MotoGP
19/05/2013 12:51

Em dia caótico para Yamaha, Pedrosa dá aula na chuva e vence em Le Mans. Márquez faz novo show

Dani Pedrosa deu uma amostra de sua habilidade na chuva e venceu com autoridade o GP da França. Todo arrebentado, Cal Crutchlow garantiu o segundo posto, à frente de Marc Márquez, que deu um novo show após uma péssima largada
Warm Up / JULIANA TESSER, de São Paulo
 Dani Pedrosa (Foto: Honda)

A classificação do Mundial após quatro etapas
As imagens do domingo no Mundial de Motovelocidade em Le Mans
Acompanhe a cobertura do GP da França no GRANDE PRÊMIO
Automobilismo na TV: a programação do fim de semana

Dani Pedrosa mais uma vez mostrou que merece estar na elite do motociclismo mundial. Partindo em sexto neste domingo (19), o espanhol fez uma de suas ótimas largadas e depois de vencer um duelo com Andrea Dovizioso, disparou na ponta, garantindo seu segundo triunfo no ano.
 
O GP da França foi marcado pelas já tradicionais instáveis condições climáticas em Le Mans. Com o asfalto molhado, os pilotos precisaram calçar os protótipos com os pneus de chuva da Bridgestone, e o piso molhado resultou em uma prova com protagonistas diferentes dos habituais.

Pedrosa mostrou estar com a confiança em dia para andar na chuva (Foto: MotoGP)
Largando em terceiro, Andrea Dovizioso teve uma ótima saída, colocando a Ducati na ponta da prova. O piloto italiano ainda mostrou resistência, mas não pôde fazer muito frente à força da RC213V. Depois de um bom duelo com algumas inversões de posição, Dani tomou a ponta e tratou de abrir, seguindo sozinho e tranquilo até o fim da disputa.

Em segundo, Dovizioso passou a ser alvo de Cal Crutchlow, um tanto combalido por conta de um forte acidente nos treinos de sábado. Antes da prova, o britânico concedeu uma entrevista no grid, contando que estava bem, “apenas com uma pequena fratura na perna, hemorragia interna e tossindo sangue”.
 
Mesmo longe de sua melhor forma, o piloto da Tech3 mostrou uma ótima performance e passou Andrea aproveitando um pequeno desequilíbrio do representante da fábrica de Borgo Panigale. 

A partir daí, entrou em cena o fator Marc Márquez. Correndo pela primeira vez na classe rainha com o piso molhado, o jovem piloto largou muito mal, despencando da pole para a nona colocação. Pouco a pouco se acostumando com o asfalto molhado, o espanhol foi ganhando terreno e passou a reduzir a vantagem de Andrea.
 
Depois de algumas voltas caçando o italiano, Marc chegou e passou Andrea garantindo seu lugar no pódio, com 6s949 de atraso para Pedrosa. Ao piloto da Ducati coube, então, o quarto posto.
 
Também capitalizando com o bom desempenho da Desmosedici no asfalto molhado, Nicky Hayden garantiu o quinto lugar, 8s384 atrás de seu companheiro de Ducati. Álvaro Bautista aparece na sequência, no sexto lugar.
 
Se na garagem do time vermelho há motivos para comemorar, o mesmo não se pode dizer da Yamaha, que teve um fim de semana para esquecer em Le Mans. Apesar do bom ritmo mostrado ao longo do fim de semana, Jorge Lorenzo perdeu muito rendimento durante a prova e completou a disputa apenas no sétimo lugar, 27s961 atrás de Pedrosa. Trata-se do pior resultado do espanhol – nas provas em que completou – desde o GP de Valência de 2008, sua temporada de estreia na classe rainha, quando ficou com o oitavo lugar.

Valentino Rossi não teve mais sorte que o companheiro. Depois de um bom início de prova, inclusive lutando pelo top-3, o italiano caiu em Le Mans quando aparecia na quarta colocação. Apesar de ter conseguido voltar para a pista, o multicampeão não tinha como tirar o atraso para os demais adversários e completou o GP da França na 12ª colocação, 1min26s368 atrás do vencedor.

Também rodando com uma GP13, Michele Pirro ficou com o oitavo posto neste domingo. O substituto de Ben Spies fechou a corrida 0s632 à frente de Bradley Smith, o nono colocado. Stefan Bradl, que foi mais um a se acidentar na corrida, completa o top-10.

