carregando
F1
Renault coloca desempenho do motor Honda "um passo atrás" das outras fabricantes
O chefe dos motores Renault, Rémi Taffin, afirmou que a fabricante francesa está em briga apertada com Mercedes e Ferrari em relação ao desempenho do motor. Mas a Honda fica na prateleira de baixo
F1
Diretor da Renault ignora desempenho e coloca confiabilidade como prioridade para 2018: "Só aceitaremos perfeição"
O diretor-técnico da Renault, Bob Bell, afirmou que a meta técnica da equipe francesa para a temporada 2018 é ter carros e motores mais confiáveis. A ideia, segundo ele, é contar com perfeição no processo de desenvolvimento e execução de cada peça. Segundo ele e o chefe-técnico dos motores, Rémi Taffin, a questão é superior a qualquer coisa com relação ao desempenho
F1
Diretor da Renault rejeita copiar conceito de motor da Mercedes, mas reconhece: “Estamos 0s5 atrás”
Rémi Taffin, chefe da divisão de motores da Renault, está confiante em poder alcançar a Mercedes. Mas apenas em 2018. O engenheiro descartou, no entanto, a possibilidade de copiar o conceito adotado pelos alemães ao separar turbo e compressor na montagem da unidade de potência: “Não há muitos motivos para mudar e tampouco vemos um benefício no tempo de volta”, justificou
F1
Após quebras em Baku, Renault afirma que superou problemas e garante motor mais confiável no GP da Áustria
Max Verstappen, Jolyon Palmer e Daniil Kvyat foram três vítimas de problemas mecânicos da Renault em Baku. Na Áustria, palco da próxima etapa da F1, a expectativa é outra: o dirigente Rémi Taffin garante que o conjunto francês vai estar mais confiável
F1
Diretor revela 'reforma geral' da equipe depois de 2016 e garante: "É o primeiro carro da era moderna da Renault"
O diretor-técnico da Renault, Bob Bell, afirmou que a Renault desfez tudo que havia sido utilizado no carro para a temporada 2016 - quando herdou o projeto falho da Lotus. O R.S.17 é, assim, o primeiro projeto de fato da nova Renault. Enquanto isso, Rémi Taffin, diretor dos motores, diz que chegar na performance da Mercedes é o objetivo imediato
F1
Chefe da Renault cita evolução contínua, mas diz que meta é igualar performance do melhor motor da F1 em 2018
Chefe de motores da Renault, Rémi Taffin afirmou que a fábrica francesa tem como meta igualar o nível de performance do melhor motor da F1 na temporada 2018. Dirigente prometeu boa evolução para o próximo ano, mas lembrou que regulamento impede grandes saltos
F1
Chefe de motores da Renault vê 2015 como ano perdido e indica razão para volta por cima: “Questão de organização”
Rémi Taffin, chefe do departamento de motores da Renault, lembrou as inúmeras dificuldades enfrentadas pela marca francesa em 2015 com a falta de potência e confiabilidade da unidade motriz, que chegou a provocar uma grande crise com a Red Bull. Mas depois de um ano pra lá de sofrido, veio a volta por cima em 2016, coroada com duas vitórias, uma com Max Verstappen e outra com Daniel Ricciardo
F1
Renault compara desempenho em Monza com anos anteriores e fica satisfeita com grande aproximação a rivais
O diretor-técnico da Renault, Rèmi Taffin, mostrou grande satisfação com o que os carros empurrados por motores da fábrica, especialmente os da Red Bull, conseguiram fazer no GP da Itália. Sede da corrida mais veloz da F1, a Renault passou maus bocados em Monza desde de que os motores V6 chegaram à baila
F1
Renault reitera foco em 2017, mas planeja entregar nova atualização do motor em Cingapura ou Malásia
A Renault é a montadora que tem o maior número de fichas de desenvolvimento ainda disponíveis: 21. Apenas 11 foram usadas nesta temporada. A fábrica francesa, que evoluiu muito sua unidade de potência neste ano, pretende levar para Cingapura ou Sepang uma nova atualização do motor, mas Rémi Taffin indicou que pode não ser a última do ano, já que os trabalhos estão sendo feitos pensando também em 2017
F1
Satisfeita com evolução após GP de Mônaco, Renault deixa para temporada 2017 próxima grande atualização de motor
Diretor de engenharia da Renault, Rémi Taffin afirmou que a marca francesa não fará outra grande atualização de motor em 2017. Dirigente admitiu que a Renault ainda tem um longo caminho pela frente, mas se mostrou satisfeito com a evolução apresentada desde o GP de Mônaco
Veja mais