz, confiante e acho que temos condições de brigar lá na frente”, finalizou o jovem paulista.
 
As atividades de pista das 24 Horas de Le Mans começam nesta quarta-feira com um treino livre e a primeira sessão classificatória. Na quinta, estão previstas mais duas classificações para definir o grid da corrida. A largada acontece às 10h deste sábado (15). O GRANDE PRÊMIO acompanha ‘in loco’ a prova com o jornalista e parceiro de conteúdo Rodrigo Mattar.
 

Paddockast #21
A primeira vez a gente nunca esquece: as vitórias dos maiores nomes do esporte



Apoie o GRANDE PRÊMIO: garanta o futuro do nosso jornalismo

O GRANDE PRÊMIO é a maior mídia digital de esporte a motor do Brasil, na América Latina e em Língua Portuguesa, editorialmente independente. Nossa grande equipe produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente, e não só na internet: uma das nossas atuações está na realização de eventos, como a Copa GP de Kart. Assim, seu apoio é sempre importante.

Assine o GRANDE PREMIUM: veja os planos e o que oferecem, tenha à disposição uma série de benefícios e experiências exclusivas, e faça parte de um grupo especial, a Scuderia GP, com debate em alto nível.