Pelo campeonato, Pedrosa assumiu a liderança com 83 pontos. Márquez vem em segundo, com seis pontos a menos. Jorge Lorenzo vem em terceiro, seguido por Crutchlow e Rossi. 

Saiba como foi o GP da França de MotoGP:
 
Ao contrário do que aconteceu com Moto3 e Moto2, o GP da França de MotoGP foi declarado pela direção de prova uma corrida em pista molhada, uma vez que a chuva apertou após o fim da categoria intermediária.
 
Com o asfalto molhado, todos os pilotos optaram por calçar as motos com o pneu de chuva macio. Márquez tinha a pole, seguido por Lorenzo e Dovizioso. Quando as luzes se apagaram, Márquez saiu mal e despencou no grid. Andrea saltou na frente, seguido por Lorenzo, Pedrosa, Bradl, Hayden, Iannone, Rossi, Crutchlow e Márquez.
 
Não demorou, Valentino se livrou de Iannone e passou a perseguir Hayden. O norte-americano logo ficou para trás, se tornando alvo de Cal. Na ponta, Dovizioso seguia firme, seguido por Lorenzo e Pedrosa.

Crutchlow correu com perna fraturada e lesões internas por conta de acidente no sábado (Foto: MotoGP)
Rossi não demorou a passar Bradl, que tentou reagir, mas perdeu para o experiente italiano. Líder, Andrea escapava na ponta, deixando Lorenzo para se defender da aproximação de Pedrosa. Dani logo superou o conterrâneo, que tinha 1s174 de vantagem para o companheiro de Yamaha.
 
Em segundo, Pedrosa aumentou o ritmo e logo chegou em Dovizioso, que guiava a fraca GP13 da Ducati. Mais atrás, Rossi diminuía a diferença para Lorenzo, se aproximando cada vez mais da briga pelo pódio. 
 
Na quarta volta, Pedrosa passou Dovizioso, que deu o troco e recuperou a frente. No início da reta, Dani colocou de lado e engoliu Andrea, assumindo a liderança. Atrás, Márquez escorregou, mas conseguiu evitar a queda.
 
Líder, Pedrosa tratou de imprimir um ritmo forte, tentando escapar do pelotão. Dovizioso mantinha o segundo posto, enquanto Lorenzo se defendia da pressão de Rossi. Crutchlow vinha anotando volta mais rápida atrás de volta mais rápida, e entrando no pelotão líder. 
 
Dani perdeu a vantagem ao escapar da pista e perdeu a ponta para Dovizioso. Pedrosa tentou responder, mas não conseguiu e seguiu atrás. Mais atrás, Márquez começava a se entender com a RC213V e anotando 1min44s719, a volta mais rápida da corrida.
 
Na frente, Rossi passou Lorenzo, que também foi batido por Crutchlow. Jorge ainda caiu para sexto, após ser ultrapassado por Hayden. Bradl viu uma chance de passar o piloto da Yamaha e começou a pressionar. Stefan logo passou e assumiu o sexto lugar.
 
Pedrosa seguia pressionando Dovizioso pela ponta, e os dois eram acompanhados de perto por Rossi. Crutchlow, todo quebrado, vinha logo atrás. Despencando, Jorge se tornou alvo de Márquez, que vinha tirando a diferença. 
 
Com 18 voltas para o fim, Pedrosa forçouDovizioso para fora e tomou a liderança. Na passagem seguinte, Lorenzo saiu completamente do traçado, abrindo passagem para Márquez assumir o sétimo lugar.
 
Com a linha rápida secando, os pilotos passaram a se preocupar com o desgaste dos pneus e a procurar os pontos mais molhados da pista, mudando as linhas. 
 
Pedrosa tinha a liderança, acompanhado de perto por Dovizioso. Mais atrás, Rossi era pressionado por Crutchlow, que também via a aproximação de Hayden. Com 16 voltas para o fim, Andrea passou Dani e recuperou a ponta. 
 
Cal conseguiu passar Valentino, assumindo a terceira colocação. Mais atrás, Hayden errou o ponto de frenagem, mas não perdeu muito contato com o antigo parceiro de Ducati.
 
