Indy
06/11/2013 21:57

Senna negocia para estrear na Indy em 2014, mas alega “histórico familiar” para não correr em ovais

Sem revelar equipes com as quais mantêm conversas, brasileiro planeja fazer temporada competindo apenas em pistas mistas, algo que “limita as chances de ganhar o campeonato”
Warm Up / Redação GP,  de Guarulhos
 Bruno Senna (Foto: Felipe Tesser/Grande Prêmio)
 
O futuro de Bruno Senna pode estar na América. Piloto de F1 entre 2010 e 2012 e atualmente disputando o Mundial de Endurance pela Aston Martin, o sobrinho de Ayrton Senna pretende correr na Indy em 2014 – no entanto, apenas em circuitos mistos.
 
Já pensando no próximo ano, o próprio brasileiro admitiu a negociação "com algumas das equipes da Indy". "Mas a dificuldade é que eu não correria em ovais, porque tenho um histórico familiar complicado... Não dá para abrir chances para essas coisas. Isso dificulta um pouco as condições para fazer isso", disse Bruno ao site ESPN.com.br.
Bruno Senna pode correr na Indy em 2014 (Foto: Rodrigo Berton / Grande Prêmio)
Apesar do empecilho, o piloto crê no acerto. "Vamos ver se eu consigo fazer uma temporada só de circuitos mistos, o que provavelmente limita a chance de ganhar o campeonato. Não é tão fácil fazer assim e, se sair, pode ser um programa que eu possa fazer no ano que vem", falou. E acrescentou: "Monopostos são sempre mais divertidos".
 
Caso consiga reforçar o time brasileiro na Indy – que já conta com Tony Kanaan e Helio Castroneves –, Bruno irá além dos passos trilhados por seu tio Ayrton, que flertou com a categoria dos EUA após testes pela Penske, em 1992, mas jamais migrou para a série.