No miolo de Le Mans, Dani recuperou a liderança. Atrás, Márquez errou e perdeu o sétimo lugar para Lorenzo, mas o novato conseguiu recuperar a posição. Sofrendo com o rendimento da M1, Jorge ainda via a aproximação de Bautista, com uma RC213V satélite. Álvaro tentou atacar o bicampeão, mas Lorenzo defendeu.
 
Faltando 12 voltas para o fim, Randy De Puniet caiu, abandonando sua prova de casa. Em seguida, Lorenzo errou e foi ultrapassado por Bautista. 
 
Na ponta, Pedrosa sustentava 2s002 de vantagem para Dovizioso. Crutchlow vinha em terceiro, seguido por Rossi e Hayden. Bradl caiu na curva 4, mas voltou em 11º.
 
Em seguida foi a vez de Rossi cair. O italiano escorregou por conta do asfalto mais seco, mas levantou e voltou para a pista em 12º, à frente de Aleix Espargaró. 
 
Hayden escapou na curva 8, mas conseguiu evitar a queda. O problema é que o norte-americano permitiu a aproximação de Márquez. 
 
Com Pedrosa sumindo na ponta, a grande disputa da prova ficou com Dovizioso e Crutchlow, que disputavam o segundo posto. Hayden vinha em quarto, seguido por Márquez, Bautista, Lorenzo, Pirro, Smith e Iannone. 
 
Faltando sete voltas para o fim, Márquez passou Hayden, subindo para a quarta colocação. Duas voltas mais tarde, Crutchlow aproveitou que Dovizioso escorregou com a traseira da GP13 para tomar a segunda posição. 
 
Nas voltas finais, Marc vinha reduzindo a vantagem, entrando na briga pelo pódio. Com duas voltas para o fim, Márquez engoliu Dovizioso, garantindo sua vaga no top-3.
 
Na abertura da última volta, a Tech3 avisou Crutchlow sobre a chegada de Márquez, mas o espanhol não tinha mais tempo para tentar buscar o rival.
 
MotoGP, GP da França, Le Mans, Final:
 
1
Dani PEDROSA
ESP
Honda
49.17.707
28 voltas
2
Cal CRUTCHLOW
ING
Tech3 Yamaha
+4.863
 
3
Marc MÁRQUEZ
ESP
Honda
+6.949
 
4
Andrea DOVIZIOSO
ITA
Ducati
+10.087
 
5
Nicky HAYDEN
EUA
Ducati
+18.471
 
6
Álvaro BAUTISTA
ESP
Gresini Honda
+23.561
 
7
Jorge LORENZO
ESP
Yamaha
+27.961
 
8
Michele PIRRO
ITA
Ducati
+40.775
 
9
Bradley SMITH
ING
Tech3 Yamaha
+41.407
 
10
Stefan BRADL
ALE
LCR Honda
+1:00.995
 
11
Andrea IANNONE
ITA
Pramac Ducati
+1:05.110
 
12
Valentino ROSSI
ITA
Yamaha
+1:16.368
 
13
Aleix ESPARGARÓ
ESP
Aspar
+1:24.200
 
14
Danilo PETRUCCI
ITA
Ioda
+1:25.726
 
15
Karel ABRAHAM
TCH
AB
+1:32.111
 
16
Colin EDWARDS
EUA
Forward
+1:40.602
 
17
Michael LAVERTY
ING
Paul Bird
+1 volta
 
18
Héctor BARBERÁ
ESP
Avintia
+1 volta
 
19
Hiroshi AOYAMA
JAP
Avintia
+1 volta
 
 
Yonny HERNÁNDEZ
COL
Paul Bird
NC
 
 
Randy DE PUNIET
FRA
Aspar
NC
 
 
Lukas PESEK
TCH
Ioda
NC
 
 
Claudio CORTI
ITA
Forward
NC
 
 
Bryan STARING
AUS
Gresini Honda
NC
 
 
 
 
 
 
 
 
 
Condições do tempo
 
Chuva
 
ar: 12°C | pista: 18ºC
 
 
 
 
 
 
 
 
MV
Dani PEDROSA
ESP
Honda
 
1:32.647
162.6 km/h
REC
Dani PEDROSA
ESP
Honda
 
1:33.617
160.9 km/h
VMR
Dani PEDROSA
ESP
Honda
 
1:43.597
145.4 km/h


//